Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

JOSÉ MANUEL RIBEIRO - 'A LEI SOU EU' - 'take não sei quantos'

Na sessão de 30-06-2016, a Assembleia Municipal de Valongo aprovou por maioria - apenas com os votos contra do grupo municipal do PS - uma deliberação apresentada por mim e que transcrevo a seguir:

 

Captura de ecrã 2016-05-09, às 20.45.25.png

Assembleia Municipal de Valongo

Sessão ordinária de 30-06-2016

 

Celestino Neves (Independente)

____________________________________________________________________________________________________

 

Deliberação

 

            “Beneficiação da Rua Nossa Senhora do Amparo – aditamento ao contrato de urbanização relativo à construção da plataforma logística da Jerónimo Martins em Alfena ”

 

O presidente da Câmara tornou público há alguns meses atrás um acordo conseguido com o investidor no sentido de alargar a beneficiação da Rua Nossa Senhora do Amparo ao troço compreendido entre o local da plataforma e a Estrada Nacional 105 (largo da Codiceira) que, ao contrário da restante extensão da EM 606 até Sobrado, se reveste de um perfil urbano em nada semelhante ao restante troço. 

Tratou-se portanto de um aditamento ao contrato inicial e que carece de validação formal pelo Órgão Executivo.

Acresce que mesmo na situação anterior ao início da construção da plataforma, já os moradores apresentavam inúmeras queixas relacionadas com o aumento do trânsito, nomeadamente naquele que é gerado a partir da Chronopost e ainda com a falta de passeios que acautelem minimamente a circulação de peões.

Recentemente foi remetido a esta Assembleia um abaixo-assinado dos referidos moradores pedindo uma reunião com todos os eleitos, a fim de exporem as suas reclamações e obterem as necessárias explicações e garantias relativamente ao referido troço da M606.

Pelas razões expostas, a Assembleia Municipal reunida em sessão ordinária no dia 30 de Junho de 2016 delibera solicitar ao executivo que antes de iniciar qualquer intervenção no terreno envie a este Órgão a deliberação tomada em reunião de Câmara sobre o referido aditamento ao contrato de urbanização celebrado com a Jerónimo Martins, bem como o parecer da CCDR-N relativamente ao mesmo com todos os detalhes sobre o tipo de perfil previsto para o referido segmento urbano da Rua Nossa Senhora do Amparo.

(Celestino Neves)

__________________________________________________________

 

Captura de ecrã 2016-10-31, às 14.23.34.png

 

Na minha caixa de correio (electrónico) tinha hoje a seguinte informação:

 

Captura de ecrã 2016-05-09, às 20.45.25.png

Exmo./a Senhor/a Membro

Assembleia Municipal de Valongo

Em cumprimento da Moção aprovada na última Assembleia, relativamente à realização de uma reunião com representantes de todos os partidos políticos na Assembleia Municipal e os moradores da Rua Nossa Senhora do Amparo, em Alfena, a mesma foi agendada para o próximo dia 05.11.2016, sábado, às 09h30 na Junta de Freguesia de Alfena.

Com os melhores cumprimentos,

Isabel Pereira

DAJAC - Apoio aos Órgãos Autárquicos
Câmara Municipal de Valongo

____________________________________________________

 

Facto 1:

 

A deliberação aprovada refere - na parte dispositiva -  (...)solicitar ao executivo que antes de iniciar qualquer intervenção no terreno envie a este Órgão a deliberação tomada em reunião de Câmara sobre o referido aditamento ao contrato de urbanização(...)

 

Facto 2:

 

A Intervenção na Rua Nossa Senhora do Amparo está prestes a ser concluída - passei há poucas horas por lá e a fase do betuminoso estava  nos acabamentos finais, no largo da Codiceira.

É uma intervenção miserável e minimalista, que se limita à colocação de uma camada de betuminoso e (eventualmente) às marcações das faixas e a uma ou outra pintura de passadeiras!

