Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

"PRÓSPERO ANO NOVO"...

Por mais que queiramos resistir,  por muito que nos consideremos imunes ao vazio da rotina repetida ano após ano, esta continua a ser uma época de inevitáveis rituais - Natal, Ano Novo, Dia de Reis são datas transversais a mais de metade da humanidade...

É claro que existem aqui e acolá algumas pequenas diferenças, quer relativamente às datas em concreto como é o caso dos cristãos Ortodoxos na sua comemoração do Natal quer em relação ao ritual maior da "fúria consumista" normalmente  associado ao Natal, que é a distribuição de prendas e que em Espanha por exemplo, tem lugar apenas na noite de Reis...

Mas pronto, já que é de bom tom endereçar neste momento aos amigos e conhecidos os rotineiros e habituais desejos de um "próspero ano novo" aqui ficam eles mais uma vez expressos como em anos anteriores, neste espaço de encontro para os muitos que me têm privilegiado com as suas visitas e também para os outros que por uma ou outra razão não são destas "andanças", mas merecem no entanto ser abrangidos por este desejo.

E já agora, se me é permitido exprimir um voto muito particular neste momento algo conturbado que o País vive - sendo que o País somos todos nós:

Que 2010 nos traga novas políticas, novo primeiro-ministro, novos autarcas, novos e mais justos Juízes e Magistrados - sendo que essa mudança não tem necessariamente de passar pela substituição "física" de todos os protagonistas. A simples mudança das suas mentalidades já faria toda a diferença, além de que a reciclagem é de todas as soluções possíveis, a menos radical e sempre preferível à incineração - só que infelizmente, nem sempre viável... 

 

 

publicado às 11:54

O PAÍS DE SÓCRATES (cont...)

Jobs for the... girls

Governo acusado de recompensar professora que apoiou avaliação

por PATRÍCIA JESUS  DN-Hoje 

Armandina Soares foi uma das poucas professoras que deram a cara no apoio ao modelo de avaliação proposto pelo Ministério de Maria de Lurdes Rodrigues. Este mês foi nomeada pelo Governo para integrar o CNE

A nomeação de Armandina Soares para o Conselho Nacional de Educação (CNE) está a gerar polémica entre os professores. Isto porque a sua escolha é vista como uma recompensa por a directora do Agrupamento de Escolas de Vialonga ter sido uma acérrima defensora da política educativa da anterior ministra. E também porque é encarada como um sinal de que há a intenção de continuar na mesma linha. O CNE é um órgão consultivo, instituído nos anos 80 com o objectivo de ajudar o Governo a tomar decisões. Inclui dezenas de representantes de várias instituições e sete membros nomeados directamente pelo Governo (ver caixa). Entre os sete novos conselheiros, designados a 14 de Dezembro para um mandato de quatro anos, está Armandina Soares. (...)

 

  

 Comentário: Mas onde é que está a dúvida? Já foi assim com os novos Governadores Civis, tem sido assim (e continuará seguramente a ser) com os ex-ministros, porque "carga de água" iria agora ser diferente com a Armandina Soares?

Afinal, a girl bateu-se com "unhas e dentes" ao lado da D. Lurdes na defesa do seu modelo de avaliação para o Ensino e estas coisas (no PS) pagam-se!


Falta de trabalho de casa?

Exames ao sangue para medir álcool são ilegais

Relação anula pena a motociclista que acusou 1,59 g/l por inconstitucionalidade de decreto-lei

JH-Hoje

NUNO MIGUEL MAIA

A recolha de sangue para pesquisa de álcool é ilegal. A conclusão é dos juízes do tribunal da Relação do Porto, que, apoiados em decisões do Tribunal Constitucional, anularam a condenação de um condutor que acusou uma taxa-crime de alcoolemia.

Em causa está a mais recente alteração (decreto-lei 44/2005 de 23 de Fevereiro) à lei que regulamenta as colheitas de sangue para medição de alcoolemia, efectuada em 2005. Em vários processos concretos, magistrados de ambos os tribunais concluíram que esta alteração, por introduzir inovações em relação à regulamentação anterior, deveria ter passado pelo Parlamento e não ter sido objecto de um decreto-lei do Governo, como aconteceu. (...)

