Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

'ALFENA TRADE CENTER' - ALGUÉM SE LEMBRA?


O 'gabinete de arquitectura' mais mediático para cá do rio Douro - pelos piores motivos, obviamente - trabalhou intensamente no projecto, preparou os dossieres até ao mais ínfimo pormenor - que ganhar dinheiro que se veja sem investir nada que se veja, também dá trabalho!

O engenheiro-arquitecto-desenhador sonhou riscou, fez maquetes, esticou terrenos para neles encaixar os desenhos à justa medida dos seus sonhos a a 'obra' - parte dela - nasceu.

Para ser tal como disse Fernando Pessoa, só faltou Deus, que nestas coisas de falcatruas os Deuses não costumam querer...

Como cogumelos, foram nascendo várias empresas e tal como eles quando não são aproveitados no tempo certo, tiveram quase todas vida efémera - umas colhidas pela crise que já por aí andava, outras simplesmente porque acreditaram no 'canto da sereia' que anunciava em trinados musicais a vinda próxima do polo que faria mudar tudo - para melhor, obviamente e segundo o engenheiro-arquitecto-desenhador: o 'ALFENA TRADE CENTER'

Tardou porém em saltar do papel para o terreno, seja porque o 'outro papel' - aquele que dá vida própria a tudo que sejam negócios - já começava a faltar, seja porque nunca terá passado de um enorme bluff, tudo começou a ruir a apodrecer a enferrujar a 'ir por água abaixo' e hoje, é aquilo que se vê: a vergonha de Alfena, precisamente junto à entrada da nossa querida cidade!

Entretanto, o gabinete onde se projectam sonhos e depois se  vendem futuros pesadelos, lá continua, na sua actividade produtiva seguindo em frente, a todo o terreno, indiferente às vítimas que vai deixando para trás.

Igual ao País, igual ao governo, igual à Câmara - que neste caso concreto tal como em todos aqueles onde tresanda a corrupção, não podia deixar de estar envolvida!

Está comprovado desde há muito que realidade e 'realidade virtual' são coisas diferentes, mas nunca é demais alertar para o facto de estas imagens serem simples fotomontagens, fruto da imaginação fértil do Sr. Camilo Moreira.


PS:

Em momento oportuno, colocarei aqui em confronto as fotografias correspondentes à dura realidade que se vive naquele espaço...

 

publicado às 23:45

2 comentários

  • Imagem de perfil

    cneves 28.07.2012

    Concordo inteiramente, meu caro amigo.
    Tal como a 'biografia autorizada' de Fernando Melo, também a história deste mega embuste está por escrever. Esperamos estar vivos ainda e com possibilidade de ajudar, na altura de verter para a sentença os crimes ali praticados.
    Um abraço
    CN
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D