Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VIVA O 1º. DE MAIO!

Neste País onde quem manda gosta mais das cores Outonais de Novembro, cabe aos trabalhadores manterem na paleta do "pintor" a memória viva de todas as Primaveras que falta ainda construir!

Na alegria da Festa, convém também não esquecer que algures no mundo - num mundo que pode ser mesmo aqui  ao lado e onde se fala português sem sotaque - há (ainda)muitas batalhas para travar e uma guerra para ganhar!

E na celebração do Maio nosso, lembremos o Maio de todos:


No dia 1º de Maio de 1886, 500 mil trabalhadores saíram às ruas de Chicago, nos Estados Unidos, em manifestação pacífica, exigindo a redução da jornada para oito horas de trabalho. A polícia reprimiu a manifestação, dispersando a concentração, depois de ferir e matar dezenas de operários.

..................

Em 1889 o Congresso Operário Internacional, reunido em Paris, decretou o 1º de Maio, como o Dia Internacional dos Trabalhadores, um dia de luto e de luta. E, em 1890, os trabalhadores americanos conquistaram a jornada de trabalho de oito horas. 

 

publicado às 22:22

UM PAÍS DOENTE...

Casa Pia
Jaime Gama volta a perder processo de difamação
O Tribunal da Relação de Lisboa deu razão ao ex-aluno da Casa Pia acusado por Jaime Gama de difamação, no âmbito de um recurso interposto pelo presidente da Assembleia da República depois de já ter perdido o processo em Junho do ano passado - SOL hoje

Deixa-me cá ver se percebo: A segunda figura da Nação (convém não esquecermos que é ele que substitui o PR em caso de ausência ou impossibilidade) perdeu - pela segunda vez - um processo por difamação contra o antigo aluno da Casa Pia, quando foi acusado por este, de pedofilia - acusação que também envolvia o embaixador Ferro Rodrigues e o "embaixador" Jorge Rito...

O Tribunal considerou improcedente o recurso de Jaime Gama - o que, por exclusão de partes, atribui consistência ao testemunho do jovem? É só para perceber...

O que vale, são as "santas" prescrições, senão tínhamos que começar a construir celas VIP nas nossas melhores cadeias!

Assim vai o País...

publicado às 20:51

MINISTRA "ARRASA" O PS...

Magalhães
Ministra lamenta desrespeito do PS pela imagem de alunos
A ministra da Educação lamentou hoje que o direito à protecção da imagem de alunos não tenha sido respeitado num tempo de antena do PS e excluiu qualquer ligação entre o seu Ministério e a gravação realizada- SOL hoje

Estou cada vez mais "baralhado"...

Mas a Dª. Maria de Lurdes não é do PS? Ou será que se passou de "mala e cuia" para o PS/Manuel Alegre?

Estava já tão habituado a vê-la sempre colada ao Chefe, que se se der o caso de ficarem agora de "candeias às avessas" por causa destes "fait divers" vai-me custar imenso...

Agora falando sério, a gente sabe que entre eles (ministra e primeiro) continua tudo bem, o mesmo se passando entre ela e o PS/Sócrates e que tudo o que é debitado para a comunicação social, é pura encenação, o que não deixa de ser lamentável, tendo em conta a gravidade do erro cometido - que aliás, se levado até às últimas consequências pelos pais das crianças, até poderia configurar um crime grave de sequestro de personalidade: Como é que se sentirão algumas daquelas cabecitas, ao verem-se como actores de um filme de mau gosto e  "ao serviço" de um Partido com o qual os seus pais não têm nada a ver?

 

publicado às 19:32

"VÍCIOS PRIVADOS, PÚBLICAS VIRTUDES..."

Processo disciplinar
Fernanda Câncio apresenta queixa contra jornalista por ter sido referida como ‘a namorada de…’
A jornalista Fernanda Câncio apresentou uma queixa à Comissão da Carteira Profissional de Jornalistas contra um jornalista do Correio da Manhã por este se ter referido a ela como «a namorada de…», escreve hoje o CM

Depois de ler a notícia, ficou-me uma dúvida: A Nandita vai processar um colega por este ter mentido sobre a sua relação com o engenheiro ("a namorada de...") ou por, não tendo mentido, se ter referido a ela considerando em termos públicos, como um dado adquirido o tal "estado civil" - "violando o dever de reserva"  da intimidade e da privacidade?

