Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO - REACTIVAÇÃO DO "GARIMPO" DE ALFENA?

 

Ainda sobre o negócio do enriquecimento ilícito com a venda de terrenos da Reserva Ecológica Nacional (REN) em Alfena, embora já muito tenha sido dito (e muito faltará ainda dizer) - não perderão pela demora - importa dar aqui devida nota de que na sequência das duas sessões levadas a cabo pela Coragem de Mudar em Alfena durante o período de discussão pública do pedido de excepção ao PDM apresentado pela Câmara, foram desenvolvidas as seguintes acções:

 

1. Concluída a recolha das reclamações propostas pela nossa Associação, foram entregues na Câmara no dia anterior ao limite, 55 documentos, sendo que nos chegou a informação de que alguns, por dificuldade de recolha/entrega, chegaram à Câmara por outra via;


2. Do texto que suporta as Reclamações, acompanhado por uma compilação das notícias recentes sobre o nebuloso negócio onde deverá (ou deveria) nascer a plataforma do grupo Jerónimo Martins, bem como da carta emitida pelo então Vereador José Luís Pinto declarando "a intenção da Câmara de promover à desclassificação da área envolvida", foram enviadas cópias aos Vereadores e Deputados Municipais, à CNREN-DGOTDU, à CCDR-N, e à ministra do Ambiente;


3. Foi pedida à CNREN-DGOTDU cópia de todo o processo que levou à publicação recente da nova Carta REN de Valongo. Numa primeira fase "teríamos direito a consultar o referido processo apenas presencialmente - em Lisboa", mas depois, lá nos remeteram pelos CTT um CD-ROM com todo o "Processo Administrativo da Revisão REN de Valongo (PDM)" que contém um manamcial imenso de informação relevante: uma extensa acta da reunião de concertação, várias Cartas e cartogramas e sobretudo, a também extensa fundamentação da Câmara, entre outra;


4. Entretanto, estamos ainda numa fase de compilação de vários documentos importantes que deverão seguramente suportar uma posição sobre o assunto e sobre a qual falaremos noutra altura;


Curiosamente, um amigo que costuma ler a edição em papel do JN - que como sabem difere bastante das notícias publicadas no site do Jornal - disse-me que o ex vereador da "varinha de condão" - aquela que transformou eucaliptal e pinhal em "terra fértil em... ouro" - e que "por acaso" é agora vice director do  "Jornal do Regime", o Correio do Douro, se terá disponibilizado para o "confronto directo" com aqueles proprietários que o acusam de lhes ter sonegado a "informação privilegiada" que facultou ao angariador/"testa de ferro" do grupo Santander. Não li a notícia e portanto confesso que não aprofundei o sentido da referida declaração proferida pela ex proeminente figura...


Quererá ele significar que se dispõe a enfrentar os lesados/enganados/ ludibriados num daqueles "duelos à moda antiga", com padrinhos e tudo, ou apenas, que está disposto a enfrentar as suas acusações numa das muitas sessões públicas onde já o pôde e pode ainda fazer - Assembleias de Freguesia, reuniões de Junta, entrevistas? - há jornais interessados em aprofundar este assunto...


É que o tempo continua a contar e o crime - a existir - ainda não prescreveu!


 

PS:

E agora que outro amigo me fez chegar os recortes do JN de ontem, cá vão eles.

Parece que a "ex proeminente figura", tinha afinal o saudável hábito de manter as mãos limpas e a rapidez ccom que emitiu o documento ("varinha de condão") de que fala o JN, afinal, era prática comum da Câmara à época (!).

Claro que nós, os proprietários lesados e muitos valonguenses anónimos, também acreditamos que daqui a pouco mais de um mês teremos a visita do Pai Natal e que os bebés vêm de França nos bicos das cegonhas e blábláblá...

Então venha de lá essa investigação - mas que entretanto, a CCDR-N tenha em conta tudo isto e não se lembre de viabilizar o pedido de Excepção do PDM apresentado pela Câmara! 

Seguem-se os recortes do JN:

 

publicado às 23:46

4 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D