 

Comentário: Com tantos consultores - e consultores para os consultores - é estranho que esta inconstitucionalidade não tenha sido detectada pelo Governo que aprovou o referido DL... Por outro lado, no início da vigência do novo Diploma Legal, parece que as dúvidas já eram mais que muitas, tanto assim que o PR de então Jorge Sampaio e o PM José Sócrates - versão I - resolveram publicar uma "interpretação" para o mesmo: DL 74-A/2005 de 24 de Março...

Pensaram em tudo, menos na "hipótese" da inconstitucionalidade!

Neste caso, a pergunta que se impõe é: "E agora?"

 

publicado às 22:59

A LUSA OMERTÀ...

Proposta para uma legenda adequada ao momento:

"Esteja descansado senhor engenheiro que ninguém vai "esmiuçar" as escutas! O Noronha fez a parte dele, agora é a minha vez de mostrar serviço... Afinal, é para isto mesmo que servem os amigos!"


Durou mais que novela Brasileira a "reflexão" do Procurador! Durou tanto tempo, que a decisão final agora divulgada, quase correu o risco de já não encontrar o protegido em funções, tão difíceis andam as coisas para as bandas da Rua da Imprensa à Estrela...

Para quem ainda pensava que "pactos de silêncio" eram coisa de italianos mal conceituados, aqui fica a prova provada de que em terras Lusitanas também sabemos guardar bem um segredo... 

Pode pois José Sócrates dormir descansado a partir de agora, porque "os esqueletos no armário" cujo odor o importunava foram definitivamente "incinerados" e já nem o ADN se lhes aproveita!

Escutas - mesmo as que se refiram a indícios fortes de "eventual prática de crime contra o Estado de Direito" - só serão validadas quando estejam em causa cidadãos comuns, perdão, criminosos comuns!

publicado às 14:38

EM ALFENA, TUDO NA MESMA...

Em noite de temporal - e aflições para muitos alfenenses, a braços com inundações  em grande parte resultado de muita incúria do Executivo da nossa Junta, relativamente à limpeza de ruas e sarjetas e implementação de medidas preventivas deste género situações - reuniu anteontem dia 21, o primeiro dia deste Inverno que entrou de "pé em riste", a Assembleia de Freguesia para entre outras coisas, aprovar o Plano e Orçamento - não sei se é assim que se chama - para 2010.

Só mesmo a oportunidade de encontrar alguns Alfenenses igualmente preocupados com os problemas da nossa Terra - que não os que apoiam o Executivo, que esses não o parecem muito (preocupados) - e a oportunidade de utilizar o período Regimental destinado ao Público para fazer algumas críticas e expor algumas queixas, nos tirariam de casa numa noite assim!

E afinal tudo isto, para de repente a trovoada nos trocar as voltas, interrompendo a energia e a ordem dos trabalhos no ponto e que se iria dar início às intervenções do Publico, mas enfim, a Ordem de trabalhos terá continuidade em data oportuna a anunciar, conforme ficou decidido... 

Mas do que foi discutido (?) e aprovado, muito pouco se pode dizer, uma vez que tudo permanece mais ou menos nos moldes em que funcionava no "reinado anterior": Plano e Orçamento em moldes e detalhe equivalentes aos de muitas Organizações amadoras, estilo "Clube dos 20 amigos" onde receitas e despesas se equilibram de forma a dar saldo "0"  e onde o detalhe relativamente às despesas é quase nulo.

Também se percebe que os nossos autarcas, com a maioria confortável de que dispõem, se sintam "dispensados" de avançar demasiadamente nos pormenores...

Fiquem porém descansadas as Associações da nossa Terra - as que têm uma actividade relevante (e as outras também) - que o subsídiozinho vai continuar a pingar nos moldes habituais, isto é, não precisam de contratualizar nada com a Junta, nem detalhar muito o vosso trabalho. Só precisam de provar que estão vivos e evidentemente, enviar a "cartinha" a solicitar a habitual dádiva!

Mas atenção! Não se admirem se, sempre que precisem de fazer obras ou adquirir equipamentos, alguém vos "sugerir" da parte do Executivo as empresas com quem deverão preferencialmente contratar esses serviços.

Cumpre-se ao fim e ao cabo, aquela velha máxima de que "uma mão lava a outra" e todos ficam a ganhar...

 

publicado às 13:48

EDP - ATENDIMENTO DE "QUALIDADE"...

