Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

VALONGO E O 'PRINCÍPIO DE PETER'

Toda a gente já percebeu, eu já escrevi, os jornais regionais e alguns nacionais também  eo  próprio o confirmou, que João Paulo Baltazar será 'o candidato' à presidência da Câmara de Valongo em 2013. Entende-se que assim seja, percebe-se que o PSD local e Nacional não possam nem queiram ser inovadores, atrevendo-se a contrariar pela primeira vez, o conhecido 'Princípio de Peter' (Laurence Johnston Peter) - "Num sistema hierárquico, todo o funcionário tende a ser promovido até ao seu nível de incompetência" - Wikipédia.


João Paulo Baltazar começou por baixo aprendeu a 'arte' num percurso feito à moda antiga, como 'aprendiz, oficial de terceira, segunda, primeira' e foi por ali acima até chegar à 'gerência', já moldado, formatado, igual ao mestre, isto é, incompetente como ele - e aqui, 'incompetente' não não envolve obviamente qualquer tipo apreciação pessoal, mas apenas funcional...


(Um parênteses para dizer, que na fase imediatamente anterior à abdicação de Melo, 'criador e criatura' já se confundiam sendo que neste caso, não foi seguido um outro princípio também muito conhecido, segundo o qual, o criador tende a matar a dita').


Funcionando de acordo com a matriz 'meritocrática' atrás referida que regra geral, não admite a despromoção (uma excepção recente apenas para Arnaldo Soares) é uma espécie de pirâmide invertida com escadinhas em que cá, como noutros municípios que que aplicam o mesmo princípio, a 'solução' é alargar cada vez mais o imenso topo e preencher os degraus que vão vagando, a partir do vértice/base,  não por saída de ocupantes, mas pela subida dos mesmos, num ciclo infernal interminável em que um dia a pirâmide, com tão desconforme topo, acaba por entrar em inevitável desequilíbrio - estrutural, conjuntural ou o que se lhe queira chamar e ou é escorada de forma robusta, ou acabará por ruir sobre si mesma numa espécie de implosão sem necessidade de explosivos.


Na fase do 'equilíbrio' relativo, a analogia mais fiel será a do pião da nossa meninice, bojudo, mais ou menos pesado, mas que lá se vai movendo sobre o bico metálico, enquanto a energia gerada pelo lançamento não descer abaixo de um determinado limite.


Na (invertida) pirâmide/pião de Valongo, estaremos prestes a ultrapassar o referido limite com o inevitável risco de desabamento  - se entretanto o 'senhor dos Passos' continuar a dizer e a agir em conformidade: 'que se lixem as eleições'...

publicado às 10:40

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D