Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO - MINIMIZAÇÃO DE DANOS...

Hoje na Reunião pública de Câmara, parece que se goraram algumas expectativas...

Desde logo e em primeiro lugar, as do Executivo, que pretendia ver aprovados dois importantes documentos:

- Estudo e Plano de Saneamento Financeiro do Município de Valongo.

- Aprovação da contratação de um empréstimo a longo prazo para saneamento financeiro Municipal, até ao montante de 25.000.000€.    Aprovação das cláusulas contratuais.

Perante a ameaça de serem liminarmente chumbados, o Executivo viu-se obrigado a retirá-los da Ordem do Dia.

Depois, goraram-se também as "expectativas" do Partido Socialista, que via aqui uma janela de oportunidade para "marcar território", fazendo de conta que é a a única oposição "que conta".

Ora o que aconteceu, é que não contou para nada, porque a Coragem de Mudar forçou ao recuo estratégico do Executivo.

Respingo aqui um pequeno recorte publicado na página da nossa Associação e que explica de forma clara, como é que se pode fazer oposição - de forma séria, responsável mas ao mesmo tempo, com a firmeza adequada - e como de uma assentada fica demonstrado, que não fora o oportunismo do Partido Socialista quando se dividiu na altura da apresentação  de uma Candidatura a Valongo, optando pela do "aparelho" e  que ia contra todos os interesses dos Valonguenses e teríamos hoje um Executivo Municipal bem diferente para varrer os "cacos" que Fernando Melo anda a espalhar há dezassete anos.

Não foi assim e por isso resta-nos continuar ao menos a trabalhar para "minimizar danos" - impedindo por um lado a "política de terra queimada" em que o PS Valonguense parece agora interessado e ao mesmo tempo, refrear a "fúria" devastadora de Fernando Melo, que qual elefente em loja de porcelanas, continua a escaqueirar as finanças do Município. Hoje conseguimos evitar danos maiores.


 

A reunião pública da Câmara Municipal de Valongo (CMV), realizada hoje de manhã, mostrou três formas distintas de fazer política. O Executivo PSD pretendia ver aprovado um suposto Plano de Saneamento Financeiro que não colocava em causa nem reflectia os motivos por que a CMV chegou à actual situação de desequilíbrio financeiro. O PS queria votar contra a todo o custo, para parecer fazer oposição. A Coragem de Mudar obrigou à retirada do documento, de modo a que nele possam ser incluídas medidas estruturais de fundo.
A vereadora Maria José Azevedo recordou que a Coragem de Mudar “não é parte do problema”, porque sempre alertou para a caminhada da edilidade para a ruptura financeira por acção eleitoralista de quem a gere. Ainda assim, a autarca independente mostrou disponibilidade para ser parte da solução, desde que a Câmara aceite algumas condições para que o saneamento financeiro seja estrutural e resultado da boa gestão.

A Coragem de Mudar exige que seja efectuado um estudo de avaliação das concessões de água e de estacionamento, de molde a saber-se se são benéficas ou prejudiciais para o Concelho e para os seus Cidadãos. O grupo independente insta ainda o Executivo a apresentar uma análise quantificada ao desempenho da empresa municipal de habitação. O resultado destas avaliações terá de ter consequências, frisou Maria José Azevedo, acrescentando que a redução dos lugares de chefia no organograma municipal é outra condição para que a CMV tenha um verdadeiro Plano de Saneamento Financeiro. (...)


No final da Reunião, no ponto reservado ao Público, coloquei uma vez mais "Alfena no mapa", formulando a seguinte pergunta ao Presidente da Câmara:

"Tendo em conta o necessário acompanhamento que o Executivo da Câmara assegura a todos os projectos que licencia, sobretudo àqueles que se revestem de interesse relevante para o nosso Concelho, pode o Sr. Presidente garantir-me que os dois projectos assim considerados – Hospital Privado de Alfena e Plataforma Logística da Chronopost, também em Alfena – se manterão dentro dos exactos parâmetros para os quais foram licenciados, incluindo o tipo de utilizações para os quais foram previstos?"

Pela voz do seu Vicé, fiquei a saber que a Câmara à partida não pode garantir nada, a não ser que a) não entrou nenhum pedido de alteração relativamente aos objectos dos licenciamentos e b) que se por mera hipótese isso viesse a acontecer, os mesmos teriam de voltar ao Órgão que os aprovou.

Veremos se a minha pergunta tem ou não pertinência. É que andam para aí uns rumores...

    publicado às 00:38

    Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2018
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2017
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2016
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2015
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2014
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2013
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2012
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2011
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2010
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2009
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2008
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2007
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2006
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D