Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

"PAÍS DE ARAQUE" - EM FRENTE POR UMA NOVA RESTAURAÇÃO!

Os brasileiros têm uma expressão que neste momento conturbado que Portugal vive, nos encaixaria que nem uma luva: "País de araque"!

É verdadeiramente aquilo em que ao longo destes 37 anos, alguns de entre os piores que compõem a geração de que fazemos parte, transformaram este pequeno rectângulo com alguns apêndices atlânticos onde as asneiras da "metrópole" são replicadas ou mesmo ampliadas, que nos foi legado pelos nossos avós e onde os Palácios com História são agora versões e modernas e recondicionadas da caverna dos "quarenta ladrões do Ali Babá".

Portugal precisa, mais do que "financiamentos" que no fundo não passam do retorno parcial - muito parcial - da espoliação de que temos andado a ser vítimas:

Desmantelamos a agricultura, para comprar aquilo que produzíamos, aos países onde ela se faz de forma intensiva e sem cuidados especiais de qualidade, desmantelamos as pescas para comprar àqueles que têm autênticas "fábricas de peixe", desmantelamos a indústria de construção naval, para deixar-mos - aqui sim - de competir com vantagem com "parceiros" desta Europa selvagem, desmantelamos a indústria têxtil, porque a Europa dos "direitos" se esteve marimbando para a concorrência que a China, a Índia e outros Países onde os direitos são uma abstracção nos faziam.

A essa Europa que seria suposto ser solidária, tanto lhe dá comprar em Portugal, com qualidade e apesar de tudo, com direitos e portanto, um pouco mais caro, como comprar os produtos vindos de autênticos Países/prisão onde a mão de obra não é remunerada mas apenas mantida a um nível mínimo de subsistência para continuar a produzir de forma intensiva.

A maioria dos nossos políticos e gestores públicos, foi clonada a partir dos congéneres do que de pior a Europa e o mundo tem produzido e por isso, não é para admirar que os vejamos transformados em espécie de bonecos articulados, fazendo genuflexões ou esgares a imitar sorrisos, sempre que vão ao beija mão dos seus tutores - "santos" que não merecem ser adorados, porque eles sim, usando a expressão brasileira, são claramente "de araque"!

Portugal merece - pela sua História, pelo contributo que tem dado ao mundo e à tal Europa "de araque", libertar-se  desta geração de "Filipes" e realizar a sua nova Restauração!

E não se trata - nem de perto nem de longe, de dizer - como alguns começam já a balbuciar timidamente - "volta Salazar, estás perdoado"!

A Democracia não é perfeita, mas ainda é o menos imperfeito de todos os sistemas políticos e só fazendo uso de todos os instrumentos que ela nos proporciona, é que nós conseguiremos vencer os "Filipes" e os "Miguéis de Vasconcelos" que por aqui os apoiam.

Portugal, merece ser um País - sem "aspas" - não de fraque mas muito menos ainda, "de araque"!

publicado às 14:19

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D