Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CIDADÃO COMUM E POLITICAMENTE INCONVENIENTE...

sobrado.jpg

 

Faço a mim próprio uma pergunta de pura retórica a que eu próprio me atrevo a responder:

 

- Será que vale a pena persistir em ser (apenas) um cidadão comum e politicamente incorrecto?

 

- É claro que vale a pena, mas apenas se se deseja muito isso - o que é o meu caso - porque a opção tem custos elevados!

 

Por exemplo, amanhã este cidadão comum que também é um deputado municipal de Valongo, está convidado para a inauguração do remodelado Estádio de Futebol de Sobrado.

Acontece que o cidadão comum e politicamente incorrecto que eu teimo em ser, não consegue conviver pacificamente e de bico calado, pese embora o facto de ter muitos amigos em Sobrado, perante os desmandos despesistas de uma Câmara que me obriga, como ontem aconteceu, a percorrer a Municipal 606 no estado em que se encontra (e a principal ligação de Alfena a Valongo, idem, aspas) para gastar - só nas últimas intervenções (ver recortes abaixo) - o dinheiro que gastou na recuperação do referido Estádio que amanhã verá a habitual 'pompa e circunstância'!

 

Portanto... Não vou!

 

Desculpem-me sobradenses adeptos fervorosos do vosso digno Clube de Futebol que não tem culpa nenhuma por a Câmara não ter dinheiro para poder atender ao mesmo tempo o essencial e o menos essencial e por ainda por cima - como é o caso, desculpem-me novamente! - escolher sempre a opção errada!

_______________

 

Captura de ecrã 2015-04-10, às 23.12.26.png

Captura de ecrã 2015-04-10, às 23.16.40.png

 

 

 

 

 

 

publicado às 23:00

'UMA MÃO LAVA A OUTRA'...

Captura de ecrã 2015-04-8, às 12.17.44.png

 

Caro "Município de Valongo", caro Dr. Orlando Rodrigues (Vereador do pelouro da Educação) vamos fazer assim:

 

Eu vou a esta vigília cujos objectivos partilho inteiramente, desde que o executivo da Câmara e demais promotores deste evento me prometam para daqui a 15 dias idêntica iniciativa envolvendo a construção da nova Unidade de Saúde Familiar de Alfena.

 

Muitas moções aprovadas por unanimidade depois (em Assembleia Municipal e Assembleia de Freguesia) é tempo de alguém se envergonhar por não estar a fazer nada pelos doentes mais débeis de Alfena que se vêm obrigados a fazer 'aquela subida' que todos bem conhecemos, até ao espaço cedido pela Igreja onde funciona há anos o Centro de Saúde!

 

Com tantas iniciativas 'engraçadas' em vários pontos do Concelho, umas mais importantes que outras e algumas mesmo nada importantes,  é tempo de Arnaldo Soares, José Manuel Ribeiro & companhia 'descerem à terra' e ao concreto dos problemas dos seus fregueses e munícipes, sobretudo daqueles que mais precisam da vossa atenção e cuidado.

 

Portanto...

 

Fico à espera da vossa resposta: temos reciprocidade ou continuará como até aqui, cada freguesia para seu lado e os respectivos presidentes para lado nenhum?

 

Nota final e muito importante: Apelo obviamente à participação massiva de todos os valonguenses neste evento - e também naquele que proponho, para o caso dos visados terem vergonha de não estarem a fazer nada para dar visibilidade ao assunto... 

publicado às 12:19

OS CUSTOS DA 'OBRA DO REGIME' DE ARNALDO SOARES EM ALFENA ...

Captura de ecrã 2015-04-7, às 21.07.45.png

É claramente a 'obra de regime' de Arnaldo Soares em Alfena, mas continua adiada não se sabe bem até quando, embora tenha sido anunciada a 'pompa e circunstância' ainda para o início do ano passado...

 

Temo até, que muitos dos inscritos na 'lista secreta' para a bancazita de feirante - ainda do tempo de Rogério Palhau - já se tenham visto obrigados a deitar para o lixo os produtos perecíveis que ali tencionavam expor...

 

Refiro-me obviamente - já deu para adivinhar - ao espaço multiusos sob o viaduto da A41 em Alfena e onde por enquanto estacionam apenas algumas viaturas ligeiras e pesadas na 'idílica' margem do Leça.

 

É portanto e por enquanto, apenas uma miragem.

 

O que não é de todo miragem são as duas facturas da intervenção até agora feita e que partilho abaixo - a última, relacionada com a construção de instalações de apoio e WC's.

______________________

 

Captura de ecrã 2015-04-7, às 20.53.20.png

Captura de ecrã 2015-04-7, às 20.44.56.png

 

 

 

publicado às 20:54

VENDEDORES DE SONHOS E PROMOTORES IMOBILIÁRIOS...

Captura de ecrã 2015-04-7, às 20.39.32.png

 

Alfena, esta cidade linda, continua à espera dos privilégios inerentes ao título conseguido por José Manuel Ribeiro num momento de distracção dos seus pares da altura na Assembleia da República...