 

Facto 3:

 

Está visto que para o actual presidente da Câmara as deliberações da Assembleia Municipal 'entram a 10 e saem a 100'.

ALei é ele e contra factos não há argumentos...

 

Facto 4:

 

A comissão política concelhia do Partido Socialista aprovou há dias, por 'unanimidade e aclamação' a recondução de José Manuel Ribeiro como candidato às autárquicas de 2017.

 

Facto 5:

 

Sendo o partido Socialista um Partido democrático, ficamos sem perceber como é que consegue conviver com o facto de ter como líder concelhio e candidato a presidente de Câmara uma pessoa que é tudo menos um democrata.

_____________________________________________________

 

Conclusão:

 

Estarei obviamente presente na reunião do dia 05-11-2016 às 09h30, na Junta de Freguesia de Alfena, para ouvir seguramente as manifestações de descontentamento dos moradores convocados e também para dizer, que esta 'magnanimidade' de José Manuel Ribeiro já vem tarde - talvez tarde demais!

 

 

 

 

 

:

 

publicado às 13:48

FALANDO COM UMA CADEIRA VAZIA...

Captura de ecrã 2016-10-30, às 21.01.16.png

 

Em 28 de Abril de 2012 escrevi no blogue do costume isto:

 

Ver artigo completo AQUI:

 

Captura de ecrã 2016-10-30, às 20.49.21.png

Dada a provecta idade do presidente/ausente - que novidade! - da autarquia falida, o resultado da tal soma (ainda) deveria ser igual ao de antigamente. Porém, devido à sua permanente ausência em serviço o que o força a deixar a Câmara entregue a gente mais jovem, o resultado é o tal 'erro' que Rogério Palhau fez questão de registar.
Depois foi José Manuel Ribeiro, da bancada do Partido Socialista e bem ao seu estilo, a resolver ontem falar 'mesmo para a cadeira vazia' do presidente e não para o seu substituto natural e habitual, presente na mesa, João Paulo Baltazar. Foi um bom momento de humor, apesar de alguns - que novidade! - não terem gostado.
Não reparei se a cadeira vazia tinha algum dispositivo de videoconferência ligado, mas se tinha, o titular já deveria estar a repousar, porque não se pressentiu nenhuma resposta.
Claro que as críticas feitas por José Manuel Ribeiro, não ficaram sem a resposta do vice presidente e habitual presidente em exercício, que não se fez rogado e começou a 'traduzir' para todos - público incluído - as 'respostas' da vazia cadeira.
Também não consegui confirmar se tinha colocado na 'vice presidencial orelha' algum auricular com ligação bluetooth ao espaldar do presidencial e vazio assento(...)

____________________________________________________________________________________________

Se bem me lembro, Afonso Lobão (então vereador sem pelouro na Câmara e ao mesmo tempo líder da concelhia do PS) numa entrevista a um Jornal local, terá sugerido o internamento compulsivo em psiquiatria, da 'jovem promessa' da bancada socialista.

 

Ninguém lhe deu ouvidos - psiquiatria é uma área muito sensível em que os especialistas solicitados a validar medidas extremas como a sugerida hesitam sempre, com receio talvez de que os acusem de serem mais loucos do que os que se propõem internar...

 

Portanto...

 

A jovem 'promessa' - agora lamentável e renovada certeza - do PS Valongo, continuou entre nós, eventualmente com medicação adequada e em regime ambulatório, mas com 'o ar do costume' de habitante de outro planeta que não este em que vivemos .

 

Afonso Lobão, esse desapareceu do nosso quotidiano municipal e até acho que fez bem. 

 

Por um lado, porque o (ainda) presidente da Câmara 'vai a todas' incluindo às sessões da Assembleia Municipal - como é que ele poderia privar-nos do inefável prazer que nos dão as suas longas conversas redondas? -  e as hipóteses de algum dia encontrar uma cadeira vazia para conversar são praticamente inexistentes.

