Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

"CENSURAS" E ÓPERAS BUFAS...

 

É no mínimo lamentável esta espécie de ópera bufa a que vimos assistindo na AR em torno da "censura ao governo" constantemente anunciada por quase todos - todos aqueles que se dizem estar do outro lado da barricada(?) obviamente...

Uns, vão gritando desde há muito como autómatos "vou-te censurar, vou-te bater, vou-te derrubar", mas quando olhamos para a coreografia, para o que fazem, para os passos concretos que dão, a única coisa que nos ocorre dizer sobre o seu comportamento, é que talvez sofram de sonambulismo e se encontrem a meio de um longo sono, pois inegavelmente, nem o gesto nem a acção batem certo com a "banda sonora". Se assim for, o melhor é não lhes ligarmos - dizem que que não é bom acordarmos um sonâmbulo...

Outros, parecem ter de facto alguma vontade de partir para os "finalmente",  mas demasiado taticistas (ou receosos de não estarem à altura dos acontecimentos, vão-se empanturrando de anabolizantes, vão-se  dopando às escondidas, olhando constantemente para as sondagens, que são uma espécie de espelho mágico imaginário a quem perguntam de forma repetida e deprimente "espelho meu, espelho meu, diz-me se há alguém mais forte do que eu" à espera de verem crescer um músculo que tarda em aparecer - como se a supremacia em política se pudesse medir em massa muscular e não em massa cinzenta!

E é neste deprimente espectáculo, de pobre enredo e medíocres actores em que nos tentam enredar e onde até a música de fundo é uma espécie de "canção de embalar" soporífera entoada por "aquele" estranho solista a quem o nariz cresce uns centímetros de cada vez que vai à Assembleia da República anunciar alguma medida ou fazer alguma promessa, que teremos de resistir, bebendo tanto café quanto consigamos beber - antes da subida do preço do mesmo que já se anuncia - na certeza porém de que se não conseguirmos manter-nos despertos, o mais certo é que no fim do triste espectáculo, acordemos com os bolsos virados do avesso e a falar alemão (ou francês), sendo que um indigente é sempre um indigente, fale a língua que falar e bolsos vazios são sempre bolsos vazios, sejam os de umas calças de marca ou de um simples fato-macaco...

publicado às 10:33

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D