Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ÀLERTA SOBRADO! CÂMARA FEZ AJUSTE DIRECTO COM A RETRIA!

Captura de ecrã 2018-10-21, às 22.26.21.png

 

Esta eu não posso deixar passar em claro José Manuel Ribeiro!

 

As gentes boas da Freguesia de Sobrado - aquela que o Relvas riscou do mapa de Valongo agregando-a à de Campo - não merecem esta pulhice do seu presidente de Câmara!

 

Várias vezes, inúmeras pessoas - deputados municipais, vereadores e outros munícipes de Sobrado e não só - se têm referido à vergonha em que consiste a actividade da empresa RETRIA em Sobrado.

Numa dessas ocasiões, numa Assembleia Municipal realizada em Sobrado o presidente da Câmara concordou com as críticas e acrescentou que "a Câmara tem feito várias diligências, já lá mandamos a fiscalização mas não somos autorizados a entrar. A culpa foi de quem fez esta concessão sem acautelar a saúde dos sobradenses, mas nem por isso deixaremos de continuar a tentar e... blá-blá-blá".

 

Ora bem...

 

Uma empresa cuja actividade o próprio presidente da Câmara  considera criminosa - fica agora demonstrado que de forma completamente hipócrita - teve direito a um dos famigerados "AJUSTES DIRECTOS à Zé Manel": em 28-03-2018 no valor de 74 mil euros!.

Ver recorte a seguir

'Link' da página da BASE para melhor leitura:

 

Retria.png

Não sei até, se na tal Assembleia Municipal onde o assunto foi mais uma vez levantado, o Zé Manel não teria vindo directamente do acto de assinatura do contrato!

 

Eu se fosse a ele nunca mais apareceria em Sobrado - pelo menos de cara levantada - e se fosse sobradense tentaria a todo o custo obter um saquinho daquela merda mal-cheirosa de que se tem vindo a falar em relação à RETRIA para na primeira oportunidade a atirar à cara deste autarca que me envergonha 

(No sentido figurado evidentemente, que eu não sou de usar nem aconselho a ninguém a violência no sentido literal)...

 

Até parece que no País não existem outras empresas a tratar resíduos - e se calhar de forma mais responsável!

 

Nem que o mesmo serviço custasse o dobro do preço, os valonguenses não o criticariam por isso, porra!

 

 

publicado às 21:50

VALONGO, UMA estância turística DE RELEVO EM TODO O PLANETA E QUIÇÁ EM... VALONGO!

Captura de ecrã 2018-10-20, às 10.18.59.png

 

Fala-se ainda - e seguramente falar-se-à durante muito tempo mais - da 'Operação Éter' e da detenção do presidente da Turismo do Porto e Norte de Portugal, Melchior Moreira e mais 4 pessoas, entre as quais, Manuela Couto, que é administradora da W Global Communication (antiga Mediana) e que há dias assinou um 'ajuste directo' com a Câmara de Valongo superior a 70 mil euros... 

 

(Os detidos continuam (neste momento) a ser ouvidos por um Juiz e devemos deixar para a Justiça o que à Justiça compete fazer)...

 

Venho aqui apenas para lembrar esse "enorme e relevante investimento" que foi a implantação no nosso 'subúrbio' da Loja Interactiva de Turismo de Valongoem 13 de Junho de 2014, com a pompa e circunstância que José Manuel Ribeiro nunca dispensa - um "investimento" de cerca de 157 mil euros...

 

Não sei se houve corrupção pelo meio, não sei se José Manuel Ribeiro, presidente da Câmara Municipal de Valongo estará muito ou pouco à vontade para dar a cara pela relevância deste "investimento".

Não sei mesmo e não deixo (sequer nas entrelinhas) qualquer insinuação, por leve que seja, sobre o assunto...

 

Mas sei isso sim, que aquele "investimento" tem passado completamente despercebido - pelo menos até agora - à esmagadora maioria dos valonguenses - e também à maioria daqueles que, vindos de fora, procuram conhecer o que de mais relevante temos para lhes mostrar ou oferecer.

 

E quando um "investimento" passa despercebido a (quase) toda a gente só pode merecer as enormes  "aspas" que eu coloco na palavra!

 

(E sobre "CORRUPÇÃO" não falo por agora, porque este é o tempo da Justiça).

publicado às 10:31

VALONGO, DA 'TRANSPARÊNCIA', DOS AJUSTES DIRECTOS E OUTRAS OPACIDADES...

O presidente do Turismo Porto e Norte de Portugal foi preso hoje, juntamente com alguns colaboradores e beneficiários directos da sua gestão (eventualmente) corrupta.

Captura de ecrã 2018-10-18, às 21.20.10.png

 

Uma da personalidades detidas é mulher do presidente da Câmara de Santo Tirso. Evidentemente que não faço aqui qualquer ligação a este facto...

 

Mas Maria Manuela Barreira da Mota de Sousa Ferreira Couto tem uma empresa - a WGC Branding & Communication, unipessoal, Lda que celebrou no passado dia 15 um 'Ajuste directo' com a Câmara de José Manuel Ribeiro, perdão, de Valongo, para lhe tratar da imagem - de Valongo, evidentemente...