Depois, porque os eucaliptos plantados no 'condomínio da Avenida 5 de Outubro' secaram tudo à volta num raio de vários hectares e até o pequeno oásis das reuniões públicas de Câmara já secou ficando reduzido às mirradas dimensões dos tempos do senhor idoso.

Quem para ali for, por obrigação ou mero e teimoso exercício de cidadania, o melhor é levar cantil e alguma fruta, não vá tombar de inanição...

 

 

publicado às 20:45

SOBRE O 'JULGAMENTO DO SÉCULO'...

Captura de ecrã 2016-10-29, às 10.45.17.png

Aviso à navegação:

 

Tenho estado a receber informação de que as minhas testemunhas estarão a ser notificadas para o dia 24 de Novembro às 13:30 horas e também me consta que o primeiro dia do julgamento será no dia 21 também às 13:30.

 

Recordo que as datas anunciadas inicialmente eram 3 e 8 do mesmo mês e posteriormente corrigidas pelo Tribunal para 7 e 8.

 

De qualquer forma, até ao momento ainda não fui notificado sobre a última alteração e mal o seja, informarei de imediato.

publicado às 10:39

'LEÕES E SENDEIROS' - TAMBÉM EM VALONGO...

E por falar em 'leões e sendeiros'...

 

Captura de ecrã 2016-10-29, às 09.57.31.png

 (Artigo completo AQUI)

 

Captura de ecrã 2016-10-29, às 10.07.06.png

 

Por enquanto, não vou fazer qualquer juízo de valor relativamente ao assunto - porque não lhe conheço os contornos e apenas sei o que veio a público na 'entrada de leão' referida nas várias notícias.

Constato no entanto que a instalação ocupa de facto uma zona de reserva.

 

Porém...

 

Dada a quantidade de fogo preso que o (ainda) presidente da Câmara de Valongo José Manuel Ribeiro soltou à altura do embargo, já era tempo de dar a cara outra vez e explicar como é que ficou o assunto.

O que eu sei e sobre isso ele não precisa de explicar nada, é que que a central labora a todo o gás, fornecendo (ao que dizem) o betão para o novo túnel de Águas Santas.

 

Caso para dizer: "Fale agora ou cale-se para sempre"...

 

 

 

publicado às 09:58

VALONGO EM VERSÃO CALIMERO...

Captura de ecrã 2016-10-28, às 22.27.31.png

 

Valongo não merece!

 

Depois de 20 anos de desgraça em que apenas fomos famosos ao nível do anedotário do poder local e de frases que incluíam as palavras 'Barca Velha', era expectável que em 2013 Mudar Valongo fosse o 'refrão' mais trauteado pela maioria dos valonguenses.

 

Parêntesis para explicar melhor os porquês...

 

(Como deputado municipal e líder do grupo do PS na Assembleia Municipal, José Manuel Ribeiro sabia que o terreno estava mais fértil que nunca e que se não arriscasse nessa altura, talvez tão cedo não voltasse a ter igual oportunidade.

Valongo e os valonguenses estavam até à ponta dos cabelos com os 20 anos de desgraça de um autarca fora de prazo que já não dava duas para a caixa.

Por outro lado também não estava a ser fácil a adaptação do burgo ao perfil do novo presidente que basicamente já o era enquanto vice de um presidente que já há muito tinha deixado de o ser.

Avaliado o terreno, contadas as espingardas do roseiral de Valongo, a jovem promessa tratou de 'fazer a cama' ao fiel jardineiro Afonso Lobão - tomando o canteiro com o recurso a ajudas externas a quem 'vendeu' a intriga caseira que circulava no roseiral em torno do caso dos falsos militantes, das hipotéticas dívidas de campanha do seu camarada e ainda por pagar e da sua nomeação para a Direcção da ARS Norte).

 

Estavam servidas as 'entradas'...

 

É claro que o prato principal teve de incluir obrigatoriamente um 'Polvo à Vallis Longus' tão mal amanhado que até o pobre do molusco era deficiente - o Zé Manel apareceu-me com o bicho na saquita do supermercado e nem tinha reparado que tinha um tentáculo a mais e não ficaria nada bem na apresentação.

