Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A MENTIRA DAS NOSSAS "VERDADES"...

Mentira versus verdade – ou a absoluta necessidade de contextualizar definições...

São apenas duas palavras de conteúdo cada vez mais variável e flutuante e significado cada vez mais indefinido nos tempos que correm…
É suposto servirmo-nos delas para dar crédito ou descrédito ao que se diz sobre uma determinada coisa situação ou pessoa, mas a vida ensinou-nos desde há muito a contextualizá-las e a deixar de lhes atribuir esses significados absolutos e imutáveis!
Aquilo em que nunca acreditamos, mas em que acreditamos que todos vão acreditar – e se formos convincentes o suficiente, provavelmente o conseguiremos… - é mentira e é verdade!
E quando as posições se invertem – quando os “outros” nos tomam o  lugar e nós passamos a ser os “outros” - novamente teremos “a verdade da mentira” ou vice-versa!
Aquilo que há muitos meses atrás (terão sido anos? O tempo passa tão depressa…) me segredavas ao ouvido e em que era suposto eu acreditar (de que não era suposto ou sequer admissível eu duvidar) foi verdade para mim durante todo este tempo, mas será que o era (que ainda o era) para ti já nessa altura?
E o que eu em retribuição te respondia por palavras ou gestos de carinho (e de que igualmente não era suposto tu duvidares…) seria de facto (ou ainda) verdade?
E seria verdade, quando respondias ao meu “acreditas?” com o “sim!” mais doce que eu alguma vez ouvi?
Ou será que as nossas mútuas verdades foram nesse contexto, mútuas mentiras?
Neste mundo em constante mutação, há paisagens que mudam pessoas que mudam e há verdades/mentiras que nunca o foram ou então deixaram/deixarão de o ser!
publicado às 15:18

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2021
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2020
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2019
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2018
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2017
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2016
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2015
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2014
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2013
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2012
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2011
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2010
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2009
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2008
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2007
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D
  196. 2006
  197. J
  198. F
  199. M
  200. A
  201. M
  202. J
  203. J
  204. A
  205. S
  206. O
  207. N
  208. D