Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

BAÚ DE RECORDAÇÕES...

Ontem fez mau tempo e como sempre que tal acontece, o ciberespaço foi a alternativa mais a jeito para passar as horas...

Numa das muitas voltas à galáxia, entrou-me escotilha adentro - como as braguilhas, também as escotilhas devem andar sempre fechadas - um objecto contundente que passado o efeito do primeiro impacto, eu reconheci como sendo o meu velho baú de recordações!

Tinha-lhe perdido o rasto faz já muito tempo e não é que o venho encontrar da forma menos verosímil e no local menos esperado?

Fiquei a olhar para ele sem saber muito bem o que fazer:  Estava como eu o tinha deixado há muitos anos, fechado a sete chaves e o pior é que eu as tinha deitado fora (às chaves) juntamente com ele...

Enquanto tentava pensar numa solução para o abrir iniciei mais uma voltinha pelo ciberespaço - nunca gostei de ficar a olhar para coisas fechadas: ou me despertam a curiosidade e as abro de imediato, ou então deito-as simplesmente para o lixo. Faço isso com o correio - o electrónico e o de papel - com a publicidade e com muitas outras coisas...

Não era a segunda hipótese, a que se aplicava ao meu baú!

De repente, tal como acontecera com este, entra-me igualmente pela escotilha - que continuava aberta... -  a chave-mestra para o abrir: Um simples e vulgar endereço -  http://poesiamgd.blogspot.com / que no entanto, vá-se lá saber porquê, fez acender uma luzinha no meu cockpit ...  Rodei-a na fechadura e... voilla .. Abriu-se! Do meio da poeira dos tempos, saiu o titulo de um blog, um nome, a letra de um poema...Fiquei por aqui a flutuar esquecido do tempo - do que se mede em horas ou do que tem a ver com o n.º de litros por metro quadrado de chuva caída das nuvens -  saboreando as palavras eprocurando descodificar o seu sentido...

Como seria expectável, irei dedicar mais algum do meu tempo futuro a uma visita mais minuciosa e revivalista ao conteúdo do baú...

publicado às 11:44

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D