Cozinheiro escaldado (durante 20 anos) da água fria e do canto da sereia que dela me vinha deveria ter tido medo.

Quem sobe uma vez às cavalitas de alguém, voltará seguramente a usar o mesmo escadote na primeira oportunidade que se lhe proporcione.

Mas ingénuos sempre existiram e continuarão a existir e como diz o Povo, "na primeira quem quer cai, etc., etc.", sendo que no meu caso me quedo pela parte antes dos etc...

 

José Manuel Ribeiro (a jovem promessa) arrancou a queimar pneus em Outubro de 2013 mas rapidamente se revelou uma promessa falhada, ou pior, um enorme conjunto de promessas falhadas - um flop em linguagem mais popular...

 

E a acrescentar a todas as 'qualidades negativas' que todos lhe reconhecemos e tal como acontece com todos os detentores de poder com deficit de pensamento estruturado, José Manuel Ribeiro rapidamente deixou claro que não aceitaria que o espelho seu lhe devolvesse a informação de que havia alguém melhor do que ele. 

Quem se atreveu a fazê-lo foi avisado - e até mais do que isso... - que "quem semeia ventos (contra o querido líder) colhe tempestades".

 

Mas o nosso querido líder não é só basófias...

Por vezes exteririza a chamada síndrome bipolar e de quando em vez, muitas vezes até, encarna a 'versão calimero'

 

Foi o caso de ontem...

 

Dia de sessão extraordinária da Assembleia Municipal de Valongo, uma sessão convocada basicamente para colmatar a sua grave omissão de auxílio relativamente às Escolas Secundárias de Ermesinde e Valongo.

Fez uma entrada de leão ao recusar-se a integrar o pelotão da frente na discussão do mapeamento da requalificação das Escolas por causa da exigência de uma comparticipação de 7,5% nas obras exigido pelo governo da Nação e ontem saiu de sendeiro ao ver-se obrigado a solicitar tarde e a más horas à Assembleia a aprovação dessa verba. Mais vale tarde que nunca...

Com esta bravata contra o governo do seu Partido, ele conseguiu introduzir insegurança no acordo relativo à requalificação da Escola de Ermesinde e deixou de fora - para já e se calhar por muito tempo - a de Valongo.

 

Calimero é um papel que lhe assenta relativamente bem e ontem mais uma vez nos comoveu com o seu choro, quase nos afogando com a torrente das suas lágrimas. Os crocodilos também choram...

 

Assistiram à peça um grupo de professores e alunos da Secundária de Valongo que já haviam estado à tarde na reunião pública de Câmara e que não se comoveram lá muito com a performance do (ainda) presidente da Câmara.

 

"Fiz tudo o que podia" (para conseguir o financiamento para a requalificação das Escolas) foi a frase mais repetida pelo 'prefeito'.

Mas  a mim - e desconfio que à maioria dos presentes - o tudo soou-me a quase nada...

 

Triste e lamentável, há que reconhecer, é termos acreditado em  2013 em tamanho embuste! Não temos mesmo perdão!

publicado às 17:00

DÍVIDA DE VALONGO BAIXA 14,5 MILHÕES POR FORÇA DO PAEL - UM TÍTULO MAIS RIGOROSO...

Captura de ecrã 2016-10-27, às 10.38.13.png

 

Hoje confrontei-me com este artigo do jornal Verdadeiro Olhar, 'plantado' é claro, pela estrutura de tratamento de imagem do presidente de Câmara de Valongo...

 

(Artigo completo AQUI)

_______________________________________________________________________________________________________

'Em jeito de balanço de 3 anos de mandato' comenta o VO a propósito.

 

Nada de mais profundamente errado!

 

O PAEL (Plano de Apoio à Economia Local) é a verdadeira razão porque a dívida de Valongo baixa desta forma e para o bem e para o mal ele não pertence a este executivo.