Ontem Alfena viveu um início de noite do primeiro dia deste Inverno de verdadeiro e assustador temporal:

Chuva torrencial, inundações por todo o lado - nos locais mais baixos da Vila - em consequência do desleixo nas operações de limpeza de sarjetas e das operações de prevenção deste tipo de situações, que este Executivo da Junta - como muitos outros por esse País fora - se esqueceu de ter em conta na altura certa. Para "ajudar", uma trovoada fortíssima na perpendicular de Alfena, deixou parte do "burgo" sem Luz e sem telefones durante largas horas - a zona onde moro por exemplo, só teve telefone hoje de manhã e luz só por volta do meio dia...

Mas onde eu queria chegar mesmo - a propósito desta situação - era ao "atendimento de qualidade" de uma das empresas de referência do nosso País - a EDP -  que numa altura  em que, imagino, as chamadas para o 800 506 506 deveriam chover de todos os lados, nos brindava com a sua voz feminina do serviço de atendimento de avarias - já agora, porque será que quase todas as vozes de "atendimentos automáticos" são femininas? - a repetir-nos até à exaustão (no sentido literal como vão ver) mais ou menos isto - estou a citar de memória - "prevemos atender a sua chamada nos próximos 2 minutos - música - prevemos atender a sua chamada no próximo minuto - música - prevemos atender a sua chamada nos próximos 30 segundos - música - a sua chamada será atendida tão breve quanto possível - música- a sua chamada... a sua chamada..." até à exaustão da bateria do meu telemóvel (não havia telefone fixo) que não conseguiu ir além dos 16 minutos que me mantive em espera - eu por mim, teria ido aí até aos 20 mas a bateria foi peremptória na sua recusa!

A dúvida que ainda hoje me assalta é: Será que o atendimento de avarias da EDP estava ontem em "piloto automático" com os operadores do Serviço nalguma festa de Natal ou coisa do género?

Espero que algum dos accionistas de referência da EDP ande por aí na NET a bisbilhotar os blogs e dê de caras com este post... 

publicado às 20:36

O PAÍS DE SÓCRATES...

 ...De Sócrates e da cambada que lhe dá suporte na casa onde se legisla, composta também - para além dos que a ele se ligam por um cordão umbilical enfeitado de punhos cadavéricos e rosas em tempos vermelhas e hoje desoladoramente mirradas - pelos que por ali rompem como os demais, os fundos das cadeiras e os fundilhos das calças fingindo por vezes que discordam dele e dos seus acólitos, afivelando nos rostos esgares de fingida zanga, ameaçando com moções de rejeição, com chumbos e não sei que mais, mas no fundo lá lhe vão fornecendo o "oxigénio" de que precisa para mesmo reduzido a um só pulmão (a "minoria absoluta" de que dispõe) continue a conduzir o País rumo ao "precipício final"...

O copy-paste que se segue é um fragmento de notícia de um artigo do JN de hoje e é infelizmente apenas um entre muitos exemplos do que acabo de dizer.


 

Assaltantes de carrinhas de valores todos à solta

 

00h41m

NUNO MIGUEL MAIA

Gangue suspeito de 30 roubos sai da cadeia por excesso de prisão preventiva.

Os membros de um gangue que terá estado ligado a cerca de 30 assaltos a carrinhas de transporte de valores, entre 2004 e 2006, já estão todos libertados, apesar de condenações que oscilaram entre dois e nove anos de cadeia.

A ordem de soltura do único arguido que ainda estava detido ocorreu há duas semanas. O grupo ficou conhecido como "gangue das carrinhas" e foi detido, pela PJ do Porto, em Janeiro de 2006, após um assalto a uma viatura de transporte de dinheiro no Porto, quando regressava a uma garagem "esconderijo", em Vila Nova de Gaia.

Naquele local foram apreendidos 17 carros de luxo - teriam sido roubados através do método de "carjacking" - e um arsenal de armas, entre as quais granadas, material explosivo, uma metralhadora "kalashnikov", "shot-gun", várias pistolas e ferramentas.

(...)

 

publicado às 11:16

NATAL DE PARTILHA...

Natal pleno é

Ajudar o outro a ter igual

A tudo o que já temos

(E às vezes não merecemos)

Mesmo antes do Natal

E também não ficaria mal

Um pouco de luz a menos

Porque só assim veremos

O brilho da estrela - a tal

Que dizem foi o sinal

Do Natal que hoje temos

Do Natal que queremos

Menos desigual

Aqui ou em Nazaré


P.S.: Do mais simples dos desejos se pode fazer um projecto e do projecto mais simples pode nascer uma Obra...

