Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

O BENEFÍCIO DA DÚVIDA...

(A fotografia é anterior à aprovação da Lei antitabagista. Actualmente já podem ser vistos cinzeiros nas varandas, estando também em fase de concurso internacional a aquisição de agasalhos para usar durante os minutos de exposição às intempéries...)


Quando sofremos o primeiro impacto do novo Código do Processo Penal, a nossa primeira reacção foi de revolta contra os políticos que o pariram.

Houve até muito boa gente a considerar o (nalguns aspectos) famigerado documento, como tendo sido feito à medida para casos mediáticos como o do Processo Casa Pia entre outros.

Revoltamo-nos com razão por ver que os nossos ilustres Deputados mantinham um  silêncio comprometido quando questionados sobre quem teria deixado passar  pormenores como aquele do crime continuado em que um violador (os do dito Processo Casa Pia incluídos...) apesar de reincidir  sobre a mesma vítima, ser apenas acusado de um único crime!

Quem foi? Quem foi? (que viabilizou pormenores como este) perguntavam as pessoas...

E nada! Ficavam todos a assobiar para o ar e a fingir que não ouviam a pergunta...

Mas agora, com com a publicação da Lei antitabagista, apetece-me conceder-lhes o benefício da dúvida...

A minha mudança de atitude começou a aconter no dia em que as televisões nos mostraram imagens dos coitaditos, nas varandas do nosso Palácio maior, a aguentar o vento e o frio durante os muitos minutos do dia em que o vício do cigarrito os importunava!

Por este exemplo de estoicidade - eles fizeram a Lei, mas foram dos primeiros a sofrer-lhes as consequências - começo a acreditar que os famigerados artigos do Código do Processo Penal sobre o crime continuado e outros, passaram mesmo por distracção e não porque os nossos ilustres representantes estivessem a agir em causa própria (ou de amigos próximos...)

E agora que percebemos que se tratou apenas de uma lamentável distracção - como somos às vezes injustos nos nossos juízos!.. - ficamos à espera que num futuro próximo suscitem a necessária correcção dos ditos artigos!

Ah! E já agora de passagem, atendam também às queixas do PGR, relativamente a alguns outros aspectos do Diploma...

 


 

 

publicado às 15:17

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D