Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

OA "SUPREMOS" DECISORES...

Face Oculta
Supremo Tribunal considera nulas as escutas a Sócrates
O Supremo Tribunal de Justiça decidiu decretar nulas as certidões que envolvem escutas onde aparece José Sócrates. A notícia é avançada pelo "Expresso", que revela que a decisão surge porque escutas ao primeiro-ministro têm de ser validadas por um tribunal superior.

 

Não" Não se trata de ficção: Conforme podem confirmar pelo "link" -  se é que não ouviram os telejornais das 13 horas - trata-se mesmo de uma decisão de um "supremo" (com "s" minúsculo) Tribunal" de um País - esse sim de ficção - chamado Portugal!

Ora bem... Por acaso, nas várias escutas agora anuladas, parece que Sócrates estava apenas a falar de negócios - incluindo "o seu problema" da TVI - mas vamos admitir que pelo meio até era apanhada a preparação de uma qualquer conjura para assassinar alguém, isto é:

O sujeito "A", estava a ser escutado (legalmente) sobre uma tal "face oculta". No meio das escutas, surge o sujeito "B", cuja cujo estatuto político exige que qualquer escuta tenha de ser previamente validada pelo "supremo" Tribunal. Como essa autorização era materialmente impossível, porque não prevista a detecção do sujeito "B", a "tal" conjura também não poderia ser considerada, porque "ilegal" a sua detecção!

Infelizmente, porque nascemos em Portugal, porque gostamos muito deste País e já não estamos em idade de mudar de nacionalidade, parece que vamos ter de continuar a conviver com todos estes figurantes de terceira categoria que nos vão continuar a tolher o destino - nas empresas Públicas, nos ministérios e também nos  outros "supremos" Órgãos de Soberania!

Haja pachorra!

 

publicado às 13:46

3 comentários

  • Imagem de perfil

    cneves 10.11.2009

    É como diz meu caro amigo...
    Este Estado a que chegamos, já não vai lá com mezinhas: As metástases " já alastraram de tal maneira, que nem o tratamento mais radical será suficiente para o recuperar.
    Mas apesar de pessoalmente gostar muito de cravos vermelhos e de ter vibrado com aquelas imagens dos mesmos nos canos das G3 em 1974, acho que desta vez, teremos de ser mais peremptórios...
    E nada de exportarmos os corruptos para o Brasil: O país irmão já lá tem corrupção que chegue e baste! Desta vez, a "incineração" tem que ser feita por cá!
    Abraço
  • Amigo Celestino,
    Se bem que também não seja má ideia a incineração e uma boa utilização de uma das ideias do líder do nosso des )governo, penso que o amigo terá interpretado mal as minhas palavras...
    Quando falei em mandar a corja (e repito... a corja, pois penso que vara não é suficientemente forte) pelo Tejo abaixo, era literalmente pelo Tejo abaixo, sem barcos....
    Também partilho da sua opinião que os nossos «irmãos» brasileiros já têm bem a sua conta e pensando bem, se calhar, a co-incineração é que seria a solução... talvez conseguíssemos reduzir a poluição que essa acção nos traria... seria um pouco como o «preço a pagar» pelo progresso...

    Mas enquanto houverem «homens-bons» nesta terra haverá esperança, e lembremo-nos daqueles milhares que, em 1989, marcharam pacificamente pelas ruas de Leipzig, afrontando a todo-poderosa «Stasi» e iniciando o caminho para a queda do muro da vergonha... umas semanas depois.

    Um abraço
  • Comentar:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2020
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2019
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2018
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2017
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2016
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2015
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2014
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2013
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2012
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2011
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2010
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2009
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2008
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2007
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2006
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D