Em qualquer dos casos, eu solidarizo-me(!) com ela. Porquê?  Porque não é justo que a achincalhem assim publicamente -  a simples hipótese do tal namoro já seria ofensiva, agora considerar esse "estado civil" como um facto (tanto quanto consegui pesquisar, o jornalista não colocou "aspas" na ignominiosa palavra) já é demais!

Ninguém - nem sequer um jornalista - pode deixar nunca de ter presente a obrigatoriedade de respeitar a sequência  das palavras seguintes: "Vícios privados, públicas virtudes". E ser apresentada como "a namorada de..." (Sócrates) não é seguramente uma virtude que alguma mulher se orgulhe de ostentar. (Digo eu...)

publicado às 15:18

O ESTADO É... O PARTIDO?

Sócrates pede desculpa por utilização de crianças em tempo de antena
O secretário-geral do PS enviou hoje um pedido formal de desculpa, por escrito, aos pais das crianças de uma escola de Castelo de Vide, em relação às quais foram captadas imagens, depois utilizadas num tempo de antena

Lusa / SOL 


Desculpas não aceites, engenheiro!- sim porque o resto dos portugueses também têm uma palavra a dizer sobre esta VERGONHA!

Já agora, chego ali ao meio da rua e... "PUM-PUM" mato o primeiro que me aparece pela frente e a seguir peço humildemente desculpa à sua família e pronto, posso ir em paz! É assim? Claro que NÃO!

E depois ainda criticam e chegam até a ameaçar com perda de mandato alguns Autarcas, por utilizarem os meios das autarquias para fins pessoais! Só que neste caso, há uma agravante - estão envolvidas crianças, cuja imagem deveria merecer muito mais respeito por parte de um governo socialista...

publicado às 22:48

E SAI MAIS UMA "OVAÇÃO" - "take"-2

Alunos da célebre "ovação" (no sentido literal do termo) à ministra da Educação na sua abortada visita a Fafe em Novembro de 2008 (onde iria presidir a uma daquelas cerimónias para "tempo de antena" do governo  - uma entrega de Diplomas das Novas Oportunidades) - estão agora a ser "torturados" por agentes da PIDE - perdão, perdão! - da Inspecção Geral de Educação, no sentido de se "chibarem" sobre quem terá estado por detrás da "organização" da gorada omeleta...

Já nem era preciso Manuel Alegre dizê-lo como hoje o fez publicamente: Esta atitude é verdadeiramente intolerável, 35 anos depois do 25 de Abril!

Aliás, nem sei para que é que a ministra Maria de Lurdes se arrisca a tanta exposição (pelos piores motivos)!

Sem precisarmos de nos armar em esbirros da PIDE - logo, sem necessitarmos de interrogar nem professores nem alunos, sem sequer precisarmos de nos deslocar a Fafe, nós descobrimos quem esteve por detrás daquela manifestação espontânea: O GOVERNO (com a sua política). Nem mais!


PS: Escrevi aqui sobre este assunto em 03 de Dezembro de 2008

publicado às 20:45

ALFENA - "diz que tem uma espécie de Unidade de Saúde Familiar" -"take" 2

Será que tenho  “a tal gripe”?

Comecei a debater-me com esta dúvida atroz desde anteontem, a partir de um telefonema que recebi  da minha Unidade de Saúde(Alfena - a tal que “dizem que é uma espécie de Unidade de Saúde Familiar…) a marcarem-me uma consulta(!)
Ora bem… Se não fui eu a pedir a dita (porque não estou doente) a dúvida que me assaltou de imediato foi de que pudesse ter a ver com algum problema de Saúde Pública e – imediata e inevitável associação de ideias – com a “gripe mexicana”!
(Bem sei que Alfena (ainda) não tem voos directos para o México - isto por aqui, é mais montes e vales, pelo que a construção do aeroporto não se tem mostrado viável - e também sei que faz já alguns anos que não levanto as asas cá do "rectângulo"... Por isso, o meu "receio" não fará grande sentido).
Não entrei pois em pânico, não fui a correr à farmácia comprar TAMIFLU, nem liguei para a “Linha Saúde 24”!