O espartilho que o o mesmo tem representado para as finanças da Câmara, tal como em quase todos os remédios que os médicos nos prescrevem, tem (tido) efeitos benéficos e outros nem tanto assim e ouve até uma altura em que José Manuel Ribeiro, então deputado municipal, recomendava vivamente que Valongo se recusasse a tomar este tipo de 'medicação'.

Mas eu até me atrevo a reconhecer que o PAEL tem desempenhado em Valongo um pouco o papel dos radares de velocidade, travando um pouco a tendência de José Manuel Ribeiro para o pé pesado, sendo que neste caso, isso significaria ainda mais festa e festança, mais opções erradas, mais promoção de núcleos de interesses muito específicos e nunca mais investimento virtuoso para Valongo!

 

Portanto...

 

Honra e glória ao PAEL de Valongo que nos obrigou - ao menos isso - a reduzir a monstruosa dívida que o 'senhor Barca Velha' nos legou...

publicado às 10:38

CUIDAR DA 'TERRA' PARA QUE DURE MUITOS 'SÉCULOS' MAIS...

Captura de ecrã 2016-10-26, às 18.29.50.pngE agora uns minutinhos apenas, para falar de um assunto caseiro...

 

Não sei se já todos os muitos habituais e os já muitos também, recém chegados visitantes deste espaço TERRA se deram conta de que andei aqui a dar uma pequena arrumação.

 

Repintei o interior com 'tintas' mais claras, arrumei com alguma 'quiquilharia' que me atravancava o caminhar, sinalizei melhor as saídas para outros mundos - Facebook, Instagram, Twitter - retirei o 'expositor' das coisas mais antigas para as traseiras onde pode ir quem quer sem ter que andar para aqui a tropeçar nele a todo o momento, enfim, tentei tornar a TERRA um pouco mais acolhedora e atractiva para receber todos os ET amigos, pouco amigos ou não amigos que por aqui aterrem.

 

Como todas as arrumações, o mais difícil é começar, portanto, agora que comecei talvez um dia destes notem mais algumas pequenas melhorias...

 

 

publicado às 18:18

ALFENA DA NOSSA IMPACIÊNCIA - A 'LEVADA', O 'ESPELHO' ADIADO E O LEÇA À ESPERA...

E o nosso querido Leça lá continua à espera, tão paciente que ele está este ano...

 

Já hoje já é quarta-feira, está calor, não chove e o caudal é (ainda) modesto mas trabalhadores nem vê-los.

A máquina essa, vai ganhando raízes desde sexta-feira e máquinas paradas não movem levadas...

 

Claro que com este (quase) bucólico cenário de silêncio e pacatez campestre, o prometido 'espelho de água' tarda em espelhar e quando a água vier em força, desconfio que não vai haver tempo para lhe fazer a 'moldura' e espelho sem moldura não é espelho que se apresente a ninguém.

 

E assim vai a 'Levada do Cabo' em Alfena, a um ritmo muito semelhante ao do presidente da Câmara que (quase) só tem tempo para a vertente da organização de eventos festivos em que ele e o seu staf se tornaram exímios e sérios concorrentes das empresas instaladas neste nicho de mercado...

 

No início dos trabalhos comecei por destacar a importância destes trabalhos que, disse-o na altura, só pecavam por terem demorado anos demais a iniciar. 

Não tenho mesmo sorte nenhuma! Se digo mal, 'aqui-del-rei', se digo bem entra areia na engrenagem e a máquina começa logo a 'patinar'...

20161026_150330.jpg

20161026_150854.jpg

20161026_150901.jpg

20161026_151958.jpg

 

 

 

 

publicado às 15:53

VALONGO - O 'CANTO DO CISNE'...

