Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

O "POLVO" DO PAÍS...

 

“Não acredito que se chegue a uma situação de bancarrota, isso é qualquer coisa que nem nos deve passar pela cabeça. Era preciso que cometêssemos muitos, muitos erros. Não podemos comparar Portugal, nem com a Grécia nem com a Islândia, nem tão-pouco com a Irlanda. A nossa situação é mais favorável do que estes países”, afirmou hoje Cavaco Silva. “O tempo que corre é um tempo que exige sacrifícios dos portugueses mas penso que se tivermos o rumo certo nós havemos de vencer”, acrescentou o Chefe de Estado."


 

O Professor fala (obviamente) como economista e se formos por aí, a sua apreciação até pode fazer algum sentido...

Pode fazer - e que bom seria para todos nós que fizesse mesmo - mas nem isso é um dado adquirido.

Porém, existe uma situação de bancarrota em que já vivemos há vários anos e que tem passado sistematicamente na malha dos vários filtros usados pelo Presidente: Durante o primeiro mandato do pior 1º. ministro de sempre, por imperativos do "acordo pré-nupcial" (ou coabitação) firmado com o consorte do Governo e agora mais recentemente, para não ser acusado de lançar achas na fogueira da crise global em que o País está mergulhado...

Quem ontem ouviu falar de CORRUPÇÃO na Grande Reportagem da SIC após o Jornal da noite, fica com a sensação de que o Presidente permanece - apesar da aproximação do acto eleitoral para a Presidência da República - demasiado contido em relação ao verdadeiro estado de saúde do País.

Claro que percebemos que, por compreensível deformação profissional, o Professor acompanhe  e "vigie" fundamentalmente aquilo que tem a ver com os números, escapando-lhe tudo o resto que apesar de tudo, tem enorme influência na forma como os mesmos podem (ou não) evoluir.

Ou então, talvez o Professor veja tudo o que nós vemos e não queira apenas preocupar-nos em demasia, nem causar mais dor do que a absolutamente necessária, mas há sempre um momento em que, tal como acontece com o nosso médico, temos o direito "à verdade" - por muito dolorosa que ela possa ser!

publicado às 14:25

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D