 

Não estou evidentemente a retirar qualquer conclusão precipitada nem a avançar com qualquer hipótese de haver aqui  corrupção envolvida;

 

Constato apenas e só, tratar-se de mais um 'Ajuste Directo' tão ao gosto de José Manuel Ribeiro...

 

Constato ainda - só e apenas - que a gestora do contrato é Lúcia Reis, oriunda da LUSA e contratada já no primeiro mandato de JMR para lhe tratar da imagem.

Pelos vistos continua a fazê-lo e da melhor maneira que sabe e pode - à nossa custa...

 

E é tudo... por agora!

Captura de ecrã 2018-10-18, às 21.12.02.png

Captura de ecrã 2018-10-18, às 21.32.11.png

 

 

 

publicado às 21:15

VALONGO, NO LIMITE... SEM LIMITES!

Captura de ecrã 2018-10-18, às 09.55.42.png

 

"Valongo, um território a descobrir"...

 

Uma simples frase-feita que, na realidade concreta e definida deste "subúrbio" da Mui Nobre e Invicta Cidade do Porto, pode assumir um significado improvável...

 

(E bem podem barafustar os "patriotas locais" contra a minha falta de 'patriotismo', que assumo por inteiro o termo "subúrbio", embora me sinta no dever de explicar melhor a sua utilização).

 

Temos inúmeras belezas naturais, umas visíveis outras escondidas, umas melhor ou pior aproveitadas ou preservadas, outras simplesmente esquecidas ou abandonadas - ou até mesmo votadas a uma quase criminosa e paulatina destruição.

Quem conhece minimamente o nosso território - e eu conheço-o relativamente bem, apesar de só por aqui andar há cerca de 40 anos e continuar a ter saudades do meu Santo Tirso do coração - sabe que não especulo com estas coisas.

 

(Até naquilo que vai recuperando e valorizando, Valongo tem, perece, vergonha de assumir e prefere dar-lhe 'apelidos' alheios. Veja-se o caso das "Serras do Porto").

 

Valongo tem História?

 

Tem, evidentemente! Todas as terras a têm, mas em Valongo e graças sobretudo ao empenho do actual soberano absoluto que nos governa desde 2013, um entusiasta da governação 'socratista' e da arte de cavalgar a toda a sela esse 'fenómeno extremo' que alguns teimam em apelidar de "corrupção", graças a ele, a nossa História resume-se a declarações vazias ou historicamente inconsistentes com uma ou outra publicação encomendada a historiadores de sofá que por aí abundam e são clientes habituais da mesa do orçamento na organização dos eventos tão ao gosto apurado de sua majestade o rei...

Foi o caso do livro cuja imagem ilustra o topo do texto e que é uma verdadeira vergonha!

 

Mas não era sobre esta "história" que eu hoje queria falar...

 

A História de Valongo tem sido ao longo dos (pelo menos) últimos 40 anos, infelizmente, mais feita de corrupção, gestão danosa - das finanças e do bem público - de favorecimento ilícito, de destruição da (verdadeira) História e, sobretudo, da paulatina e lamentável construção de um verdadeiro e acomodado subúrbio do Porto.

 

Se procura um 'dormitório' de fácil acesso - para um período mais ou menos longo ou apenas para uma noite, com 'aquecimento de pés' do tipo familiar ou em regime de 'pago à hora', com massagens tailandesas ou lusitanas, com entrada pelo 'lobby' ou pela garagem, Valongo tem.

 

Se procura um terreno disponível para instalar o seu negócio e aproveitar as relativamente boas condições de acessibilidade, não se assuste com o facto de a sua pretensão lhe parecer colidir com uma qualquer zona condicionada ou de reserva (agrícola ou ecológica), Valongo tem.

Tem e consegue dar a volta a todos os obstáculos que se oponham à sua ambição.

 

Veja o exemplo do que foi feito na naquela imensa área da Senhora do Amparo onde se implantou a plataforma logística da Jerónimo Martins e onde tudo continua a mexer - cremos até que já muito para além do inicial perímetro da Unidade Operativa de Planeamento e Gestão - UOPG 06.

 

Em Valongo o limite não é a Lei - as Leis são sempre muito incómodas para quem busca um enriquecimento sem grandes preocupações, sejam elas de ordem social ou de ordem ambiental.

 

Em Valongo o limite é determinado (quase sempre) pela ambição de quem investe e de quem governa para 'certos tipos' de investimento. 

 

Em Valongo o 'limite', no limite, pode mesmo não ter limites!

 

Mas como neste tipo de dissertações sobre o 'fenómeno da corrupção e do favorecimento ilícito' que, digam o que disserem, permanece umbilicalmente ligado à actual dinastia reinante do "subúrbio" corre o risco de se eternizar, voltarei em breve para mais e mais detalhados desenvolvimentos...

 

Portanto, o habitual (CONTINUA)...

________________________

 

PS: Amanhã, integrarei uma (nova) embaixada que se deslocará ao Ministério Público (DIAP) de Valongo para uma (nova) denúncia sobre gestão danosa e favorecimento ilícito na área do Urbanismo... 

 

 

 

 

 

 

 

publicado às 09:28

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2007
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2006
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D