Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO - OS VEREADORES MENORES...

 

Fui - como de costume aliás - à reunião pública de Câmara de hoje.

 

Mais uma vez e desde há meses a esta parte, constatei que os ex vereadores da Coragem de Mudar e agora 'independentes' (independentes da dignidade da representação que vestiam) estiveram mudos e calados no ponto de antes da Ordem do Dia - e nos outros também.

Era um período onde o vereador menor da Câmara gostava de falar para o 'espelho seu', sendo que a ex divina inspiração da Coragem de Mudar (mais conhecida por alma mater) às vezes também dava uma mãozinha  nas intervenções incómodas para o executivo e que agora se sabe que eram só para inglês ver e para sua alta recreação.

 

Contrastando com tão estranha ausência do verbo por parte de dois exímios manipuladores do mesmo, nota-se uma progressiva postura colaborante e indiciadora de prováveis percursos comuns relativamente ao presidente do executivo e no caso de hoje, uma estreita colaboração do vereador menor com a número dois da Câmara, a vereadora Maria Trindade.

 

Surpreendente esta postura? 

 

Nem tanto, sobretudo para quem os conhece bem. Eventualmente, uma das consequências - boas ou más, depende apenas do ponto de vista de quem as analise - do último jantar (ou almoço?) alaranjado da Fábrica, onde os dois tiveram lugar de honra!

 

Há uns meses atrás, os actuais dirigentes da Associação Coragem de Mudar andariam a "conspirar para fazer um acordo secreto com o Partido Socialista, com vistas a garantirem alguns 'tachos' nos futuros órgãos autárquicos".

Eventualmente e porque é quase sempre à mesa e com um bom vinho como 'moderador' que estas coisas se acertam, "teríamos também já alguns jantares ou almoços pelo meio".


Infelizmente para nós - e para eles também - a sua imaginação não transformou os alegados acordos e os repastos anexos em realidade e neste momento, entre a fama e o proveito, quedamo-nos por enquanto com a primeira e ainda não deixamos de pagar tudo aquilo que comemos ou bebemos, sós ou com os amigos - porque ainda somos do tempo das 'contas à moda do Porto'.

 

Felizmente para eles - e para nós também - confirmou-se que não era a nossa imaginação a efabular sobre a sua  colaboração  com o 'inimigo' e entre a fama e o proveito de repastos conspirativos anexos, eles conseguiram ficar com os dois.

 

No intervalo do 'jogo conspirativo' que eles idealizaram e em que supostamente nós estaríamos envolvidos o resultado é o seguinte (em termos de jantares embarcados e goles - eu disse bem, goles - ingeridos):

 

Ex vereadores da Coragem de Mudar/PSD =- Associação Coragem de Mudar/PS =0

publicado às 16:35

VALONGO - A 'ESMOLA' E O SEU RETORNO...

 

Anda sobre o Programa de emergência Social de que falei AQUI e sobre a ideia peregrina do candidato a presidente de Câmara, a menos de 3 meses das eleições, avocar o poder de decisão sobre a atribuição das ajudas no âmbito do programa metropolitano de emergência social, seria interessante fazer uma 'viagem' pelos critérios dos outros municípios da área metropolitana que optaram por se reger por padrões de seriedade - ao contrário de Valongo.

 

Os diversos CLAS (Conselhos Locais de Acção Social) e os profissionais que no terreno, são aqueles que no dia a dia se debatem com a dura realidade e a conhecem melhor do que qualquer político de gabinete - porque ela é bem diferente do habitual percurso da festinha, do convívio da carne assada e da bifana, do jogo de futebol 'solteiros vs casados' em que estes são de facto especialistas - e são também na maioria dos municípios, quem tem o papel principal nesta atribuição.

 

- Será que decisões como as que se encontram previstas no Regulamento-tipo do conselho metropolitano - ver recorte abaixo - podem ser 'cozinhadas' no gabinete do presidente de Câmara ou de qualquer vereador por si designado?

