Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

DIÁLOGOS IMPROVÁVEIS - NÃO ESTIVÉSSEMOS EM VALONGO!

Personagem  1: O autor deste Blog, a seguir designado  por "Um"

Personagem 2: João Paulo Baltazar, vice presidente da Câmara de Valongo, a seguir designado por "Dois"

Enredo:  Regimento da Câmara - necessidade da sua reformulação, sucessivamente adiada

Local: Junto à mesa, lado esquerdo vista do lado do público, no final da reunião pública de hoje

 


Um: "blábláblá"...

Dois: "blábláblá"...

Um: "Então o Regimento? Está para quando a sua alteração? É que a última previsão, era  'mais ou menos daqui a quinze dias' e isso já foi há mais de um ano!" (isto tinha a ver com episódios anteriores de recusa da palavra desde que não fosse na primeira reunião do mês...).

Dois: "Meu caro, você não precisa de estar tão preocupado com o Regimento e com o ponto reservado ao público, porque pode fazer-nos todas as perguntas por carta, fax ou e-mail e nós responderemos sempre!"

Um: "Pois sim, mas eu prefiro sempre fazê-las em público!"

Dois: "Eu sei que você gosta muito de falar em público, mas olhe, dou-lhe uma sugestão: candidate-se e se ganhar pode falar as vezes que quiser."

Um: "Tenho que levar isso à conta de uma pequena brincadeira, porque senão, seria uma provocação, o que implicaria um comentário menos agradável da minha parte. É que se a Câmara pretende que os cidadãos participem mais na vida da sua autarquia, se a Câmara tem interesse em que estas reuniões tenham cada vez mais público presente, como é que isso se concilia com o facto de não se lhes dar a palavra?"

Dois: "E quem é que lhe disse que a Câmara tem interesse na presença cada vez maior do público?"

Um: "??????"

Dois: "Exactamente! E digo-lhe mais, mesmo que o Regimento venha a ser alterado (no seu artigo 12º, que é o da intervenção do público) nunca nos passou pela cabeça que o público possa intervir em todas elas!"

Um: "?????!!!!!! Mas isso tem imensa piada - ou nenhuma, vendo melhor as coisas! Não se pretende a presença do público, mas se ele vier, que fale o menos possível. Mas então... se calhar, nem vale a pena mexer no tal artigo 12º!

(Neste último comentário, já estava a falar comigo próprio, porque o nosso vice e futuro provável - ou improvável - candidato a presidente de Câmara, já se tinha voltado para o lado para cumprimentar outro dos presentes e engrenar noutro assunto.

Isto está bonito está!

Por este andar e já que o plano do governo para a extinção de freguesias afinal também vai incluir Valongo, para onde se prevê um máximo de três (a informação foi dada pelo próprio vice no decorrer da reunião), se calhar o melhor seria mesmo começarmos a pensar extinguir a própria Câmara - fundindo-a com a de Santo Tirso, Gondomar, Maia, entre outras.

Para além de pouparmos uma pipa de massa, reduziríamos o relativamente restrito grupo das "pequenas ditaduras de excelência autárquica" que a todos nos envergonham e nos deixam para além do mais, cada vez mais pobres em cada dia que passa.

Há quem defenda que os termos "ditadura" e "excelência" não são ão totalmente incompatíveis.

Nada de mais errado e eu, que procuro exercer no meu dia a dia a nivel do nosso burgo, o meu direito a uma plena cidadania sei-o, com saber de experiência feito, que essa compatibilidade não é possível, quando me cruzo todos os dias com um dos muitos pequenos ditadores que nos vão incomodando, envergonhando, estorvando e barrando o acesso ao futuro. 

Se o pretendente ao carunchoso trono de Valongo, se apresenta com esta pedalada democrática - "E quem é que lhe disse que a Câmara tem interesse na presença cada vez maior do público?"mesmo sem ter sido ainda indigitado pelos seus partidários pares concelhios, então o PSD tem de se cuidar! Provavelmente e de uma forma inesperadamente mais fácil do que seria previsível, aquela mesa onde os interesses de Valongo têm fervido em lume brando, se não acontecer a tal extinção, passará a ter num futuro mandato, uma rosa com alguns espinhos no centro do arranjo floral. 

 

 

 

 

publicado às 13:56

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D