Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

"SORTE" AO JOGO...

Quase que me ia dando uma coisinha má.

Abri a mensagem de manhã - antes sequer de "lavar a cara" e ainda sem óculos - e à primeira, não dei pela vírgula. Pior do que isso, pareceu-me claramente ter visto dois ou três zeros - à direita obviamente - e se isso fosse verdade, faria toda a diferença...

Lavada a cara e postos os auxiliares de visão, tudo re resumiu ao recorte anexo.

Ainda pensei fazer uma pequena "habilidade" - hoje em dia, os computadores e um sem número de aplicações disponíveis, permitem fazer autênticos malabarismos com determinados documentos, quer a nível de empresas privadas, quer de certas instituições públicas (formalização de protocolos fictícios, retoques em actas já assinadas celebração de acordos, etc., etc.) - retirava a inoportuna vírgula e acrescentava os tais três zeritos e depois, fazia circular a notícia.

É uma técnica muito utilizada aqui por estas bandas: justificar certos sinais exteriores de riqueza aparentemente inexplicáveis, com "sorte ao jogo" (também já tem sido tentada a sorte nos negócios, mas essa agora já não colava).

Sobretudo neste caso do Euromilhões, por ser legal, tornar-se-ia mais difícil qualquer encenação, mas em modalidades semi ou totalmente clandestinas, onde por essa mesma razão, é mais fácil invocar a sorte, para "justificar" determinado tipo de proventos que se vão tornando demasiado evidentes é um recurso de que nos chegam alguns ecos - demasiados para ser mais exacto...

Optei por manter a mensagem tal como a recebi - com vírgula e sem zeros à direita, por duas razões principais a saber:

Primeira: Inexistência da necessidade de justificar qualquer "sinal exterior de riqueza".

Segunda: Ficaria apenas com a fama e sem nenhum proveito - aliás, nos tempos que correm, corria sérios riscos de que me revirassem a casa à procura de um hipotético cofre a abarrotar de jóias e barras de ouro - valores actualmente bem mais estáveis e seguros que umas quantas dezenas  de milhar de euros guardados num qualquer banco.

E pronto. Aqui está como aquilo que poderia muito bem ser um vulgar episódio igual a tantos outros vividos por milhares de cidadãos - os que tentam (apenas) o trabalho e uma ou duas vezes por semana o Euromilhões para continuar a manter vivo o sonho de virem a integrar um dia o grupo dos excêntricos - se transformou em motivo para este texto...

É que em Alfena, ou se quisermos ser um pouco mais abrangentes, em Valongo, o mais simples dos acontecimentos, de repente adquire conotações absolutamente inesperadas com certos factos da vida real do burgo.

publicado às 20:41

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D