Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

"RECARGA" POR INDUÇÃO...

 

Li algures, que já tinham inventado um carregador que funciona por indução electromagnética e que dispensa portanto, as ligações físicas – por enquanto, apenas para telemóveis.

Percebo o esforço que tem vindo a ser feito, visando pôr um pouco de ordem e de normalização nesta selva em que nem sequer ao nível de cada marca se conseguiu resolver o problema da diversidade de modelos – quase tantos quantos os dos respectivos telemóveis.

Estranha associação de ideias remete-me para os processos de "acoplamento" na vertente humana e que pode assumir também, múltiplas formas e diferentes modelos...

Claro que neste caso, existe desde logo uma diferença substancial: Os “emissores” são ao mesmo tempo “receptores” e o carregamento é bidirecional, sendo cada um dos elementos uma espécie de “moto-contínuo” pela metade, isto é, a energia “perpétua” que vai gerando, serve apenas o outro, que por sua vez no-la devolve ao mesmo nível.

Sempre que um dos lados se torna deficitário, o outro tenta reforçar o nível de emissão por forma a aumentar na mesma medida o retorno, sendo que em muitos casos em que esse deficit não consegue ser superado, se tentam “ligações múltiplas” com vista à reposição do nível de auto satisfação, as  quais regra geral – nas sociedades evoluídas pelo menos – são penalizadas socialmente.

Acresce ainda o facto de neste caso o sistema ainda funcionar da forma tradicional,  isto é, com ligações físicas, sempre mais expostas ao risco de colapso ou danificação severa. Talvez por isso mesmo, a importância que adquirem os avanços noticiados na área dos telemóveis.

Será que a “recarga” obtida (apenas) pelo interface visual ou táctil virá num futuro mais ou menos próximo a ser suficiente para a reposição dos níveis de auto satisfação humana?

Uma análise simplista dir-nos-ia imediatamente que não, mas a verdade é que os emissores/receptores da nova geração humana têm vindo a evoluir (ou involuir?) de forma tão rápida, que não me admiraria nada que um dia destes, o simples contacto online através de uma qualquer rede social, Messenger,  Skype ou outro, venha a garantir a recarga necessária.

publicado às 13:24

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D