Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CÂMARA DE VALONGO - TUDO NA MESMA, ISTO É MAL...

 

Sobre a sessão pública de Câmara que hoje teve lugar, pouco - de relevante há para contar.

Foi, como alguns dos eleitos referiram, uma sessão "a correr", não tanto como o carro do Estado que transportava Mário Soares e cuja infracção eu vou ter de ajudar a pagar, mas pouco menos.

Foram aprovados todos os documentos presentes - obviamente nem todos por unanimidade, porque coisas mal feitas como é o caso do Relatório do SMAES, não podem merecer voto favorável, nem sequer abstenção, da Coragem de Mudar.

Mas cumpriu-se calendário e manifestaram-se mútuos desejos de "boa Páscoa", o que cai sempre bem entre adversários.

Há uma constatação que não posso no entanto deixar de fazer e que não me desmotivando de forma alguma, me desgosta sobremaneira:

Quando João Paulo Baltazar (presidente em exercício) falou a primeira vez, saudou como é seu hábito,  os seus pares, a imprensa e o "público presente" e ao proferir estas últimas palavras, olhou obviamente para mim - não por motivo nenhum especial nem sequer para me distinguir com a sua imerecida simpatia, mas porque eu era de facto todo "público presente"...

Sei que pelo menos dois dos habituais não puderam comparecer por razões ponderosoas (uma delas de saúde) mas não há mais gente interessada em Valongo em prestigiar as reuniões de Câmara com a sua presença?

É que por este caminho, um dia destes, vão começar a ser à porta fechada e depois não nos queixemos!

Chegando ao ponto do "público" coloquei duas questões para as quais espero resposta mais ou menos daqui a um mês - foi o tempo que demorou a que hoje recebi:

Primeira: Saber que tipo de solução está implantada no terreno onde se localiza a CHRONOPOST de Alfena para a recolha dos efluentes equiparados a domésticos e para a separação dos outros que também existe, porque ali não há rede de saneamento básico!

Segunda: Uma reclamação sobre a forma como esta a ser feita a limpeza urbana em Alfena - e provavelmente noutras freguesias - nomeadamente a varredura mecânica e que tantos protestos tem suscitado.

Sobre as questões colocadas no dia um de Março eis as respostas:

Primeira: Verba de €117.134,64 num ajuste directo com data de 28-10-2011 - CPCIS e Informática El Corte Inglês (Aquisição de serviços de assistência pós-venda ao abrigo do acordo Quadro de Licenciamento de Software): "não lhe sei dar pormenores - Dr. João Paulo dixit - mas pode sempre consultar o contrato, onde deve estar tudo detalhado".

Segunda: Verba de €45.000,00 para um ajuste directo de comunicações móveis com a OPTIMUS: "existem neste momento 168 telemóveis, 26 dos quais funcionam como extensões de fixos e mais 14 que substituem telefones fixos".

Não sei se são muitos ou poucos, não sei se o valor é alto ou baixo, não sei se a TMN ou a VODAFONE fariam preços mais altos ou mais baixos, mas sei uma coisa que desde pequeno ouvia lá em casa: "quem não tem dinheiro não tem vícios"!

Terceira: Duas verbas referentes a dois ajustes directos totalizando cerca de €70.000,00, feitos no mesmo dia (02-03-2011) para a "compra de papel de fotocópia durante o ano de 2011".

Aqui tenho de manifestar a minha revolta pela forma irónica, pouco séria e sobretudo, nada rigorosa,  como o Dr. João Paulo respondeu em público, dizendo que era preciso ler melhor, porque a descrição dos contratos não era exactamente igual: uma delas referia-se a consumíveis. Ele sabia que estava a mistificar e sobretudo, sabia que o fazia numa posição de supremacia em que não me seria permitido responder!

É claro que depois da reunião e muito convenientemente já "off the record", esclareceu-me que uma das rubricas tinha sido corrigida na BASE. Isto não é sério, isto não é leal, isto é mas não deveria ser, a forma de responder aos cidadãos que levantam questões nas reuniões!

Para que se perceba do que falo reproduzo a seguir as duas versões constantes da BASE - a de há um mês atrás e a de agora, convenientemente "corrigida".

 

Versão 1

 

 

Versão 2

 

 

Em jeito de conclusão, referir apenas, que nesta reunião, intervieram (apenas) João Paulo Baltazar e Pedro Panzina.

Não pretendo com isto fazer qualquer juízo de valor sobre os que não falaram, mas dada a dimensão e o conteúdo das críticas com que a Vallis Habita tem sido 'distinguida' até que se justificava que o presidente do seu Conselho de Administração e vice da Câmara, tivesse recebido algum tipo de solidariedade.

Dos Vereadores substitutos com 't-sirt' laranja, compreende-se que não estivessem muito à vontade para intervir. Já o Vereador apeado, Arnaldo Soares, poderia bem ter dado uma mãozinha, mas como é perfeitamente natural, não anda para muitas solidariedades. Não restava por isso mais ninguém, pelo que vice teve que assumir sozinho a defesa da "sua dama" - o Relatório atrás referido...

publicado às 14:03

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D