Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ROUBALHEIRA - OU UMA EXPLICAÇÃO POSSÍVEL PARA CERTOS LUCROS...

O que vou escrever a seguir, é apenas uma espécie de "aviso à navegação" e pretende também em certa medida, assumir-se de forma algo pretensiosa - dirão alguns - como um Serviço Público:

 

Take 1:

Se alguma alminha alfenense (daquelas que ainda tenham o contador da água dentro de casa e lhes ocorra num momento de "loucura" mudá-lo para o exterior - acedendo aliás aos apelos nesse sentido feitos pela própria VEOLIA - é melhor contar primeiro até 10, ou melhor ainda, dormir uma noite descansada e decidir no dia seguinte:

A mim, que tenho a mania de decidir tudo rapidamente, tentaram extorquir-me - e não coloco "aspas" na palavra - 900 euros - vou escrever por extenso - novecentos euros!

Depois de um processo "negocial" bastante intenso, lá me devolveram o referido valor já desembolsado, mas não garanto que o façam noutros casos!


Take 2:

Idêntica recomendação relativamente à EDP que, quando a Rua da Várzea foi remodelada e alargada aqui há uns anos atrás, não se interessou minimamente por corresponder aos apelos de toda a gente - e creio que também da própria Câmara - para que instalasse as  infra estruturas adequadas à era em que vivemos:

É que eu ainda mal tinha acabado "de sair de uma" e logo me fui meter noutra, ao tentar cortar o "cordão umbilical" que me liga a esta grande empresa nacional e por enquanto, praticamente ainda detentora do monopólio do fornecimento da energia que chega aos clientes residenciais - "cortar", no sentido de alterar o ramal aéreo, para outro tipo de solução mais consentânea também com o actual século.

Ao mesmo tempo e tal como no caso da água, mudei o contador da forma habitual para o mureto do jardim e equipado de acordo com todas as normas e com o necessário "caminho" também já instalado até à anterior entrada no meu quadro eléctrico e do actua contador.

Nova e "agradável surpresa"me aguardava numa carta chegada um dia destes à minha caixa de correio - à que está instalada no gradeamento do meu jardim, que a EDP anda a pedir aos clientes para aderirem à factura electrónica, mas ela própria ainda não deixou de "cortar árvores" e poupar nas impressoras:

A EDP - a tal dos lucros astronómicos e dos prémios generosos aos seus gestores, mas também  a da falta de respeito por aqueles a quem presta um serviço indispensável e que lhe proporcionam os tais "bons resultados" obtidos - exige-me menos um pouco que aquilo que a VEOLIA me exigia pelo contador da água: "só" 800 (oitocentos) euros!

Assim percebe-se porque é que, neste último caso pelo menos, os lucros têm sido tão astronómicos...

Desta forma, dificilmente conseguiremos acabar nos anos mais próximos, com esta inestética e pouco segura "teia" de energias que se cruza sobre as nossas cabeças...

Como seria de prever, estou mais uma vez a "negociar" e a tentar evitar esta nova extorsão, mas ainda me resta uma nova etapa: a PT, que prefere sempre - também não se interessou em devido tempo, por instalar as adequadas alternativas - os ramais aéreos e aqueles postes de madeira com ar de acentuada "cifose" e  de que sevão partir a qualquer momento, tal é a carga que suportam, onde além do mais deixa, ou é obrigada a deixar, pendurar também a ZON - veja-se o que está no canto do meu jardim!

Vamos lá a ver então, como vai correr essa terceira etapa - que a conclusão sobre a segunda, está prevista para àmanhã...

publicado às 00:14

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D