Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

O QUE É MEU NINGUÉM ME TIRA... (*)

 


 

Já falei do meu jardim há tempos atrás - a propósito de um poste da EDP que me me "plantaram" junto à minha japoneira predilecta.

Não é sobre isso que quero hoje escrever, mas já agora, relembro a dúvida que na altura me invadiu e que deu origem a duas reclamações a que a empresa respondeu negativamente e a duas queixas apresentadas ao Provedor do cliente - vão já quase dois meses - e sobre as quais nada me foi dito até ao momento - é este o tipo de "Provedores" que as empresas que prestam serviços públicos fingem ter e este o tipo de "trabalho" que os ditos aprentam em prole da alegada defesa dos consumidores:

Será que existe alguma lei que me obrigue a ceder gratuitamente um espaço que é privado, para instalar uma infra-estrutura que é pública e deveria ser instalada no passeio - do outro lado do muro?

Regressemos porém ao meu jardim, versão micro, na avaliação que eu faço sobre um espaço onde tenho de me limitar a assistir às corridas desenfreadas da caniche míni da família, porque o dito não daria, mesmo que me apetecesse fazê-lo, para a acompanhar e participar mais activamente nas suas brincadeiras.

Mesmo assim - e acho que também já o referi num outro post - ainda chega para uns quantos arbustos ornamentais e para uma oliveira centenária.

É sobre ela - ou melhor, sobre algo que tem a ver com ela - que hoje quero escrever.

Ao contrário de anos anteriores, em que foi demasiado avara na produção, este ano, excedeu-se em generosidade e presenteou-me com uma carga de azeitonas da espécie "bical" - aquelas de que mais gosto - as quais se começam a aproximar do ponto ideal para fazer o varejo, com o respectivo lençol velho estendido na relva para facilitar o aproveitamento total das mesmas.

Acontece que uma quantidade significativa da "produção" amadureceu mais cedo um pouco e comecei a notar que uns certos "predadores" com asas as andavam a roubar descaradamente à vista dos meus olhos.

Varejo excluído, devido ao atraso no desenvolvimento das restantes, resolvi fazer o óbvio - e obviamente mais trabalhoso também -  pegar um escadote adequado, um balde de plástico e uma dose de paciência à medida da tarefa e lá fui fazer uma colheita selectiva que me empatou uma horita bem medida e uma meia dúzia de mudanças de posição do referido escadote.

Colheita compensadora - mais de dois quilos - para a pequena amostra que representa em relação às que restam e que espero bem que resolvam amadurecer mais ou menos ao mesmo tempo, para me facilitar a tarefa.

Fiquei com a ideia de que o meu trabalho foi "sindicado" à distância pelos "predadores", mas com a minúcia com que o levei a cabo, pode ter ficado uma ou outra mais coradinha, esquecida atrás de algum ramo mais denso, mas não vão dar para se continuarem a banquetear como vinham fazendo nos últimos dias!

 

(*) Excepção para os roubos praticados pelo governo do País, os quais não consigo contornar...

 



publicado às 09:24

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D