Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

E O PREMIADO É...

Não é o facto considerar o Jornal Verdadeiro Olhar um Jornal sério, plural e cuidadoso relativamente aos seus critérios editoriais e muito menos, o facto de desde há algum tempo ter vindo a colaborar na sua secção Opinião (Olhar (Im)parcial), que me inibe de manifestar a minha crítica relativamente à distinção a que se refere o recorte que publico a seguir.

Desta vez e apenas no que a Alfena e a Rogério Palhau diz respeito, o Verdadeiro Olhar esteve mal. E julgo que isso só aconteceu, por ter posto um menor cuidado na investigação do perfil do premiado.

Vejamos:

1. A elevação de Alfena a cidade, foi proposta pelo Partido Socialista e numa primeira fase - porque não se acreditava que ela viesse a acontecer, foi glosada até à exaustão pelos Unidos por Alfena - que aliás, votaram quase todos contra na Assembleia Municipal realizada em Alfena, pelo Deputado e líder concelhio do PS José Manuel Ribeiro.

2) Só quando inesperadamente o "inacreditável" aconteceu, é que os UpA entraram rapidamente no comboio e se colaram ao júbilo do burgo.

3) Se por dinâmica cultural se entende a actividade do movimento associativo, que em Alfena tem razoável expressão, então estaremos a embarcar na mesma confusão dos UpA, que em todas as reuniões de Junta, apresentam sempre uma descrição detalhada das múltiplas iniciativas culturais dos... outros! E pedir meças a Valongo, também não seria um feito assim tão assinalável.

4) Quanto à aparente "voz incómoda" nas Assembleias Municipais, ela só começou a manifestar-se verdadeiramente, a partir do momento em que o Dr. Arnaldo Soares começou a não ser capaz de cumprir a tarefa com que foi "plantado" na Câmara. A partir desse momento e não se concretizando as mordomias a que Alfena se julgava com direito natural, Rogério Palhau passou a reivindicar, a reclamar, a criticar a emitir comunicados contra a Câmara que lhe garantiu a maioria absoluta - ao obrigar os militantes do PSD local a desistirem de uma candidatura e a retirarem inclusive, os cartazes já afixados!

Com ele, nada é genuíno, tudo tem algo escondido e este posicionamento crítico que o VO refere, é meramente estratégico.

5) Mas a cereja no topo do bolo desta "distinção", é premiar um homem que não reconhece aos seus fregueses o direito a uma Administração aberta, que os obriga a registarem-se no site da Junta (nome, nº. do BI, nº. de eleitor, e-mail, telefone de contacto e... chegaram mesmo a pensar também no nome do cão, do gato e do periquito) para poderem aceder a uma simples acta.

Mas claro que o VO tem todo o direito a distinguir quem quer e não existe na Lei nenhum critério de avaliação que tenha de seguir obrigatoriamente.


 

PS: No vórtice da vida agitada que às vezes levamos, há assuntos que nos escapam e este foi um deles. Daí apenas agora o estar a abordar, quando o imerecido prémio já foi seguramente esquecido pelo premiado...

publicado às 21:03

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D