Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

"ÀS ARMAS, ÀS ARMAS, CONTRA A CORRUPÇÃO LUTAR, LUTAR"!

Conforme o previsto, está finalmente em curso o "processo de favorecimento" - activo e passivo - aprovado na última reunião de Câmara e relativo ao pedido de excepção ao PDM para a construção de uma plataforma logística de 52 hectares no local designado por Cinco Caminhos,  junto à "nova" Chronopost.

Para já, o que está em causa é a discussão pública de um pedido de excepção ao PDM, que de acordo com a lei, terá a duração de 30 dias e cuja contagem se iniciará a partir da próxima segunda feira, conforme refere ao JN o Dr. João Paulo Baltazar, vice presidente da Câmara.

Como eu já disse, as excepções são mais rentáveis e o grupo Jerónimo Martins "está interessado em Alfena há mais de três anos" (sic) e como é óbvio, não pode esperar mais - dado que o novo PDM "deverá entrar em vigor em Março de 2012" (também sic).

Tem razão - não querer esperar mais - dado que já nem os próprios valonguenses suportam continuar a ouvir falar na revisão de um PDM que "deverá sair daqui a cerca de três meses" - esta é a resposta "chapa cinco" a várias perguntas que eu venho fazendo em várias reuniões públicas de Câmara há longos meses...

Como diz o alentejano quando lhe perguntamos onde fica um determinado local "é já ali compadre" e depois fartámo-nos de galgar quilómetros antes de chegar ao sítio...

Mas voltando à Plataforma, atenção alfenenses!

O investimento pode até ir para a frente, pode até criar postos de trabalho, pode até ajudar alguns gabinetes de arquitectura e desenho do nosso burgo, podem eventualmente conseguir isso tudo, mas vai gerar impactos muito negativos para a nossa terra, nomeadamente em termos de efluentes: como muitos já se aperceberam, a parte baixa da nossa cidade, tem enormes constrangimentos em termos da rede de saneamento básico e onde é que os alfenenses pensam que virão parar os que ali vão ser produzidos?

Para além de tudo o mais, aquilo de que os alfenenses precisam, é de um projecto concreto de investimentos a longo prazo e não de mais um "elefante branco" do género do actual parque industrial amplamente promovido na altura pelo mais "mediático gabinete de arquitectura" de Alfena e agora quase totalmente ao abandono.

Que ninguém se deixe enganar "com papas e bolos", nem "cantos de sereia" e percebamos de uma vez por todas, que talvez esteja aqui a oportunidade de ouro para começarmos a trabalhar no sentido de tirar Valongo - e também Alfena - do mapa desprestigiante da corrupção nacional em que há muito nos colocaram.

 

publicado às 14:48

2 comentários

  • Imagem de perfil

    cneves 22.09.2011

    Palavras para quê? São "artistas" portugueses especializados na arte do malabarismo.
    Em Valongo existem alguns tão dotados tão dotados, que, que mesmo já em "final de vida e locomovendo-se apenas com o auxílio de andarilho", ainda vão dando um ar da sua graça...
    Veja o meu último post sobre o que se passou hoje na Câmara e leia as notícias de amanhã...
    Abraço
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D