Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

REGIMENTO DA CÂMARA - PACIÊNCIA (DE MUNÍCIPE) TEM LIMITES!

 

Recorte do Jornal A voz de ermesinde de 30 de Janeiro

 

Tenho andado a evitar - é a primeira vez que o confesso publicamente - escrever sobre este assunto, mas como o título sugere, a paciência dos munícipes - especialmente daqueles mais empenhados que vão aparecendo nas reuniões de Câmara - tem limites porra!

Felizmente, não fui eu o único do lado do público a dar pelo revoltante comportamento da Câmara (maioria e minoria incluídas neste caso) na reunião pública do passado dia 26 de Janeiro.

A minoria que detém o poder, porque ostensivamente e à boa maneira dos "bons velhos tempos de Fernando Melo", se levantou sem sequer avançar com a explicação que eu pretendia obter relativamente à recusa da minha intervenção.

Quanto maioria - que está na oposição (PS e Coragem de Mudar) tenho muita pena do que vou dizer, mas vou dividir a questão em duas partes:

Primeira:

Em relação à prometida alteração do Regimento - que já era um compromisso de há muito, do Partido Socialista, que na altura em que a versão ainda em vigor foi aprovada, até apresentou uma declaração de voto nesse sentido - as "duas desiguais metades" da oposição são tão culpadas como o executivo:

Têm andado a empurrar o problema com a barriga desde o início do actual mandato e a dizer (todos e em quase todas as reuniões onde o assunto vem à baila nas conversas de corredor) que "vai ser dentro de dias"!

Segunda:

Como activista da Coragem de Mudar, como membro da sua Direcção, como cidadão e como alfenense - porque era sobre Alfena que eu pretendia questionar a Câmara - não quero nem devo deixar de tornar claro, desta forma frontal, de peito aberto e de olhos nos olhos, que não gostei do comportamento dos meus Vereadores:

Perante a atitude da Câmara, perante o silêncio - desinteressado ou cúmplice - dos Vereadores do PS, eles deveriam pura e simplesmente avocar o assunto, impedindo a fim da reunião de Câmara daquela maneira ofensiva e exigir, não o meu direito a intervir, mas sim um compromisso claro - com agendamento marcado - para discutir o Regimento, nomeadamente o seu art.º 12º. que se refere às intervenções do público.

(Já agora, avanço, que ao contrário do que parece ser consensual entre os 9 vereadores, se todas as reuniões são públicas, em todas elas deverá existir o direito de o público intervir, segundo regras a definir).

Ficaram porém em silêncio, permitindo que um dos seus fosse desrespeitado, o que não fica bem a ninguém.

Ainda bem que a Comunicação Social estava atenta, registou este lamentável episódio e o viu tal e qual como eu o vi. E porque o viu e o comentou, eu não podia desta vez, deixar de falar no que me desgostou - embora queira deixar claro, que isso em nada vai alterar a minha atitude em relação ao projecto que abracei com a Coragem de Mudar!

 

 

 

publicado às 19:04

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D