 

- Se existe uma estrutura vocacionada para organizar e instruir este tipo de apoios, porque lhe retira o presidente de Câmara neste momento a sua confiança para liderar este processo de forma especializada e com base em regras claramente definidas?

 

Nós sabemos porquê!


publicado às 13:54

VALONGO 'CENTRAL DE NEGÓCIOS', SA...

 

Conforme aqui anunciei, teve lugar no passado dia 1 de Julho uma sessão da Assembleia Municipal.

 

Sem assuntos verdadeiramente quentes, o mais quente do seu conteúdo foi mesmo o periodo das intervenções do Público e de 'antes da Ordem do Dia' - encerramento do Centro de Distribuição dos CTT em Valongo e as 'relações promíscuas' da Câmara com o seu parceiro de há muito, a ADICE - Associação para o Desenvolvimento Integrado da Cidade de Ermesinde de que é presidente a vice presidente da Câmara Maria Trindade .

 

Um entre muitos tentáculos de um 'Polvo' foi a expressão que eu usei para definir esse tipo de relações há muito sob suspeita e o caso concreto que ali abordei tinha a ver com o plano de formação da Câmara para 2012 a que se refere o recorte que republico a seguir de onde 'emana um intenso cheiro a coisa conhecida', isto é, ao que desde há muito Valongo sempre cheirou.

 

Não é que João Paulo Baltazar passou sobre essa questão como 'gato sobre telhado de zinco quente' e 'chutou para canto'  a inconveniente questão?

Quem cala consente - e admite a acusação, digo eu...

 

Já uma intervenção muito crítica do Deputado do grupo municipal da Coragem de Mudar, Dr. Jorge Duarte do Aido, questionando a lamentável gestão da Câmara nos últimos anos e que remeteu Valongo para a 'pontinha da cauda' dos municípios da área metropolitana, essa mereceu as 'respostas' do costume:

 

"PAEL abaixo PAEL acima, porque nós temos e eles não, porque nós estamos a pagar as dívidas e eles não e blá-blá-blá..."

 

Pois...

 

Na palavrosa resposta, escaparam-lhe alguns relevantes detalhes:

 

De facto, muitos não têm PAEL porque... não precisam!

Muitos não estão a pagar ao mesmo ritmo que nós as dívidas, porque... não as têm!

Muitos estão a executar obra  e Valongo paralisou!

Muitos têm futuro e Valongo talvez venha a ter...


O recorte: um'tentáculo' chamado ADICE:




publicado às 10:22

VALONGO - 'PORNOGRAFIA' POLÍTICA #2

Ainda sobre as 'cenas explícitas' proporcionadas pelo futuro ex-presidente da Câmara de Valongo, dou aqui conta da vergonhosa e despudorada exibição daquilo a que eu chamaria as 'partes' mais vergonhosas da vergonhosa política.

 

Como referi no post sobre a reunião pública de Câmara, o presidente pretende chamar a si (ou a alguém da sua confiança) o poder de decidir sobre a fome e as necessidades mais prementes de milhares de valonguenses, em vez de entregar a instrução dos processos para o acesso ao fundo de emergência social, aos técnicos do Serviço Social com competência e conhecimento das situações de carência - porque trabalham no terreno e não no conforto dos gabinetes nem estão preocupados com a eventual gestão de clientelas políticas.

 

Numa primeira versão da proposta de deliberação que vai a reunião de Câmara, João Paulo Baltazar limitou-se - e bem, digo eu - a fazer copy paste da versão do Regulamento do Programa Metropolitano.

 

Pensou melhor - pior digo eu - e viu na decisão sobre a atribuição desta ajuda uma 'janela de oportunidade' - a menos de 3 meses das eleições -  para ganhar uma data de gente agradecida, o que dá sempre jeito na hora do voto.

 

Vai daí, fez-se luz na sua mente - ou na do 'escriba' de serviço - e eis que sai uma segunda versão bem mais adequada ao momento e ao perfil de quem governa Valongo!

