Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

O MINISTRO "ANTI-MILAGRE"...

 

Agora é oficial: temos um estado e também um governo laicos

Pela voz soporífera e autorizada do ministro das finanças -  no decurso da sua última aula na "universidade de verão" do PSD tivemos a possibilidade de confirmar duas coisas de que já desconfiávamos:

Primeira:  o homem tem sem sombra de dúvidas, propriedades anestésicas.

Segunda:  que "milagres não são possíveis".Esta última afirmação, apreciada assim fora do contexto em que foi produzida, até merece a minha concordância. Não sei é se a Conferência Episcopal não irá reagir, considerando-a uma incursão abusiva por parte de um membro do governo, numa área em que por vontade própria, o Estado optou pelo laicismo.Que os milagres são (apenas) uma questão de fé e essa, tal como a "água benta" cada um toma a que quer, já sabemos e o facto de uns e outros concordarem ou discordarem sobre o assunto, já não é motivo de guerra - pelo menos a nível das sociedades livres e civilizadas.

Daí que não me preocupe nem um pouco com os inofensivos vendedores de milagres que ao toque do sino ou não, usando estola e batina ou vestes seculares,  inofensivos, bem falantes, queimando incenso ou aspergindo água benta para acelerar o processo e cobrando valores variáveis pelo serviço - o óbolo (leia-se custo do serviço) deve ter sempre em conta a capacidade económica dos candidatos a "miraculados" - mas sim este tipo de gente, treinada no uso do PowerPoint e outros recursos multimédia e que - pasme-se! - às vezes até sabem manipulá-los com inusitada destreza.

E preocupo-me, porque aqui a técnica, os recursos e o discurso estão ao serviço de uma outra causa que não é laica, ateia, ou sequer indiferente em termos de fé.

No caso deste ministro e do governo que o suporta, eu acho que a coisa passa-se exactamente ao contrário:  eles estão empenhados no "anti milagre"!

Só assim faz algum sentido e se percebe vagamente a "lógica" de algumas medidas que têm vindo a ser tomadas e o percurso que nos anunciam até 2015.

Aquilo que fazem - pior ainda, aquilo que se propõem fazer - visa pura e simplesmente impedir que, seja por via do "milagre", seja pelo empenho acrescido dos portugueses, seja por qualquer outra razão intrínseca ou extrínseca, o País não caminhe no sentido de atenuar diferenças e criar uma maior justiça social com base na igualdade de oportunidades, mas pelo contrário, se transforme - tal como a Europa já o é - "num País a duas velocidades", sendo que uns quantos, circularão puxados por centenas de "possantes cavalos" e outros (a maioria) só o poderão fazer a passo - um passo cada vez mais lento por falta de alento.

publicado às 21:46

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D