Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

COBRANDO PROMESSAS - "Nota de Débito" nº. 2

Parcela nº1

(...)

Por isso, em Outubro vamos continuar como independentes, eventualmente se isso for o que mais interesse. Como se surgir outra solução nós com certeza que, de espírito aberto, vamos discutir essa solução.

Mas quer ser candidato?
Se as pessoas acharem que sim, serei candidato. A ser candidato a alguma coisa é à Junta de Freguesia de Alfena porque acho que quatro anos é pouco. Oito anos já será, eventualmente, o suficiente para mostrar no terreno alguns dos projectos.

(...)


Parcela nº. 2

(...)

Mini-autocarro quebra isolamento
Finalmente, e também no sentido de contribuir para a quebra do isolamento a que muita população está obrigada, a Junta de Freguesia pretende colocar em funcionamento, dentro de dois ou três meses, um serviço de transporte regular. Sem querer substituir-se às companhias de transportes, até porque não teria capacidades para isso, a Junta de Freguesia vai colocar ao serviço da população um mini-autocarro que foi oferecido pelo grupo Trofa Saúde. Arnaldo Soares explica: “Há idosos que passam a semana inteira sem saírem do lugar onde estão porque precisam de ir aos correios ou centro de saúde e tem de alugar táxi porque não há alternativa. Um dos sonhos é com o mini-autocarro duas ou três vezes termos um percurso para as pessoas poderem organizar as suas vidas e fazer esse circuito para quebrar o isolamento”. Ao portalvalongo.net disse que “dentro de dois ou três meses será possível”.

(...)


O meu comentário: Tantos meses e tantos encontros políticos depois (que a vida não se resume aos interesses do Povo de Alfena...) muito provavelmente o Dr. Arnaldo já se tinha esquecido destas promessas... 


Nota: Enviarei recibo, após "boa cobrança"

publicado às 19:50

COBRANDO PROMESSAS - "Nota de débito nº. 1"

 

O Centro de Saúde... Ai, Ai, Ai!

(...)

"Centro de Saúde de Alfena em PIDDAC para 2009"

O líder da Junta de Alfena anuncia a construção de um novo Centro de Saúde na freguesia, previsto no Programa de Investimento e Despesas de Desenvolvimento da Administração Central (PIDDAC) já em 2009. Numa altura em que prepara as eleições intercalares do próximo domingo, Arnaldo Soares - candidato pela lista independente Unidos por Alfena, com o apoio do PSD - revela em entrevista ao Ciberjunta as razões da sua demissão e diz-se vítima de "vingança pessoal", protagonizada "pelas pessoas que foram derrotadas nas eleições de 2005.

(...)

Arnaldo Soares revela que a inauguração do Centro de Saúde deve ocorrer em 2010, acto que simbolizará o fim de uma tormenta e o realizar de um sonho. Um sonho que, a determinada altura, pareceu irrealizável... O projecto esteve em risco após "manobras de gente sem escrúpulos", que se moveu "para fazer abortar o negócio de venda dos terrenos" onde iria ficar localizada esta infra-estrutura, no projecto original. O líder da autarquia recusa-se a levantar o véu sobre a localização da Unidade de Saúde, "para evitar nova sabotagem".


Estou seguro que a esmagadora maioria dos alfenenses vai querer saber até às Eleições, em que ponto está a "construção" da nova Unidade de Saúde.

Com tanto segredo, não houve "espionagem" que conseguisse infiltrar-se logo, também não houve sabotagem e por isso estamos certos que o "Projecto" em PIDDAC para 2009, estará em bom andamento...


Post-Scriptum: Já depois de ter concluído a publicação deste post, um alfenense atento fez-me chegar com o pedido expresso de rigoroso sigilo, a informação de que a nossa nova Unidade de Saúde Familiar vai afinal ser construída numa área de terreno anexa ao novo Hospital de Alfena cedida pelo Grupo Trofa-Saúde no âmbito de um acordo ao abrigo da Lei do Mecenato, sendo que as excelentes relações existentes entre o Núcleo Duro dos Unidos por Alfena e a Administração daquele grande Grupo ligado à saúde, foram absolutamente determinantes.
Quem foi que disse que já não havia Mecenas como antigamente, quem foi ?

publicado às 17:52

CORAGEM DE MUDAR...

Vêm aí as Autárquicas - em Alfena, pela segunda vez em menos de um ano, por razões que só agora começamos a compreender verdadeiramente!

Nas intercalares de Janeiro, a esmagadora maioria das pessoas boas e generosas desta terra, que à partida nunca vêm segundas intenções em quem lhes promete o "céu" em troca de uma simples - mas muito importante, fundamental mesmo - cruzinha no boletim de voto, votou mais com o coração do que com a cabeça: Deixou-se (deixamo-nos, porque me incluo entre os crédulos de então) enredar no rol das promessas e projectos de ficção e nos anestésicos acordes de um insinuante canto da sereia vindo das bandas do nosso Leça - o tal em cujas margens, depois da limpeza e despoluição que nunca foram verdadeiramente concluídas, iria ser construída uma área de lazer em que se incluía um circuito pedestre para retirar da rua as muitas dezenas de alfenenses que nos inícios da noite preferem uma saudável caminhada em vez das deprimentes novelas das Televisões que temos.

Votamos com o coração, mas o coração - o nosso coração - traiu-nos e conduziu-nos ao engodo...

Em 11 de Outubro, não podemos cometer o mesmo erro: Desta vez vamos usar a cabeça, para votar no CORAÇÃO - aquele "coração sublinhado" que identifica um projecto de mudança para Valongo (e para Alfena evidentemente...) de um grupo de pessoas que na nossa Câmara, ao longo do actual mandato têm dado provas insofismáveis (embora ao contrário do que agora acontece, integrando um projecto partidário...) de estarem ao lado dos alfenenses no seu combate contra a ilegalidade, o compadrio, a especulação imobiliária, o favorecimento dos grandes grupos económicos.

Refiro-me obviamente ao Projecto encabeçado por Maria José Azevedo - CORAGEM DE MUDAR.

(De mudar o que está mal - em Valongo e Alfena)



publicado às 13:13

PINÓQUIOS DE ALFENA...

 

 

Com a devida vénia ao blog http://pinoquios.wordpress.com/ ... Que a brincar, também se podem abordar assuntos sérios!

Alfena (e Valongo) bem que mereciam gente diferente à frente dos seus destinos, em vez destes pinóquios  de trazer por casa sem porte nem dimensão moral para algum dia cumprirem aquilo que prometem.

Como se já não nos bastasse  o pinóquio-mor da Nação cujo apêndice nasal, de tanto que nos tem enganado, já dá várias voltas ao globo terrestre, ainda temos que levar de brinde estas miniaturas sem interesse?  


 

publicado às 15:31

Pág. 4/4

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D