 

Mais importante do que qualquer descrição, o melhor mesmo é ler os recortes que coloco a seguir:

 

Recorte 1 (Regulamento Metropolitano)



Recorte 2  (Transposição para o Regulamento Municipal, do texto do Regulamento Metropolitano)



Recorte 3  (2.ª versão do Regulamento Municipal - depois de 'pensar melhor')



Parafraseando um conhecido anúncio de outros tempos, "palmas para quê? É apenas um 'artista' português"...

 

Os mais atentos encontrarão certamente as (relevantes) diferenças entre uma e outra versão!

 

publicado às 00:26

CITANDO OS AMIGOS - ALFENA DA LIBERDADE

Quando os amigos fazem o trabalho que gostaríamos de ter feito mas que por uma ou outra razão - ou por todas elas em simultâneo - não encontramos tempo para o fazer, só temos que ficar satisfeitos por alguém nos substituir.

Se ainda por cima nos autorizam a publicá-lo neste espaço, melhor ainda!

 

É o caso do Blog 'Alfena da Liberdade' de onde retirei o postque se segue e que desde já agradeço.


 

Assembleia de Freguesia de 28 de Junho

 

Foi mais uma Assembleia pacífica, sem grandes preocupações de agenda, característica do período de pré-férias, mas já com o pensamento nas próximas eleições.

No Período de "Antes da Ordem do Dia" a Coragem de Mudar procedeu à leitura de dois documentos. No primeiro, uma Declaração Política, teceu algumas considerações sobre a acção da Junta de Freguesia durante o mandato, rematando ter-se tratado de um Executivo que "não deixa saudades e que, sem honra nem glória, desaparecerá rapidamente da memória colectiva", ao que, na oportunidade, responderia o Sr. Presidente que "o Tempo se encarregaria de desmentir tal afirmação". 

Mais adiante, no mesmo documento, a Coragem de Mudar listou um conjunto de acções que veio desenvolvendo ao longo do tempo - de que sobressaem a luta desencadeada pelo cumprimento do Estatuto do Direito da Oposição, incluindo o direito de Consulta/Audição Prévia, a luta pela correcta elaboração dos documentos (previsionais e de prestação de contas), a luta pela publicitação tempestiva e faseada da evolução doPDM, e a eliminação da inibição do livre acesso à documentação relevante através dosítio da Junta.

Com o segundo documento foram colocadas algumas "Questões" no intento de saber quais as diligências levadas a cabo pelo executivo relativamente ao constrangimento causado à  movimentação dos peões nas obras em execução - muito lenta, por sinal - relacionadas com o arranjo dos acessos ao terreno destinado ao novo Centro de Saúde e loteamento anexo,  qual a actual situação do problema do "afunilamento" do passeio da Rua 1º. de Maio defronte à Estação de Serviço da BP, e, nesta mesma rua, o porquê da demora na construção dos cerca de 700m de passeio, há muito prometidos, bem como a actual situação da reparação de variados passeios existentes em mau estado por toda a Cidade. 

Questionou, finalmente, a Coragem de Mudar" das razões do não cumprimento depromessas eleitorais dos "Unidos por Alfena, algumas das quais remontando a 2005, nomeadamente o pavilhão multiusos, o passeio pedonal ao longo do Leça, a nova área pública de lazer, o PUCCA, e a colocação do mini-autocarro ao serviço da população com dificuldades de mobilidade.

Fui curta a resposta do Sr. Presidente, referindo a ausência de verbas, quer a nível camarário, quer a nível da Junta.

No "Período da Ordem do Dia", não houve intervenções, quer relacionadas com a acta da Assembleia anterior, quer com a Informação Escrita do Presidente. Quanto a esta, apenas uma observação avançada pelo Deputado Avelino de Sousa - e, também, pelo Deputado Joaquim Penela - sobre uma divergência de datas relativa à acção de limpeza do Rio Leça, actualmente em curso.

