Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A PGR E O USO DO "TAPA BOCAS"...

E pronto, mais um dia de "face oculta", cujos episódios seguem o seu curso de acordo com o guião pré-estabelecido, até ao arquivamento final - umas vezes menos, outras um pouco mais (oculta) umas vezes protegida (pouco) pelo diáfano e quase imaginário "tapa bocas" em uso na PGR, cujo efeito prático em termos de protecção tem sido idêntico ao da "tanguinha" nas "bundinhas" de algumas brasileiras mais desinibidas, outras com assomos de uma maior contenção, mas sempre tudo muito soft...

É óbvio que bocas tão grandes  e "gargantas (tão) fundas" como aquelas que se diz existirem lá pela PGR não são fáceis de tapar, a não ser talvez com o recurso ao estratagema dos nossos irmãos muçulmanos, que obrigam as suas mulheres - as mulheres em qualquer parte do mundo, aparecem sempre associadas a uma "fluidez verbal" superior à dos homens - a usarem a protecção mais abrangente da "burka"!

Ora no que se refere à PGR - destaque para a Procuradora Cândida Almeida e para o "Chaiman" Pinto Monteiro - Sócrates não se pode queixar: Tal como algumas mulheres árabes mais desalinhadas com o sistema em relação à "burka" e alguns médicos que nem perante a ameaça da "gripe da primeira letra" aceitam submeter-se ao "tapa bocas" da praxe, também eles não têm exagerado (antes pelo contrário) nos meios de contenção (neste caso verbal) no sentido de "desmentir" os Órgãos de informação em todas as suas tentativas para envolver o "nosso primeiro" - sempre o "quarto poder" a tentar desestabilizar...

Como sempre em casos semelhantes, os arguidos hão-de ser "dasarguídos" e os crimes de que são acusados, passados os anos que este tipo de investigações costuma demorar, hão-de igualmente ser esquecidos, ou quem sabe, depois de "lavados" pela espuma dos tempos, transformados no seu contrário - qual é mesmo o contrário de crime?

 

 

 

publicado às 19:12

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D