Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

QUE TAL, UMA CERTA "GEMINAÇÃO" ENTRE VALONGO E ALANDROAL?

 

 

Câmara do Alandroal exige indemnização de 781 mil euros ao seu anterior presidente.


Ex-presidente e actual vereador é acusado pelo seu anterior número dois de ter lesado o município. Ministério Público acusou-o de mais de 200 crimes.


A Câmara do Alandroal (distrito de Évora) exigiu em tribunal uma indemnização global de 781 mil euros ao seu anterior presidente e actual vereador João Martins Nabais, por danos patrimoniais e morais. O autarca socialista diz-se de "consciência tranquila" e aguarda que "a justiça funcione".

O pedido de indemnização refere-se a dois processos - que, segundo a agência Lusa, se encontram em fase de instrução - instaurados pelo Ministério Público (MP) e investigados pela Polícia Judiciária.
De acordo com a informação prestada na sexta-feira, na reunião da assembleia municipal, por João Grilo, actual presidente da autarquia, o MP acusou Nabais da prática de 117 crimes de peculato e 92 de peculato de uso. Na qualidade de lesado, o município deduziu um pedido de indemnização por danos patrimoniais no valor total de 766 mil euros.
O documento apresentado pelo autarca na assembleia especifica que "384 mil euros são relativos às despesas e gastos injustificados relacionados com as viagens e demais custos efectuados às custas do município e 382 mil euros às consequências, em termos de cortes das verbas devidas ao município, pelo excesso de endividamento".
De acordo com o texto, o MP acusou Nabais, num outro processo, pela prática de 29 crimes de denegação de justiça, sendo que o município pede, nesse caso, uma indemnização cível por danos não patrimoniais e morais de 15 mil euros, o que perfaz um total de 781 mil euros.
João Grilo escusou-se a prestar declarações à Lusa, dizendo que "o executivo e a assembleia municipal já foram informados" sobre a situação. "Eu não tenho nada a declarar. Deixemos funcionar a justiça", acrescentou João Grilo
Já o antigo presidente, João Nabais, acusou o seu sucessor de "atirar pedras aos outros quando tem telhados de vidro", pedindo que este "clarifique dois processos por peculato" em que estaria implicado. João Grilo assegurou que não recai sobre si qualquer acusação.
Nabais acusou também o actual presidente de estar a "politizar um processo que está a decorrer normalmente nos tribunais", aguardando "de consciência tranquila que a justiça funcione".
O socialista João Nabais cumpriu dois mandatos à frente da Câmara Municipal do Alandroal, entre 2001 e 2009, tendo perdido a liderança do município nas últimas eleições autárquicas, em Outubro de 2009. O vencedor, João Grilo, é um antigo militante socialista que foi seu vice-presidente no mandato anterior e que concorreu pelo Movimento Unidade e Desenvolvimento de Alandroal (MUDA).

PÚBLICO (local) 1 de Março


Ora bem...

Eu acho que a conta-corrente do nosso autarca com a "maioria mais pequena do País", já terá ultrapassado há muito esse número mítico (e redondo) das tais duas centenas crimes!

Quem é que ainda não ouviu falar de um certo "cartão dourado" (que só agora começa a sofrer algumas restrições),  de reparações esquisitas em viaturas não legalizadas, de uns certos favorecimentos pessoais da preferência de certos boys and girls no preenchimento de lugares, e muitos etecéteras mais?

Parece que a nossa PJ se tem fartado de fazer pontaria, mas - pelo menos que se saiba - o alvo continua a não registar nenhum impacto...

"Das duas três": ou é demasiado difuso, ou a sua hipermobilidade o tem tornado demasiado esquivo, ou então, os caçadores não se têm aplicado a fundo na pontaria...

 

publicado às 21:59

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D