No Período destinado ao Público, interveio um cidadão sobre um assunto de carácter pessoal, que o Sr. Presidente elucidou, ao que parece, convenientemente.

J Silva Pereira

 

 

publicado às 23:14

VALONGO - SERVIÇO PÚBLICO: 'PORNOGRAFIA' POLÍTICA...

Terá lugar na próxima quinta feira dia 4 de Julho a reunião pública de Câmara (Ordem de trabalhos a seguir).

 

Para além da 'palha' costume, a agenda inclui uma proposta de deliberação que é um acto de 'pornografia' política de João Paulo Baltazar, tentando chamar a si o poder de decisão sobre o 'Programa metropolitano de emergência social para a área metopolitana do Porto' - até 124 409 Euros!

 

João Paulo Baltazar não tem lastro de seriedade suficiente para poder avançar com esta pretensão - contrariando aliás as orientações que emanam da decisão do Conselho Metropolitano - além de ser candidato e também o presidente da concelhia do PSD Valongo!


Se quer dar uma imagem de seriedade, por ténue que seja, entregue esta gestão a técnicos que conheçam o terreno e não brinque com a fome e as necessidades básica de milhares de valonguenses!

 

Até no jogo partidário devem existir limites!


A agenda da reunião:

 

 

publicado às 18:04

...

Terá lugar na próxima quinta feira dia 4 de Julho a reunião pública de Câmara (Ordem de trabalhos a seguir).

 

Para além da 'palha' costume, a agenda inclui uma proposta de deliberação que é um acto de 'pornografia' política de João Paulo Baltazar, tentando chamar a sim o poder de decisão sobre o 'Programa metropolitano de emergência social para a área metopolitana do Porto'

publicado às 17:39

VALONGO - 'TIME IS MONEY'...

'Time is money', dizem os ingleses...

Mas se o tempo é dinheiro, a forma de o medir pode ser tanto mais rigorosa, quanto maior for a qualidade do 'instrumento de medida' e quanto maior for o rigor pretendido, maior o investimento que teremos de fazer na escolha desse(s) instrumento(s).

 

Vítor Sá, arquitecto, Director do Departamento de Planeamento e Gestão Urbanística da Câmara de Valongo, condenado por corrupção a cerca de 3 anos e meio de prisão com pena suspensa - sentença que se encontra em fase de recurso - vai deixar a Câmara e rumar à CCDR-N (Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Norte.

 

Duas boas notícias - para Valongo e para a CCDR-N

 

Para Valongo, porque quanto menos tralha associada às 'melofeitorias' existir na casa de Vallis Longus, onde o espaço já não abunda, tamanha a concentração de boys, familiares e amigos de quem manda (ou já mandou) no nosso Concelho, menor será o risco de atropelos (à lei).

E também porque já começava a incomodar o 'tique-tac' que nos últimos anos se fazia notar para os lados do Urbanismo quando o silêncio era mais acentuado.

 

Para a CCDR-N, porque ganha um excelente técnico e um excelente 'lobbista' para uma área de actividade em que o Urbanismo 'por vezes' colide irremediavelmente com o ambiente e a qualidade de vida dos cidadãos e onde a 'capacidade de perfuração argumentativa' poderá fazer a diferença.

Mas seguramente, a área onde o nosso arquitecto mais se fará notar, será a da pontualidade: consta-se que levará com ele para o seu gabinete na CCDR-N, aquele 'mostruário' de 'indicadores horários' de última geração, onde a ínfima margem de erro de cada um pode ser corrigida pelo seguinte - por ordem crescente do respectivo 'valor facial' - quase até ao infinito.

 

Perdemos portanto um bom técnico municipal mas ganhamos um excelente ... técnico, pois então, que me escapava a palavra, para ajudar a promover as boas políticas de uma entidade onde o valor da definição 'boas' tem decaído nos últimos anos de forma significativa.

 

E quem sabe, alguns dos projectos de Valongo e Alfena ali encalhados possam ser resgatados  (ainda) com vida! 

publicado às 14:18

Pág. 5/5

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D