Liguei foi para a ARS/Norte – Gabinete do Utente a perguntar pelo andamento de uma Reclamação apresentada em 18 de Março na minha Unidade de Saúde (a tal…) e da qual não obtive até à data,  qualquer resposta – bem sei que os "direitos dos cidadãos”, o “Simplex” e blá-blá-blá, são conceitos abstractos que importa reduzir à sua verdadeira insignificância, quando invocados pelo cidadão comum. Sei isso tudo! Mas mesmo assim, liguei e "atrevi-me" a perguntar - isto porque de repente, tive um “palpite”: Como na referida Reclamação eu invocava o direito a poder pedir a medicação habitual (portanto já devidamente registada no meu processo clínico) através de e-mail (como dador de sangue, isento do pagamento de taxas moderadoras nem sequer existe o argumento do pagamento das mesmas, para me obrigar a apresentar o pedido presencialmente...) a dita consulta mais não visaria do que “contornar habilidosamente esse problema".

Ficaram de averiguar e de me dar uma resposta. Esperemos pois (será melhor esperar sentado?)

Até lá, vou tentar acreditar que o motivo da tal consulta seja mesmo esse: um pequeno subterfúgio da Drª. Marilita (a Coordenadora da Unidade de Saúde). Mas em maré de quase pânico a nível mundial, marcarem-nos assim uma consulta, sem mais explicações e sem “água vai”, não se faz! Até me podia dar uma “coisinha má”!

Falta só dizer, que a consulta é no dia 8 de Maio, mas só lá vou depois de me informarem qual é o motivo e o nome do médico por quem vou ser consultado - para não correr o risco de dar de caras com algum psiquiatra ainda mais maluco do que eu...

 

publicado às 15:17

ESPÉCIE EM VIAS DE EXTINÇÃO

Margarida Menezes - fundadora do Clube das Virgens - está a enfrentar sérias dificuldades, para conseguir levar por diante a árdua tarefa de constituir um núcleo inicial congregador de similares vontades...

A fundadora não se cansa de apregoar em tudo quanto é sítio - TV's  Rádios, encontros diversos e agora no VI Congresso internacional do Desejo - as vantagens da abstinência no "consumo da carne".

Olhamos (literalmente)para o "pedaço de mau caminho", de cuja boca brotam tão profundos quanto desprendidos princípios, aquando da entrevista que deu a um dos canais de Televisão e somos assaltados por uma dúvida atroz: Como se faz a avaliação inicial para a admissão das associadas?

De facto, demos uma rápida olhada aos Estatutos e em nenhum lado encontramos resposta para a mesma, o que desde já nos parece constituir grave omissão.

Não encontramos também em todo o articulado Estatutário uma definição clara para o "estado de virgindade" que se propõem defender e promover o que me faz relembrar aquele episódio picante da D. Josefa (uma senhora da minha terra e dos tempos da minha juventude) que um dia resolveu ir ao Posto Médico com a cachopa mais velha (que tinha 17 anitos) porque a mesma andava há dias com uns estranhos achaques: " sabe senhor Doutor, a minha Genoveva há dois dias que desmaiou uma ou duas vezes, anda muito enjoada e além disso, já há dois meses que não lhe vem a menstruação..."

O médico lá procedeu aos habituais exames indicados para o quadro descrito e no final de tudo, "disparou" em direcção às duas de forma seca e sem "anestesia" o respectivo diagnóstico: "Ora bem... tenho uma boa e uma má notícia - e perante o olhar interrogativo das duas, completou - a boa, é que a sua cachopa continua virgem, a má, D.ª Josefa, é que está grávida de dois meses!"

Atónitas ambas, diz a mãe "que não, que não pode ser, porque a sua filha ainda é virgem..."

Foi aí que a Genoveva pediu "se podia dar uma palavrinha à mãe..."