Este é apenas o meu desejo mais simples que gostaria simplesmente de partilhar com todos os meus amigos...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado às 20:44

AS "COLORIDAS" OU INTRIGANTES PRIORIDADES DO PS...

O Zé Manel, o "nosso", o de Valongo, parece beber as palavras inflamadas do Chefe. Mas afinal, de que fala o chefe desta forma inflamada, com gesto esquizofrénico e esgares de raiva na face? Será o casamento gay que lhe põe fogo nas palavras, será a eutanásia, ou pelo contrário, falará sobre a crise, a fome que alastra, o aumento do desemprego, a subida preocupante da criminalidade violenta e a ausência de um sistema de Justiça que possa contribuir para inverter e não aumentar esta tendência? Ou falará sobre os casos de corrupção envolvendo o Chefe-mor e as pressões de Lopes da Mota para obrigar ao arquivamento do caso Freeport e que conduziram à sua suspensão e demissão do Eurojust?

Não sabemos, mas isso também pouco importa, porque a verdadeira solução para os problemas do País já não passa por eles - por Francisco Assis, José Sócrates e muito menos pelo "peixe miúdo" da subespécie de José Manuel Ribeiro...

De qualquer forma e quanto a este último, já sabemos que um dia destes o teremos, qual clone do Chefe,  a copiar-lhe o gesto e a esquizofrenia numa qualquer Assembleia Municipal em Valongo, monopolizando o debate, lançando provocações gratuitas sobre os inimigos de estimação do PS Invicta, tudo a propósito da pretensa defesa dos interesses dos Valonguenses - como se ele fosse de facto uma pessoa que se preocupasse muito com isso e não um simples "alpinista social"...

 

publicado às 12:23

CONTROLO PARENTAL...

Com a devida vénia ao Ricardo Ribeiro que mo enviou, aqui vai um vídeo engraçadíssimo - eu diria mesmo fabuloso!

Como hão-de verificar, parodia o "controlo parental" que do lado dos "controlados", é visto como a pequena ditadura cerceadora das liberdades encaradas sempre pelo "outro lado" como inconvenientes ou inoportunas, mas cuja limitação nem sempre é compreendida por quem se vê limitado.

E porque nos últimos tempos temos andado por aqui - neste espaço de Liberdade - a falar de pequenos ditadores, nada melhor do que começar a praticar tentando vencer o pequeno ditador do vídeo. Será que alguém consegue? Veremos...

É só "clickar" no link e insistir no Play tantas vezes quantas a vossa paciência o permitir...


 

http://www.koreus.com/video/blonde-strip-tease.html

 

publicado às 12:41

O PS VALONGO E AS "JOVENS PROMESSAS"...

Na Assembleia Municipal de Valongo que se iniciou anteontem às 21:30 horas e terminou já ontem depois da 1 hora da manhã, assistimos a mais uma exibição do animador de serviço nas hostes do PS - o José Manuel Ribeiro.

Demagogia, verborreia, barragem de palavras vazias de conteúdo, provocação - no fundo, o expectável mas deprimente comportamento de um ressabiado político de um Partido que podia - se tivesse colocado os interesses da população acima de estratégias de poder pessoal - ter conquistado finalmente a Câmara Municipal de Valongo ao Dr. Fernando Melo.

E não me venha  o Zé Manel com a justificação estafada de que foi a Drª Maria José Azevedo que dividiu os votos do PS! Ela simplesmente não aceitou ser uma Socialista "descartável" ao serviço de estratégias ocultas!

Curioso, foi constatar (na Assembleia) a geral mudez dos restantes eleitos do PS: O Zé falou, falou, mas não disse nada e os restantes também não - não falaram nem disseram nada!

No fim o Zé ainda se valeu da figura Regimental de "defesa da honra" - qual mesmo? - para mais uma vez agredir a honra alheia. Nada a que já não estejamos habituados. Nada a que devamos dar demasiada importância. 

Mas cuidado José Manuel Ribeiro! A continuar assim, corre o risco de adquirir por "uso capião" o estatuto de inimputável, o que para si imagino que seja profundamente deprimente e nada de acordo com o tamanho do seu "ego"!

Ah! Ia-me esquecendo: Você tenta demonstrar a cada momento que faz parte do lote das "jovens promessas" do PS, mas convém que não se esqueça que não basta dizê-lo. Tem de o provar no dia a dia não perdendo de vista que nem todas as "jovens promessas" passam sempre à equipe principal!

publicado às 14:14

Pág. 1/4

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D