 

Take 1:

 

 

O Canto do Cisne

 

Não sei quantos são

mas muitos serão

os quilómetros contados

e subsidiados

que separam S. João

(Baptista não

mas da Madeira

ou da nossa cegueira)

e o nosso S. Mamede

porém quem os mede

garante que são demais

mas já não faltam muitos mais

até ao toque de finados

pelos compromissos falhados

do cisne adivinho o canto

e das carpideiras o pranto

acabe a festa e a festança

venha a última dança

honra e glória aos traídos

apeiem-se os vendidos

que já não vale o ditado

do ‘chora e serás remunerado’

o tempo está a mudar

Valongo vai Mudar

a História nunca se repete

em dois mil e dezassete

em S. Mamede

mandará quem deve

e que fiquem em S. João

os que de lá são

Celestino Neves – Outubro de 2016

___________________________

 

(Notas explicativas:

 

1) Escrevi isto a propósito das notícias sobre o trânsito, em especial, sobre um percurso que faço apenas muito esporadicamente, mas que me 'calha sempre mal', isto é, sempre que vou para aqueles lados ou está mau tempo ou está tempo mau...

2) S. Mamede: Orago (Padroeiro) de Valongo

Captura de ecrã 2016-10-25, às 16.29.02.pngCaptura de ecrã 2016-10-25, às 16.29.02.png

 

 

 

_________________________________________________________________________________________________________

 

Take 2:

 

Créditos ao JN, recorte de uma notícia publicada hoje (página 21) - sobre o 'julgamento do século' que terá início no próximo dia 7 de Novembro, pelas 13:30 horas, no Tribunal de Valongo:

Captura de ecrã 2016-10-25, às 17.06.46.png

 

 

 

 

 

 

 

publicado às 16:42

NO 'GARIMPO' DE ALFENA, AS APARÊNCIAS NÃO ILUDEM...

Unknown.jpg

 

Existem decisões relativamente às quais, por mais que o tempo lhes burile os contornos, jamais conseguirão aparentar coisa diferente daquilo que são...

 

Aproxima-se a data de início de um julgamento que envolve o autor deste Blog e o seu inalienável direito a explanar livremente o seu pensamento e a sua opinião - no caso presente uma opinião muito negativa sobre o actual presidente da Câmara de Valongo. 

E por aqui me fico por agora, para que este direito não possa ser interpretado como uma qualquer forma de pressão sobre a Justiça que me vai julgar e na qual à partida confio - até pelo conforto que me dão anteriores e recentes decisões que envolveram igualmente as publicações do Blog...

 

Porém...

 

Existe um assunto que qual manto diáfano, não deixará de drapejar sobre as cabeças de todos os presentes na nobre Sala do Tribunal de Valongo e que tem a ver com aquela volumosa denúncia que apresentei em Dezembro passado sobre os terrenos da Novimovest na zona da Nossa Senhora do Amparo (Fonte da Prata).

No seguimento da mesma, o MP resolveu reabrir o inquérito iniciado com base em duas denúncias, uma da CDU de Valongo e outra do Dr. Paulo Morais e entretanto arquivado, estando a PJ neste momento a proceder a novas investigações.

 

Termino com uma simples pergunta de 'pura retórica':

 

- Qual foi a parte que o ministro do Ambiente da altura, a CCDR-N até então sempre tão crítica relativamente à desclassificação da vasta zona de terrenos do 'garimpo de Alfena' e o próprio Ministério Público não perceberam com a saída desta Portaria que premiou os infractores e fez com que não vissem o crime que lhes entrava pelos olhos dentro? 

 

Nos dois pequenos recortes que se seguem, da Escritura pública de venda dos terrenos à Novimovest por parte de Jaime Resende - terrenos esses comprados no mesmo dia por 4 milhões de euros a vários proprietários e no mesmo Notário - está tudo que é preciso para perceber tudo!

 

E Tudo, é mesmo muito, ou seja, tudo são 16 milhões de euros!

Captura de ecrã 2016-10-19, às 22.00.47.png

 

 

 

Captura de ecrã 2016-10-19, às 20.57.05.png

 

publicado às 21:12

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D