Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

ALFENA - OS INVESTIMENTOS E OS "DANOS COLATERAIS"...

 

Conforme era expectável, foi hoje aprovado em reunião pública de Câmara, por unanimidade, o ponto 5 - colocação à discussão pública de um pedido de excepção ao PDM, para a construção de uma plataforma logística da Jerónimo Martins na conturbada zona junto à Chronopost.

Foram feitas todas as críticas que tinham de ser feitas - por parte da Coragem de Mudar - relativamente a este processo, nomeadamente uma que tem a ver com o facto de a Câmara em vez de agir no sentido de ter um projecto claro em relação às áreas do Concelho onde é possível investir, prefere reagir esporadicamente conforme vão aparecendo interessados - como parece ser o caso presente - valendo-se da figura das excepções ao PDM (o que se encontra em vigor) em vez de "dar à luz" aquele que já leva meses demais de atraso relativamente à data prevista para o "parto".

Foi aliás colocada a devida ênfase no facto de se ter iniciado um imenso desbaste de árvores e uma gigantesca movimentação de terras naquela área florestal, o qual ultrapassa em muito a única área aprovada legalmente e que é a da Chronopost, sem suporte legal para o fazer.

Seguem-se agora os vários anúncios a que a lei obriga, dando início à já referida discussão pública: o envio à CCDR-N de todo o processo, com os contributos entretanto recebidos, após o que esta entidade tomará uma decisão e a enviará à Câmara. Nessa altura, o Executivo, caso a resposta que tenha recebido seja positiva, elaborará uma proposta de deliberação que apresentará em reunião de Câmara, a qual, no caso de ser aprovada, deverá ainda ser alvo de ratificação em Assembleia Municipal.

Ora bem...

A grande questão que não pode deixar de ser alvo de muita atenção por parte dos alfenenses durante este período de discussão pública, é de que, independentemente da bondade do projecto, não pondo em causa a importância que o mesmo possa ter neste contexto difícil em que vivemos, nomeadamente no que se refere à criação de emprego, Alfena não pode esquecer-se de que a sua rede de saneamento básico em muitos pontos, funciona já nos limites (ou mesmo para além deles) - com frequência nos apercebemos de problemas graves na parte baixa da nossa Cidade (Rua 1º de Maio, Rua da Várzea, Rua Nª Senhora da Piedade, Rua de S. Vicente e outros pontos problemáticos).

E tanto assim é, que apercebendo-ae da gravidade da situação, a Câmara começou já há algum tempo a fazer uma série de contactos com proprietários dos terrenos à margem do Leça para reforçar/renovar o adutor que conduz à ETAR de Ermesinde.

Só que ao que parece, o processo encravou por erros da Câmara no processo negocial com alguns proprietários - na Câmara há pessoas com a "sensibilidade de um elefante numa loja de porcelanas": entram "a matar" e depois dá um trabalho dos diabos juntar os "cacos" e tentar compor tudo de novo...

Portanto alfenenses! Todos atentos à discussão pública, porque se não levantarmos agora (nesta fase) a questão dos efluentes que nos vão chegar vindos da Chronopost, Jerónimo Martins e sei lá quantas mais empresas, vamos ter "natação à borla" muitas vezes aqui pela parte mais baixa e não vai ser em água potável!

Ah! e para os mais especializados, uma atenção acrescida às minudências dos projectos - se é que os mesmos são para avançar - e respectivos cadernos de encargos!

publicado às 15:19

11 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D