 

Quem em Alfena (ainda) se lembra da promessa do agora presidente da Câmara relativamente ao pólo de serviços descentralizados na Quinta do Bandeirinha?

 

Quem em Alfena (ainda) se lembra das promessas de inauguração (ainda) no ano passado, do espaço multiusos sob o viaduto da A41? e onde a parte já já recuperada continua a degradar-se e a servir apenas de estacionamento privado para viaturas ligeiras autocarros e camiões?

 

Quem em Alfena (ainda) se lembra da recuperação das Levadas do Leça - e da limpeza e desassoreamento do mesmo?

 

Quem em Alfena (ainda) se lembra do prometido 'percurso pedonal' ao longo do Leça e cuja implementação até seria relativamente simples e pouco dispendiosa caso os principais autores - presidentes da Junta e da Câmara - não andassem de 'braço dado' mais entretidos em gerir as vantagens e as novas oportunidades oferecidas pelo novo PDM?

 

Aliás, e por falar nas novas oportunidades que o novo PDM eventualmente pode ajudar a desbloquear, talvez possa incluir-se o negócio da prometida área de lazer denominada 'Vale do Leça' encravada entre a incontornável realidade de uma irrelevante promessa do 'percentualmente irrelevante decisor' Sr. Sebastião Costa e o inultrapassável desacordo do resto dos herdeiros proprietários dos terrenos envolvidos...

 

É que 'constou-se-me' que os promotores imobiliários do costume e mais conhecidos que o tremoço aqui no burgo, tão activos durante a fase de discussão pública do PDM, foram respeitosamente ouvidos e servilmente atendidos pelo presidente da Câmara. Um dos pedidos satisfeitos - incluído  na designada UOPG 16 do PDM e que poderá ajudar a desbloquear as tais 'Varandas do Leça' - é aquele terreno de 63 mil m2 junto à Escola Secundária de Alfena (no Lombêlho) posto à venda na REMAX por 1,5 milhões de Euros e que pertencerá ao património dos herdeiros do falecido dono da Quinta das Telheiras...

 

Como diz o nosso Povo, "uma mão lava a outra"...

_________________

 

PS:

Fica aqui a reacção - desmentido - de um dos herdeiros da Quinta das Telheiras sobre o terreno da REMAX - comentário abaixo...

Portanto, o dito não tem nada a ver com os referidos herdeiros e com a área onde se pretendia instalar o tal 'Vale do Leça'.

É pena, porque assim continua tudo na 'estaca zero'...

publicado às 10:12

LOJA INTERACTIVA DE VALONGO - OU 'TORRADEIRA'?...

Captura de ecrã 2015-04-4, às 20.45.28.png

 

Eu sei que as 'lojas interactivas' estão na moda...

 

Também sei que o turismo é uma 'indústria' cada vez mais importante para o País - e porque não o há-de ser também para Valongo?

 

Mas para termos turismo, é necessário em primeiro lugar criarmos condições para que a 'indústria' se desenvolva, sendo que no caso do nosso Concelho está (quase) tudo por fazer!

 

Além do mais, sempre que se cria uma qualquer estrutura ou serviço, sobretudo quando o orçamento municipal tem os constrangimentos que o nosso  tem e não dá nem para o essencial e mais urgente, a análise cuidada ao 'binómio' custo/benefício é absolutamente indispensável.

 

Posto isto, alguém conhece os detalhes deste 'binómio' no que toca à Loja Interactiva de Turismo de Valongo lançada com pompa e circunstância por José Manuel Ribeiro em 13 de Junho de 2014?

 

Bom...

 

Uma parte do 'binómio' - o CUSTO - pode ser conferida nos recortes abaixo.

 

Caso para dizer, que mais do que uma 'loja', a de Valongo mais parece uma gigantesca 'torradeira'...

________

 

Captura de ecrã 2015-04-4, às 19.51.19.png

Rec_1.png

Rec_3.png

Rec_2.png

Rec_4.png

Rec_5.png

Rec_6.png

 

_________________________

 

PS:

Penso que já dei para perceber que tudo isto foi adjudicado por 'ajuste directo'...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado às 19:35

CRÓNICAS DO 'SUBÚRBIO' DE SEMPRE E DOS NEGÓCIOS DO COSTUME...

Captura de ecrã 2015-04-2, às 23.00.00.png

'Take' 1:

 

Após um intervalo de algumas sessões em que decidi dar uma prioridade a mim próprio, lá fui hoje de novo à reunião pública de Câmara...

 

Pensava eu, na minha eterna e incorrigível ingenuidade, que José Manuel Ribeiro tivesse crescido e que a configuração destas reuniões já tivesse atingido um estádio de desenvolvimento tal que não déssemos pelo tempo passar e mais do que isso, que no fim das mesmas saíssemos todos a 'salivar' já em relação à próxima - independentemente das cores políticas de cada um...

