Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

"MARKETING" ALFENENSE...

Acho que é um pequeno "tique" que todos temos em maior ou menor grau: concluímos uma qualquer obra que envolva alguma criatividade - o "pintor amador", o "generalista" da bricolage que conclui um pequeno trabalho, o horticultor ou jardineiro de fim de semana - e depois lá ficamos, durante uns minutos mais ou menos longos conforme o tamanho do respectivo ego, embevecidos, babados, a contemplar a obra feita. É humano, aceita-se, desde que não se  exagere no silencioso mas óbvio auto elogio.


Vem todo este arrazoado, a propósito da "obra" que estava a ser executada na passada quinta feira ao início da tarde no terreno onde é suposto vir a ser construída a futura Unidade de Saúde Familiar de Alfena.


Quando passamos no sentido Alfena-Ermesinde, estava já na fase final. Demos (éramos dois) a volta ao burgo e por coincidência, cerca de uma hora depois, viemos sair novamente à Rua de S. Vicente, a norte da "obra", logo, fizemos nova passagem pelo local, constatando que a mesma tinha já terminado e os "artistas" lá estavam, no passeio contrário, embevecidos, babados a contemplar a mesma com ar de quem tinha vontade de perguntar aos passantes "-que tal, está a vosso gosto?".


Era evidentemente pessoal da Junta de Freguesia e o grau de embevecimento que se notava no rosto dos presentes - sobretudo no do coordenador da empreitada - era inversamente proporcional à importância da tarefa concluída:

Coisa pouca, sem interesse relevante para o Povo, para quem este tipo de "marketing" não constitui nenhum benefício - porque se tratava afinal, da simples  colocação de um "outdoor" anunciando a localização futura da nova Unidade de Saúde.


Para os alfenenses, sobretudo para os económicamente mais débeis que não podem aceder à "saúde dos ricos" prometida para "ontem" pelo grupo Trofa Saúde, importante será de facto, o mais que problemático arranque da construção da mesma.


Mas se coisa tão pequena os embeveceu tanto, ficamos a torcer - neste caso concreto, sem qualquer ironia - para que os vejamos a babarem-se durante horas, dias seguidos, mesmo meses, na altura em que a nova Unidade de Saúde for inaugurada. Inaugurada, sublinho, porque a simples construção não chega. Basta vermos o que se tem passado com as sucessivas "inaugurações" do Hospital Privado, sucessivamente empurradas para a frente no calendário dos meses - melhor dizendo, dos anos...


Só que no caso concreto da Obra de interesse público efectivamente relevante as "vacas que já foram gordas" estão agora mais escanzeladas que cão abandonado e à mingua, o que desde logo aconselha a que esperemos sentados para que não nos cansemos demasiado. Foi o que eu fiz quando anunciaram a construção da "feira temática" e nem sequer ensaiei levantar-me quando anunciaram a "primeira inauguração" do Hospital Privado, cautela que se veio a revelar completamente justificada e me poupou muito e penoso cansaço - que não sou capaz de aguentar muito tempo de pé!

publicado às 10:04

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D