Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

"ESPECIFICIDADES ALFENENSES" - INIMPUTABILIDADE OU IGNOMÍNIA?

Já aqui abordei este assunto, numa outra altura, a propósito do que se passou na nossa última Assembleia de Freguesia, mas a sua  "especificidade" - e a gravidade que lhe está subjacente - justifica que retome o mesmo uma vez mais.

Cito: "não vamos pôr pessoas idosas, algumas diminuídas fisicamente, a serem ajudadas por alguém em quem não confiamos e contra isto não vale a pena insistirem. Não mudaremos" - fim de citação.

(Estas palavras não foram proferidas por um qualquer cidadão eventualmente portador de algum tipo de deficit intelectual, nem nos pareceu que o mesmo aparentasse algum tipo de insanidade perceptível a olho nu e referiam-se ao "grupo de apoio" que assessorou os "dinâmicos" no decurso do último passeio senior).

O cidadão que proferiu esta ignomínia - porque é disso que se trata - é um cidadão com formação superior investido em funções públicas  que resultam da sua eleição por uma maioria de alfenenses: o Presidente da nossa Junta de Freguesia!

E ela não foi bolçada num contexto qualquer em que se encontrasse sentado à mesa de uma qualquer cervejaria repleta de copos, rodeado de compinchas das horas de lazer ou apaniguados do seu pseudo projecto autárquico. Proferiu-as no contexto mais solene da nossa vida autárquica: uma sessão  da Assembleia de Freguesia, a propósito do seu "critério" para a escolha dos tais "colaboradores".

É óbvio, que na composição do tal grupo, ele até podia fazer o que sempre tem feito e fez uma vez mais - é facil pagar favores políticos passados ou garantir apoios futuros, com dinheiro que não lhe sai do bolso, porque no fundo, é o que faz infelizmente uma grande maioria dos nossos políticos.

Agora o que a figura não pode - impunemente - é dizê-lo desta forma ignóbil: que não confia um qualquer cidadão a precisar de ajuda, nas mãos de um deputado eleito pelos alfenenses!

Porquê? Porque "padece da doença" eventualmente contagiosa de pertencer à oposição!

Claro que sabemos que muitos dos que até não concordam com esta tipo de despautérios, já se habituaram a "dar um desconto" ao homem e a considerá-lo uma espécie de inimputável que pode dizer tudo o que lhe venha à cabeça sem correr riscos nem sofrer as consequências daquilo que diz.

Esse não é o nosso entendimento e esta afirmação vinda de quem veio, proferida no contexto em que o foi, pode até ter sido antecedida por um jantar bem regado, ou por um simples café com o complemento do costume, servido em balão mais ou menos volumoso, mas não é por isso que deixa de ter a gravidade que lhe está subjacente!

É que só lhe faltou dizer que os deputados da oposição até podiam ir para o passeio com a ideia de dar algum empurrão a alguém mais diminuído fisicamente, ou com algum "instinto assassino" capaz de pôr em risco a integridade física dos nossos queridos seniores!

Só uma mente tão pouco lúcida ou tão maldosa, é que se atreveria (atreveu) a proferir uma cretinice destas em público, sem receio de lhe sofrer as consequências - sim porque algum tipo de consequências hão-de resultar deste tipo de comentários ignóbeis, nem que sejam (apenas) consequências políticas!

 

publicado às 19:30

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D