Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A CÂMARA DE VALONGO E A 'FIGURA TUTELAR' DE FERNANDO MELO...

Fernando Melo foi-se embora de Valongo, segundo alguns - por exemplo o Bloco de Esquerda AQUI - 'por já não haver dinheiro para esbanjar'.

Até podia fazer sentido, mas a questão que se coloca, é se terá ido mesmo embora, ou se a sua 'sombra tutelar' irá continuar a passear-se por aqueles corredores e gabinetes onde pelos vistos, ainda ficou muita gente e uma significativa reserva de 'velinhas' para lhe prestarem tributo.

Vários indícios suportam esta minha dúvida.

 

A saber:

No dia a seguir à sua 'saída' da Câmara e à passagem formal de funções, na reunião pública de Câmara de 31 de Maio, com direito a discurso de 'despedida' acompanhado daquela 'contida lágrima' na altura dos abraços mais apertados - que nem todos o foram por igual - Fernando Melo concedeu uma entrevista ao canal de televisão por cabo, a PORTO CANAL, a qual foi gravada... onde, onde? Exactamente! No 'seu' gabinete presidencial na Câmara!


A questão foi suscitada pelos Vereadores da Coragem de Mudar na reunião pública de hoje e a explicação do Sr. (novo) Presidente, foi de que se tratou de um problema de agenda do canal de televisão, que era para ter gravado a entrevista no dia da saída, mas que teve de a adiar para o dia seguinte.

Uma explicação muito conveniente, mas pouco convicente - a mim, simplesmente não me apetece acreditar nela. É que o 'acontecimento' compagina-se com uma frase que retive na hora da despedida e do tal  (apertado) abraço: "esta casa será sempre sua senhor presidente" - João Paulo Baltazar dixit.

 

Outro mau prenúncio de que as mudanças a nível da praxis poderão não ser assim tão relevantes, traduziu-se no facto de eu ter sido impedido hoje de fazer uma pergunta 'inconveniente' à Câmara, relacionada condenação em primeira instância do responsável pelo Urbanismo, arq. Vítor Sá, segundo julgo saber, a 3 anos e dois meses de prisão com pena suspensa - e não a dois anos e meio, como por lapso aqui referi num outro post.

"Trata-se de uma questão do foro privado do senhor arquitecto e se quiser, no final da reunião pode colocar-lhe a pergunta a ele" - João Paulo dixit... 

 

Estranha resposta, para a pergunta - que reproduzo abaixo - e que se relaciona com um presumível crime de corrupção praticado no âmbito das suas responsabilidades profissionais na Câmara.

Faria algum sentido a argumentação(?) do Presidente, se eu estivesse a pedir à Câmara uma posição sobre um crime praticado fora do âmbito profissional do referido técnico, o que não á claramente o caso.

A verdade, é que o responsável pelo Departamento de Urbanismo da Câmara, passou de arguido a acusado, depois a condenado e nada desta preocupante 'evolução' do seu processo parece afectar a Câmara nem a prestação daquele técnico superior!

Ele há coisas!

 

A pergunta:


 

PS:

Como seria de esperar, João Paulo Baltazar viu hoje serem-lhe devolvidas pela Câmara as competências 'confiscadas' a Fernando Melo.

publicado às 15:38

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D