Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

INSANÁVEIS INSANIDADES...

Como soldados de um exército  que em desvantagem perante o inimigo vão recuando, recuando, recuando, numa manobra ao mesmo tempo defensiva e  táctica, à espera de conseguirem recompor as fileiras para uma resposta capaz de dar a volta à situação é assim que eu imagino a esmagadora MAIORIA dos portugueses.

Perante esta (apenas) retocada "galeria" de inimputáveis que se perfilam na plataforma de comando da governação do País - inimputáveis, porque existe um único responsável de cujas mãos partem os "fios" que os fazem movimentar: José Sócrates - a MAIORIA já não pode recuar mais:

(Abro parêntesis para dizer que MAIORIA não me parece exagerado, porque se somarmos à abstenção o número de pessoas que deram a vitória ao PS  apenas por falta de esclarecimento ("porque os outros eram piores") se juntarmos a todos estes, os que votaram nos Partidos da oposição apenas para castigar o Partido Socialista e o governo Sócrates "versão 1" pelas malfeitorias praticadas, teremos a verdadeira dimensão do "outro País" que não se revê neste Regime.

Da mesma forma que Regime me parece também a palavra adequada, uma vez que qualquer que seja o arranjo que se dê ao actual puzzle, no fundamental estão todos de acordo: basta ver qual foi a posição de todos relativamente ao financiamento dos Partidos, às faltas dos Deputados, ao Estatuto Regional dos Açores e qual vai ser agora também - nesta "versão 2" da era Sócrates - a posição de todos relativamente ao casamento gay e a algo que lhe está subjacente e que querem manter escondido para não aumentar ainda mais o número dos opositores, que é a adopção de crianças por "casais" gay!Fecho parêntesis)

E a MAIORIA já não pode recuar mais, porque o recuo táctico, como todos os recuos, tem limites, ultrapassados os quais já não é recuo mas sim fuga. Esse é (parece-me ser) o ponto actual da situação!

Esta posição perfeitamente imbecil dos Partidos do "arco do poder" e de todos os outros de gravitam na sua "auréola", choca sobretudo pela falta de sentido de oportunidade, pelo desrespeito relativamente àqueles que sofrem as consequências das malfeitorias praticadas pelos vários governos ao longo dos últimos anos, dos injustiçados, das vítimas da política laxista e permissiva de Sócrates em relação aos criminosos!

Não tenho - nem os portugueses têm - nada a ver com as opções intimas de José Sócrates, mas quando na qualidade de primeiro ministro de Portugal, pretende transferir essas opções íntimas para a política e pior do que isso, imprimir-lhes uma prioridade que não têm e que  raia mesmo o ofensivo tendo em conta a sitação que o País atravessa, no sentido de promover uma alteração desta dimensão quase "a socapa", isso já é demais!

Começam muitos a avançar com a exigência de um Referendo em relação a esta questão do "casamento gay". Por mim, acho bem mas é pouco: Começa a justificar-se mesmo, é um verdadeiro Referendo ao Regime!

Já não há pachorra!

 

publicado às 10:47

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D