 

Era assim - embora pelas piores razões - no tempo de Fernando Melo.

 

Agora e por melhores que sejam as razões que nos possam arrastar até ao 'condomínio' da Avenida 5 de Outubro, não há força de vontade que resista à 'conversa redonda' do nosso edil.

 

Pergunta-se-lhe sobre alhos e ele responderá por certo com bugalhos, isto é, responderá se não se enredar entretanto num dos muitos floreados em que se perde de si próprio e do sentido da pergunta que lhe é feita.

Com algum esforço de memória de cada um de nós, lembrar-nos-emos certamente de lhe andarmos a fazer a mesma pergunta meses a fio e recebermos a resposta 'chapa 5' do costume... Parece que funciona basicamente em 'modo offline': basta ir aos 'favoritos' - neste caso 'favoritas' - 'clicar' e... voilà!

 

Como diz o outro, "nem o pai morre nem a gente almoça"!...

 

As vezes que eu já lhe ouvi 'aquela resposta' sobre a situação dramática do Ermesinde e da 'acção de despejo' do seu Estádio dos sonhos - hoje mais uma vez...

 

As vezes que eu já lhe ouvi 'aquela resposta' sobre os requerimentos dos vereadores da oposição que não são respondidos: "Claro que vai ter uma resposta. Vou ver o que se passa" - hoje mais uma vez...  

 

"Vamos lá ver", como dizia o cego - com todo o respeito...

 

As vezes que eu já lhe ouvi 'aquela resposta' sobre os gastos com festas, festinhas e 'forrobodós' num Concelho onde falta (quase) tudo que é essencial e onde a 'prata da casa' (os funcionários do Município) foi preterida em benefício dos 'amigos dos eventos', das 'Xanas toc-toc' e artes afins...

 

Bem, em relação a este último 'item' acho que ele hoje nem sequer 'aquela resposta' conseguiu articular...

 

Por estas e por outras é que a presença dos cidadãos na quinzenal reunião pública de Câmara é cada vez mais um acto de dura militância e por isso mesmo também, cada vez menos participado.

_________________

 

'Take' 2:

 

É por demais conhecida a ternurenta cumplicidade que liga o presidente socialista da Câmara de Valongo ao presidente 'amarelo' da Junta de Alfena...

 

- Arnaldo Soares conseguiu - sabe-se lá com base em que 'moeda de troca' - impor a José Manuel Ribeiro na campanha eleitoral de 2013, limites às críticas em contexto alfenense...

 

- Por outro lado, Arnaldo Soares conseguiu o que Rogério Palhau e a AVA já tinham tentado sem sucesso: transformar o antigo Jardim de Infância de Cabêda num 'centro de negócios eleitorais', uma espécie de 'IPSS de aviário' onde a caridadezinha é basicamente uma forma de gerir os votos futuros à custa dos dinheiros públicos do presente. E tudo isto sem cuidar do justo equilíbrio 'custo/benefício' - porque dinheiro é coisa que estranhamente parece não faltar para as bandas da 'IPSS' de Arnaldo Soares...

 

(Abro aqui um parêntesis para fazer umas contas de cabeça que me limito a partilhar sem comentários com quem me quiser acompanhar:

 

- Uma técnica superior que era da AVA - AVA entretanto 'corrida' do Centro Cultural e da Plataforma Solidária - para apoiar 85 famílias quase todas anteriormente sinalizadas pela mesma AVA: 1500€x14 meses;

 

- Uma secretária permanente na Plataforma Solidária: 600€x14 meses;

 

- Um 'programa ocupacional' para a loja social: 200€x14 meses;

 

- Um 'programa ocupacional' para o condutor da carrinha Hyundai de 9 lugares nas recolhas de ofertas: 200€x14 meses:

 

- Um 'programa ocupacional' para a motorista do autocarro (transportar 'meia dúzia' de utentes da Escola Sénior para a piscina, discotecas, ver os cavalos da GNR, etc): 350€x14 meses;

 

- Animador musical dos Séniores (Sr. Agostinho) - o anterior (Sr. Ilídio do Rancho Folclórico) era voluntário e foi afastado por Arnaldo Soares: 450€x14 meses;

 

Como dizia o Guterres, "é só fazer as contas", mas acho que ronda os 36 mil € - fechar parêntesis).

 

Talvez por causa destas contas é que o presidente da Câmara ainda não respondeu a um requerimento - sim, formalmente apresentado como REQUERIMENTO - que lhe enviei há mais de 1 mês, no sentido de me informar em que moldes são divididas as despesas relativamente às Escola e Academia Sénior (a primeira da Junta e a segunda da Câmara)...

 

Comentário final:

 

Quando percebermos melhor as 'variáveis' desta 'equação contra-natura Junta/Câmara/negócio da esmolinha', entenderemos melhor também muitas outras coisas que se passam no 'subúrbio' e mesmo à frente dos nossos olhos...

publicado às 20:47

Pág. 2/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D