Lá foram as duas para o fundo do consultório cochichar, voltando dois minutos depois para junto do médico: "ai senhor Doutor esta rapariga é uma perdida. Acabou de me dizer que um dia (p'raí há uns dois meses) em que a vi encostada à noitinha junto ao portão de entrada a falar com o Marcelino da venda, este lhe meteu "aquilo" nas coxas ... Será que pode ter sido isso senhor Doutor?"

 

Vamos lá pois, virgem Margarida Menezes, a colmatar essas graves omissões Estatutárias!

 

publicado às 11:16

"EJACULAÇÃO PRECOCE"...

Quase toda a gente (gente importante, entenda-se) que por uma ou outra razão é chamada a uma prestação de contas (quase sempre tardia) à Justiça, se queixa de violações sistemáticas do segredo da dita.

Ora bem… Não há violações sem violadores! É do senso comum...
Mas será que todas as situações relatadas consubstanciam de forma clara e inequívoca, casos de violação?
Se considerarmos que sim, então porque é que as vítimas não se têm dirigido à APAV -Associação Portuguesa de Apoio à Vítima - solicitando ajuda?
(Pronto, foi uma "piadola" de péssimo gosto, reconheço! Adiante pois...)

Encaremos então as situações numa outra perspectiva: Não se tratará (apenas) de manifestações pontuais de "ejaculação precoce" a partir de "incertos" no interior do Ministério Público?

 

E aqui chegados, isto é, se após análise cuidada de cada queixa se concluir que na génese das mesmas estiveram apenas manifestações desta última patologia, será que os sujeitos activos (os alegados violadores) devem ser considerados criminosos, ou por outro lado terão de ser tratados como doentes?

 

Finalmente e em relação ao resultado final dos alegados actos, importante para suportar ou não a respectiva acusação, será que em presença de simples e vulgares manifestações da dita  ejaculação precoce (que como é sabido é impeditiva de consumar o acto) resta mesmo assim algum suporte legal que possa sustentar a acusação de violação?

 

A palavra pois, aos especialistas que seguramente saberão esclarecer estas interrogações.

PS: Pensando melhor, acho que tenho uma "teoria" sobre o assunto:

Para mim (e em todos os casos até agora conhecidos) a "relação" começou por ser "consentida". Só que um dos intervenientes (a alegada vítima) tentou levar longe demais os "preliminares". Como a contenção tem limites, a outra parte pouco familiarizada com  práticas "tântricas", não aguentou mais e...

O resto, é fácil de adivinhar, como o resultado não foi compensador para o actor "passivo", este resolve vingar-se começando a gritar "violação" aos quatro ventos...

publicado às 15:50

FEITOS HERÓICOS OU... MILAGRES?

D.José Policarpo queixa-se de que "o Estado convive mal com a Igreja" - a propósito da discrição com que os governantes têm tratado a questão da canonização de D.Nuno Álvares Pereira, hoje consumada em Roma.

Ora bem, como em outras ocasiões tem acontecido, mais uma vez D.José Policarpo não tem razão...

O Estado e os cidadãos, devem procurar sempre enaltecer os seus heróis (os genuínos) - passados e actuais. Claro que optam quase sempre por fazê-lo quando os mesmos já morreram, o que não deixa de constituir de certa forma e em si mesmo uma injustiça, mas enfim, mais vele tarde do que nunca...

Com D.Nuno Álvares Pereira esse reconhecimento também tem vindo a ocorrer. É consensual entre os portugueses, que ele desempenhou um papel importante na nossa história. Mas se foi herói, foi-o por feitos concretos, como ser humano, como estratega militar e não por quaisquer outros em que apenas acredita quem quer, mesmo que não comprovados de forma credível.

Porque a fé é um estado de alma deve ficar com cada um e não ser impingida a todos - mesmo aos que recusam partilhar esse estado de alma.

Por isso, o Estado e os seus governantes fizeram bem em não se envolver nesta questão comezinha dos "salpicos do óleo de fritar" que roubou temporariamente visão à D.Guilermina de Jesus... 

 

publicado às 14:35

Pág. 1/5

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D