Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

TODOS INOCENTES...

Nós já não acreditávamos que muitas daquelas "atoardas" que por aí se ouvem acerca da corrupção instalada entre os nossos políticos e dirigentes tivessem algum fundo de verdade: Sócrates, Isaltino Morais, Ferreira Torres, Valentim Loureiro, Mesquita Machado, Dias Loureiro e muitos outros que agora não me ocorrem, corruptos?

Com esta decisão da nossa Justiça - que diga-se de passagem, é mundialmente reconhecida como uma das mais eficientes e céleres - fica provado que podemos ficar mesmo descansados: Os nossos políticos- nacionais e locais -  os nossos autarcas, os nossos dirigentes associativos, etc., podem governar mal, gerir ou administrar mal os bens que lhes confiamos, mas mais uma vez se prova que carecem de consistência as acusações de que sejam ladrões ou corruptos!

É bom que assim seja e que a Justiça mais uma vez o reconheça. O Povo já estava feliz, agora ficará ainda mais e isso seguramente se reflectirá nos próximos actos eleitorais, onde os níveis de abstenção baixíssimos que se têm verificado em anteriores actos, irão seguramente baixar ainda mais - quiçá um dia não muito distante, possamos ter níveis próximos dos que ocorrem no democrático Irão...

Mesmo assim, parte da nossa abstenção resulta em grande medida do facto de os nossos cadernos eleitorais conterem muitos eleitores com idades próximas do século e meio o que como é óbvio, dificulta a sua deslocação às Assembleias de voto.

No dia em que eles "efectivamente" falecerem (nos cadernos) estamos certos que a abstenção poderá baixar ainda mais uns pontos...

publicado às 16:41

UM PEQUENO PASSO (APESAR DE TUDO...)

50 mil Euros é quanto passa a valer no "mercado português" o contributo de um português médio em prole do bem estar físico e psicológico da sua cara metade com uma prestação sexual regular e assídua...

Parece-me pouco, mas como não temos histórico relativamente a este tipo de decisões judiciais, é apesar de tudo um avanço!

Já vai sendo tempo - já era tempo - de quem de direito reconhecer (ainda que apenas monetariamente) o nosso esforço!

Agora já temos Jurisprudência que nos permita contestar aquela recriminação que elas têm o hábito de nos fazer a propósito de tudo e de nada em concreto: "não fazes nada por mim". Quando isso acontecer, pelo menos já podemos quantificar uma parte do nosso contributo!

Mas atenção! Como todos os contratos - e nesta matéria estaremos em certa medida perante uma espécie de "contrato de prestação de serviços" - existem por vezes efeitos perversos: Quando o incumprimento se verificar por responsabilidade do "prestador", o valor agora imputado pelo Tribunal à Seguradora, pode bem ter de vir a ser suportado pelo faltoso!

publicado às 11:42

QUASE NADA...

Quase nada, quase tudo....

Como é ténue por vezes a linha de separação entre os dois conceitos!

Um grão de areia é tão minúsculo e insignificante - quase nada - que para o sentirmos sob os nossos pés tem de se juntar a muitos outros, ganhando então o estatuto de areia!

Porém, mesmo sozinho, minúsculo e insignificante, ele agiganta-se e pode bem fazer a diferença - pode afinal ser tudo o que não deve existir - para que uma engrenagem continue a funcionar sem avarias!

Escrevi sobre isto de uma outra forma no meu outro espaço



publicado às 13:44

DÚVIDAS...

Hesito... Entre o platónico e o explícito, vacilo na forma de te amar.

Qual tântalo sequioso tenho-te ao pé sem me decidir se mergulho no azul dos teus olhos e me dessedento no fresco córrego que borbulha na orla dos teus lábios quando falas (ou chilreias) ou se pelo contrário me imolo no silêncio do meu amor inconfessado...

Porém, o instinto de sobrevivência impõe-me o passo em frente que faltava - afinal "um pequeno passo" para o homem que sou, no entanto gigantesco para a dimensão da "conquista" que tu representas...

(Escrevi sobre este estado de espírito, de uma outra forma no meu outro espaço:

http://terra-molhada.blogs.sapo.pt/17960.html)

 

 

 

publicado às 18:01

CURTAS...

Cientistas Britânicos alegam ter fabricado esperma humano...

Má notícia (digo eu)! Esse era mesmo (quase) o único "argumento" que ainda nos restava para atrair a atenção delas... Se o "derivado" provar que funciona, então é que elas assumem definitivamente o comando do mundo e nos relegam de uma vez por todas para a cozinha!


Há dias ouvimos a Dª. Manuela (Ferreira Leite) dizer que se fosse eleita "rasgava" todas as políticas sociais que têm vindo a ser implementadas(?) pelo nosso aprendiz de Pinóquio...

Hoje ouvimo-la dizer (sobre o mesmo assunto) exactamente o contrário, o que desde logo indicia alguma insegurança...

Talvez a Dª. Manuela devesse  então optar por fazer uma "bolinha" antes de as jogar no "cesto dos papéis". É que no caso de se vir a arrepender da decisão sempre lhe será possível reverter a situação...

(Só não pode é despejar o mesmo... Vai ter de guardar...)


Madoff (o multimilionário americano condenado há dias pela maior fraude de todos os tempos) não vai recorrer da sentença  (150 anos de prisão) a que foi condenado...

Percebe-se... É que o assunto é de tal  forma sensível, que corria o "risco" de ver agravada a pena!


O "novo" ministro da Economia disse hoje no Porto que os apoios do Estado às PME's têm que continuar independentemente da crise...

Pois é... No melhor jornal cai a... "gralha": Sim, porque o que ele deve ter mesmo dito - só podia... - é que "os apoios do Estado às PME's têm que continuar a ser negados independentemente da crise"!

Espera-se por isso a devida rectificação por parte do JN...


publicado às 22:13

A FRASE...

Questionado sobre a possibilidade de uma futura batalha Juridica em torno das eleições do Benfica, Manuel Vilarinho (Presidente da Mesa da Assembleia Geral do Clube) respondeu desta forma "elevada": "Se não estivesse a falar para a Rádio, eu dizia estou-me cagando"...

E não é que estava mesmo (a "cagar-se")?

Mais um futuro "Ostomizado" para as listas de espera de Cirurgia a fim de pôr o "saquinho" - mas na boca, não vai ser muito prático...

(Sem ofensa para os verdadeiros Ostomizados que esses sim, merecem-me todo o respeito!)

Parafraseando um dos nossos maiores "desditoso Clube que tão pouco ilustre filho tem..."

publicado às 09:06

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D