Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

EM CELORICO DE BASTO, HÁ (AINDA) VIDA PARA ALÉM DE SÓCRATES!

Não... Hoje não vou escrever sobre os deficit democráticos (da Madeira, do Continente, de Valongo que é a minha Terra) nem das "faces ocultas" ou das "Operações furacão"... Tornar-me-ia fastidioso, uma vez que quase toda a gente já disse quase tudo sobre o assunto - incluindo aqueles que são parte do problema, mas persistem em nos convencer que são parte da solução!

Não que não me apetecesse voltar à "vaca fria" das escutas da "face oculta" e das graçolas trocadas entre os amigos José Sócrates e Armando Vara, onde pelo meio ganhou corpo um alegado "atentado contra o Estado de Direito".

De qualquer forma, a dúvida existencial que a todos nos tem atormentado nos últimos tempos  - estaria José Sócrates isento do "pecado original" com que todos nascemos e que nos torna à partida potenciais corruptos - foi desfeita num ápice pelo nosso PGR: "Não recai sobre o nosso primeiro-ministro a suspeita de qualquer crime (nem é de supor que venha a recair em qualquer circunstância, à luz da actual Legislação) -  o entre parêntesis é meu -  pelo que se determina o arquivamento das certidões extraídas".

Assunto arrumado. Sócrates e a Virgem Maria (para os católicos) nasceram isentos do "pecado original" e no caso do primeiro, bem podem tentar os seus detractores - "assassínios de carácter", "decapitação do PS", "inventonas", o que queiram, porque é para o lado que ele "dorme melhor"!

E por falar em "pecadO" (neste caso até bem pouco original) não resisti a fazer um copy-paste da notícia roubada aqui que me aqueceu a alma e me renovou a esperança num futuro melhor. O amor é lindo!


Em Carvalho, uma freguesia de Celorico de Basto, as opiniões dividem-se entre populares incrédulos e aqueles que consideram o comportamento do padre Rui uma “atitude de homem”. A maioria está no entanto, chocada.

Quase que esta história se poderia igualar à de Eça de Queiroz de O Crime do Padre Amaro não fosse o jovem padre ter fugido com a rapariga. A fuga foi o resultado de uma recusa: o padre Rui – com 26 anos e apenas 16 meses de sacerdócio - fugiu com Fátima, de 18.

Desapareceram no final da semana passada, depois de o jovem padre ter pedido “permissão” à família afectiva de Fátima para se casarem. Foi nessa família que sentiu a recusa.

Segundo o Correio da Manhã, Fátima teve uma infância difícil, tendo perdido o pai muito cedo. Sem condições de a criar, a mãe biológica entregou-a à Segurança Social, que a foi encaminhando para famílias de acolhimento até que ficou vários anos numa família que a tratava como filha e que recusou o casamento com o padre.

O sacerdote esperou então que Fátima completasse os 18 anos – que fez um dia antes da fuga -, escreveu uma carta de despedida ao arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, e fugiu com ela, ao que tudo indica, para Espanha.

Rui Manuel Saraiva Pereira - pároco em Basto, Santa Tecla e Borba da Montanha – foi ordenado padre em Braga, no dia 20 de Julho de 2008.


O meu comentário sobre a notícia:

E anda o Papa Ratzinger  a negociar com a Igreja Anglicana a sua integração no seio da Igreja Católica, quando a mesma obriga os seus padres (um "bem" cada vez mais escasso segundo dizem) que "por acaso" e ao contrário dos anglicanos, são (apenas) homens, a abandonar o sacerdócio - só porque não conseguem abdicar do amor de uma mulher!

publicado às 19:05

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D