Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CÂMARA DE VALONGO - A VELHA 'ROLHA' CONTINUA SOBRE A MESA...

Depois do episódio de hoje na reunião de Câmara - dia primeiro do Presidente novo - e do qual já aqui falei noutro post, não restam grandes dúvidas de que no que toca a abertura, a aceitar a 'inevitabilidade' da presença do público como uma 'consequência' natural da Democracia, parece que estamos conversados...

 

Começo a perceber agora o alcance daquele comentário, era ele então, ainda vice de Melo, quando o questionei sobre algumas exóticas disposições do 'novo' Regimento.  E perguntava-lhe eu "é assim, com este texto e com este arremedo de abertura, que pretendem fazer com que os valonguenses voltem a participar em massa nas reuniões de Câmara?".

Resposta pronta, lacónica, mas de significado cristalino: "e quem é que lhe disse que nós temos interesse em promover a participação dos valonguenses nas reuniões de Câmara?".

 

Vai ser um fim de mandato atribulado para este executivo manco, ainda por cima com o permanente pesadelo da 'espada de Dâmocles' sobre as respectivas cabeças - os 'ácaros' escondidos sob os tapetes,  os 'esqueletos escondidos', pela enésima vez aqui mencionados e com uma auditoria do Tribunal de Contas que muito em breve aí chegará, munida de lupas, pinças reagentes e coisas que tais à procura dos 'crimes' que só 'os de fora' não conhecem.

 

Nestes momentos de perigo, é habitual vermos aqueles que têm o 'rabo preso' retraírem-se, tentarem uma postura menos agressiva, fingirem até uma (aparente) abertura.

Parece não ser essa a linha que o novo Presidente pretende seguir, numa interpretação bem ao seu estilo, da velha táctica futebolística de que 'a melhor defesa é o ataque'.

Só que, como em tudo na vida, também neste caso existem excepções e às vezes as interpretações literais de certas regras, podem trazer amargos de boca a quem não as tenha em linha de conta!

 

O PSD de Valongo não é todo da 'cor' de João Paulo Baltazar. Lá pelo meio, existem muitos democratas que nunca se conseguiram rever na figura de Fernando Melo nem na sua estratégia - estratégia essa de que pelos vistos o novo Presidente é um fervoroso admirador - como hoje ficou demonstrado.

 

Obviamente meu caro Dr. João Paulo, tem ainda uma pequenina margem para poder 'abortar' a descolagem da realidade, mas se não a souber aproveitar até à fracção de segundo, vai estatelar-se literalmente nalgum daqueles relvados sintéticos onde Melo torrou o nosso dinheiro, e o mais certo, é que a sua tentativa de borregar com alguma segurança, peque por demasiado tardia.

 

Assim não Dr. João Paulo!

 

A sua atitude pouco democrática de hoje, vai expô-lo ainda mais aos ataques dos 'extraterrestres' - uns classificados como OVNI à falta de melhor designação, outros, mais parecidos com 'patos bravos' vindos de Sul, mas que já por aqui nidificaram noutros tempos.

Esta última espécie, corresponde a uma designação 'codificada' que você sabe que eu sei que você sabe a quem me refiro ao utilizá-la.

 

É que uma coisa é ganhar a Câmara, outra bem diferente, é ganhar em 2013 a máquina, espécie de laranja mecânica que a faz mover, como você, seguramente melhor do que eu saberá.

 

Hoje senti-me no papel de milhares de valonguenses, seguramente incomodados com a situação 'pornográfica' que se vive no Departamento de Urbanismo há vários anos, mas onde houve nos últimos meses desenvolvimentos preocupantes - onde já não manda um simples arguido num processo de corrupção no âmbito da Câmara ou sequer um acusado, mas sim um condenado em primeira instância a uma pena de prisão!

Pelos vistos, esta situação que o deveria incomodar - a si que uma vez me disse "não me envolva nessas questões da corrupção sobre que gosta tanto de escrever. Eu tenho uma família, um nome a preservar e até nem estava cá nos mandatos anteriores" -  parece que de repente deixou de o preocupar.

 

Pois bem: Era sobre a alegada corrupção - até trânsito em julgado é 'alegada' que se deve ser designada - a qual se passa num período que abrange já o seu mandato, que eu hoje o queria questionar.

Lamentavelmente, você seguiu o pior de todos os caminhos, recorrendo à velhinha solução da 'rolha' tão do agrado do senhor a quem você abraça efusivamente na foto acima - 'na hora da despedida' - e a quem até disponibiliza o gabinete presidencial para dar entrevistas à TV Porto Canal numa altura em que ele, por voluntária renúncia, já não exercia cargo nenhum na Câmara.

Mau começo...

 

publicado às 00:20

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D