Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

FÍSICA ELEMENTAR...

 

 

 

 

O calor dilata os corpos…

É um princípio indesmentível da física que interiorizamos quase ainda nos tempos da primária e que vamos constatando ao longo da vida nas mais diversas circunstâncias...
Engenheiros, arquitectos, simples pedreiros e trolhas, conhecem o mesmo e estudam e implementam soluções, consoante as situações com que se deparam – juntas de dilatação, acoplamentos dinâmicos, uso de materiais com diferentes comportamentos térmicos – há soluções para quase todos os problemas que lhes vão surgindo.
Conforme as fontes de calor, parâmetros previsíveis relativamente às oscilações térmicas e materiais em presença, estudam-se então as soluções mais adequadas para cada situação...
Ora o homem é como é sabido, constituído além de muitos outros elementos, por matéria (algumas estruturas rígidas, outras nem tanto...) logo susceptível de ser afectado pelo calor de forma semelhante às estruturas construtivas que executa, sendo que nesta época do ano, a fonte de  emissão térmica mais conhecida que é o Sol, o atinge como àquelas de uma forma mais intensa. Mas é também por esta altura, que aumenta de forma exponencial o número de outras “fontes” de risco:  cruzam-se consigo na maior parte das vezes sem qualquer protecção térmica ou visual, com as zonas "termodinâmicas" generosamente expostas  - às vezes ficam na horizontal estendidas sobre uma toalha, outras vezes ziguezagueiam, bamboleiam, rebolam-se literalmente e tudo isto acompanhado da irradiação de calor intenso...
Só que por enquanto e apesar do "intenso trabalho de pesquisa", enfrenta ainda uma dificuldade - esperemos que temporária - na transposição para a sua anatomia, do princípio  das "juntas de dilatação" que venha por cobro "aqueles" abaulamentos inestéticos de algumas "partes" anatómicas,  ou mesmo aos riscos de ruptura das camadas  de revestimento das mesmas (vulgo vestuário íntimo).
Não deixa de ser irónico que  tenha inventado várias formas de dar rigidez ainda que por vezes demasiado efémera, a algumas estruturas cuja flacidez o deixam diminuído e não tenha conseguido ainda a solução inversa –  uma espécie de Viagra ao contrário - que evite aquele gesto comprometido e patético de cruzar os braços caídos à frente da parte baixa do abdómen ("caraças! agora é que me dava jeito ter uma revista ou um jornal à mão...") numa tentativa nem sempre conseguida de evitar os olhares curiosos, quase sempre acompanhados de uma ou outra risadinha sarcástica - e talvez de inveja - dos mirones.
 
publicado às 19:12

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D