Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO - CIRURGIA OU CUIDADOS PALIATIVOS?

Andamos há tempo demais a girar à volta do PROBLEMA - tanto tempo, que já começamos a sentir a cabeça à roda...

O saneamento financeiro da Câmara  de Valongo é necessário? Claro que sim!

Pode ser viabilizado pela Coragem de Mudar? Claro que sim!

Mas não uma qualquer proposta de saneamento financeiro e muito menos ainda, um saneamento financeiro para ser executado (apenas) por aqueles que conduziram Valongo ao actual estado de coisas.

Em termos de simples declaração de intenções, até já se avançou alguma coisa na negociação, mas a verdade, é que por parte do Executivo e face aos actores em presença, essas intenções já não bastam e têm de ser complementadas com a exigência de um acompanhamento em permanência de todo o processo, por um Órgão de controlo tripartido.

Além do mais e perante a dimensão da crise que enfrentamos, impõe-se ainda, ou sobretudo, que se ponha fim - no sentido figurado do termo - ao PROBLEMA e este, chamando como se costuma dizer em linguagem popular "os nomes aos bois",  é Fernando Melo!

Qualquer plano de recuperação que pretenda ser digno desse nome, nunca pode ser executado sob a liderança de quem tudo fez e continua a fazer para agravar a situação.

E de mais a mais, porquê "manter o santo no altar" quando já ninguém lá vai para rezar - nem sequer os mais devotos do passado mais recente.

Portanto, aos que o acompanharam até aqui neste projecto perdedor aquilo que se exige, é que deixem de lhe fornecer "oxigénio", seja por via das múltiplas mordomias que ele se auto atribuíu, seja sob a forma de um qualquer "cartão dourado" de plafond pornográfico.

Em oncologia sabe-se desde há muito, que um certo tipo de neoplasias pode ser combatido apenas com medidas que impeçam a irrigação do tecido doente. Pois então, corte-se a irrigação para que o mal definhe de forma natural.

No actual contexto, isso é o mínimo que se pode exigir!

Sem que se cumpram todos estes pressupostos, nunca e em momento algum a Coragem de Mudar deve servir de suporte a esta gente. Já não basta que nos fiquemos pela mera referência dos princípios. Esse enunciado deve corresponder a medidas concretas e ponto final! 


publicado às 15:28

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D