Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

O QUE NASCE TORTO, TARDE OU NUNCA SE ENDIREITA...

 

UM:

Começa mal a implantação local da nova Unidade de Saúde Privada do grupo Trofa Saúde em terras de Alfena.

E começa mal, porque os seus responsáveis se esqueceram que uma autarquia não se reduz aos "homens do poder", ainda que eventualmente acompanhados de um ou outro representante das Associações locais, que normalmente - e não por culpa delas apenas - vivem muito na base dos subsídios e das ajudas informais que o executivo da Junta lhes vais prodigalizando esporadicamente e que por isso, estão sempre dispostos a "colocarem-se a jeito" para compor a "fotografia de família" que há-de embelezar o álbum daqueles que nos desgovernam, nos desrespeitam a inteligência e sobretudo, não respeitam os votos dos alfenenses que votaram na oposição - e não foram tão poucos como isso! 

O grupo Trofa Saúde deveria saber - afinal, já tem experiencia de anteriores pré-inaugurações - que numa autarquia também existe oposição ao poder instalado, oposição que no caso de Alfena, já provou em diversas ocasiões, que tem voz, que não deixará os seus direitos por mãos alheias e muito menos, os dos cidadãos que nela confiaram.

A visita organizada - apenas para as "figuras do regime", é pois um mau presságio para uma relação que se pretenderia - dizemos nós - saudável. 

Os interessados em conhecer os nossos VIP, podem aceder na página da Junta - AQUI - e à respectiva galeria de fotos. Aí confirmarão a razão da nossa crítica.

 

DOIS:

Mas apesar desta enorme gafe, ainda bem que a visita foi proporcionada. Assim, os "homens do poder" estarão na próxima Assembleia, em condições de responder à dúvida que assalta tantas e tantas mentes alfenenses: os números relativos à criação de emprego e a preferência garantida aquando do início do empreendimento, em igualdade de circunstâncias, aos alfenenses. Estamos ansiosos por conhecer esses pormenores - e também, por poder confirmar (ou não) algumas "bocas" que vão circulando, relacionadas com a mais antiga "instituição" portuguesa: a CUNHA!

 

TRÊS:

Por último, veja-se como o Executivo cumpre bem melhor o seu papel de promotor, dinamizador e garante inclusivé da sempre útil publicidade gratuita através da sua página paga por todos nós, a um grupo privado, que com toda a legitimidade, vem para Alfena não para servir a maioria da sua população, que não terá - infelizmente - condições para aceder a este tipo de cuidados de saúde, mas sim uns quantos endinheirados - de cá, mas sobretudo de fora.

Veja-se o recorte da página da Junta, publicado abaixo, uma autêntica "pérola". Não resistimos a esta pequena citação:

(...) "e o início de uma nova era na qualidade dos serviços de saúde locais." (...) 

Serviços de saúde locais?

publicado às 15:31

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D