Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ALFENA - "UVA DE MESA" VERSUS "UVA MIJONA"...

Ora bem, vamos lá tentar pôr os pontos nos "ii"...

Se eu fosse assinante do Jornal Novo de Valongo, faria lá chegar directamente este comentário, mas como (ainda) não sou, porque estou - como muitos outros Alfenenses e Valonguenses a ver se se o Jornal Novo vai ser diferente do "outro", o Correio do Douro, que nunca foi além do eco da "voz do dono" - vou tentar aqui, desmistificar um pouco do que se vai por aí dizendo sobre a tal "zona industrial de Alfena" - que afinal, parece que não é só, ou é muito pouco, de Alfena:

Primeiro: Temos de facto quase só eucaliptos na tal área imensa de terreno comprada "ao preço da uva mijona", porque não se podia construir e eu devo confessar que não gosto nada de eucaliptos...

Segundo: Mas também temos regras para desclassificar este tipo de áreas e essas regras não podem ser estabelecidas para casos concretos e "por encomenda" - seja de cidadãos individuais, seja de grupos Santander ou outros.

Terceiro: E temos linhas de água - ribeiros, ribeiras e regatos - que não podem ser terraplanados como se não existissem apenas com um "deslizar de lápis" de um qualquer aprendiz de arquitecto ou engenheiro das "novas oportunidades".

Quarto: E temos ainda, um facto incontornável que é o da nossa Câmara, com a conivência da Junta de Freguesia e por intercessão de alguns conhecidos "testa de ferro" dos especuladores, estar a promover o enriquecimento ilícito dos mesmos. A "uva de mesa" rende - como todos sabemos - bastante mais que a modesta "uva mijona"!

Assim sendo, só há uma possibilidade de conciliar o tal "interesse maior" de investir e criar emprego, com o real interesse Público:

Acabe-se com os tais eucaliptos que ainda não arderam e de que já confessei não gostar - mas que seja a Câmara a liderar o processo e a ganhar com a rentabilização dos terrenos, dado que é a única detentora desse poder imenso que as Câmaras Municipais ainda detêm que é o de - por via dos PDM - conseguirem transformar um simples "anel de pechisbeque" em jóia de ouro fino, criando uma empresa de capitais mistos, em que os donos dos terrenos entram para o capital com os respectivos terrenos - ao preço porque os registaram! - e a Câmara entra com a parte que corresponde à rentabilização conseguida com a sua desclassificação.

Mas tudo isto, para criar um polo municipal em que os lotes sejam disponibilizados a preços controlados, para ajudar as tais "micro, pequenas e médias empresas" de que tanto se fala!

publicado às 21:43

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D