Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ALFENA - "GARIMPO" INTENSIVO...

Fazendo a vontade a um cretino qualquer que num "comentário" a um dos post anteriores me mandou "trabalhar", tenho andado para aqui a tentar servir Alfena - da forma que sei e melhor posso fazer: Escrevendo sobre os desmandos do quinteto "dinâmico" que actualmente, escolhe a pauta e dita o compasso da "música" que vamos ouvindo...

Continua a fazer muito calor e por força dele e de negligências várias que não vale a pena estar para aqui a repetir, o País continua a arder.

E a periferia de Alfena também, infelizmente - embora a situação desde ontem que pareça um pouco mais calma.

Vou por isso aproveitar esta acalmia que nos permite já, inalar o ar fresco da manhã sem lhe sentir o cheiro tão intenso a queimado, para dizer uma coisa aparentemente chocante, mas que analisada friamente, retrata a dura realidade que os alfenenses enfrentam:

O poder do fogo que temos visto por aqui à volta e bem perto de algumas casas, é aterrador. É sim senhor!

Por onde ele passa, a paisagem muda de cor, a vida que se vê (ou pressente) na azáfama das aves, desaparece e o ar que entra nos nossos pulmões - mesmo que a alguns quilómetros de distância das zonas destruídas - irá ainda durante muitos dias, cheirar-nos a queimado. É um facto!

Mas neste momento, os alfenenses enfrentam um outro poder tão destruidor ou mais que o anterior, que devasta uma vasta parcela do nosso "pulmão" (e por isso mesmo, considerada REN) - para quem não saiba, REN significa Reserva Ecológica Nacional. Vendo o grau de destruição em curso, facilmente concluiremos que os incêndios à volta de Alfena talvez não sejam (por enquanto) o nosso flagelo maior...

O "garimpo" no alto da Fonte da Prata continua e vai intensificar-se: Com problemas de "limites territoriais" ou sem eles, a "grande" CHRONOPOST lá vai crescendo em betão e "formosura", na exacta proporção em que o verde vai desaparecendo. Ao mesmo tempo, sem certesas sobre se é de Valongo ou de Alfena, a Zona Industrial está para "lavar e durar" - pelo menos nas mentes dos "predadores" - e não há REN's ou preocupações ambientais que lhes travem a fúria destruidora se não for o Povo a fazê-lo...

Mesmo situando-nos (por enquanto) na actual dimensão da malfeitoria - a (grande) CHONOPOST - talvez valha a pena perguntar à gente que decide sobre estas coisas, se teve em conta o subdimensionando da nossa actual rede de saneamento? - frequentemente vemos por aqui o camião da VEOLIA a desentupir... É que as "alminhas" todas que vão trabalhar lá em cima, não vão de certeza usar fraldas, por isso toda a m***a que vai ser ali "produzida" terá de descer até à "baixa da Vila" - ou será que estão a pensar fazer um "ligação directa" ao Leça?.

Voltarei ao assunto brevemente...



PS:
E os destaques do SAPO "Local Valongo" continuam:

publicado às 12:11

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D