Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

BOMBEIROS DE ERMESINDE - A HORA DE DECIDIR E DE FALAR VERDADE!


 

A (ainda) Direcção dos Bombeiros Voluntários de Ermesinde e o seu presidente Sr. Artur Carneiro (*) está a distribuir por algumas caixas de correio - neste caso, de Alfena - uma carta onde mente, conta meia verdade sobre alguns factos e omite o essencial da vergonhosa gestão dos últimos anos naquela prestimosa Instituição.

 

Não explica obviamente - é pelos vistos um assunto incómodo para ser comentado em 'sinal aberto' - em que ponto está o caso do alegado assédio sexual do comandante Carlos Teixeira a uma jovem bombeira entretanto dispensada à pressa e a quem foi paga uma determinada quantia em dinheiro (dos cofres dos Bombeiros) para se calar, a troco de um prometido e rigoroso inquérito interno que nunca aconteceu.

 

Não explica a Direcção, porque é que a já falada carta 'anónima' de um grupo de jovens bombeiros endereçada à Assembleia Municipal no mandato anterior, sendo 'alegadamente' caluniosa não foi encaminhada para o Ministério Público.

Não explica também porque é que, 'não sendo prática(?) da Direcção actual exercer represálias' sobre ninguém, foi a partilha da referida carta no Facebook motivo para despedir um Bombeiro com muitos anos de serviço.


(Percebe-se agora porque é que os jovens bombeiros - alguns dos quais eu conheço - não deram então a cara!).


É verdade que lamentavelmente, a mesma também não teve a atenção que merecia por parte da AMV,  talvez porque o então vice presidente deste Órgão é também membro dos corpos sociais dos Bombeiros.

 

Na carta a que acima faço referência, a Direcção também não fala nas várias acusações que lhe têm sido feitas e ao comandante, nomeadamente, abusos na utilização de meios, compra de bens para uso pessoal, recusas na prestação de serviços por parte do comandante, entre outras.

 

A seguir, coloco: 1) Denúncia dos bombeiros; 2) A carta que está a ser enviada; 3) Recorte de uma notícia no Jornal 'O Crime' sobre este assunto; 4) Denúncia grave sobre as atitudes do comandante.

 

(*) Artur Carneiro é também sócio da empresa em processo de falência SEC - Sociedade de Empreitadas e Construções-SA, uma empresa incumpridora, socialmente irresponsável, que despediu com 'uma mão à frente e outra atrás' um grupo elevado de trabalhadores a quem deve subsídios, salários e outros direitos e acima de tudo, o RESPEITO que não teve nem tem para com eles.


 

publicado às 17:22

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2007
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2006
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D