Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A CRISE TOCA A TODOS (EXCEPTO AOS GOVERNANTES, AMIGOS & C.IA)...

Acabei de ler um comentário de um colega de Direcção da Coragem de Mudar na nossa página do Facebook:

 

"A Presidência da República não presta contas aos cidadãos.
Os contratos que celebra não estão publicados no portal BASE, embora tal seja um procedimento obrigatório. O ÚNICO orgão de soberania que é eleito nominalmente pelos portugueses recusa-se a assumir um dos seus deveres mais elementares: dar contas aos cidadãos pela forma como gasta os pesadíssimos impostos que todos suportamos. É inadmissível tal desrespeito pelo cidadão.
Impõe-se uma avassaladora onda de indignação popular!
Tenha vergonha, Sr. Presidente!

José Bandeira"

 

A minha primeira reacção através do comentário que publiquei depois do 'Gosto', foi:

"Deixe de ter falta de vergonha Sr. Presidente!".

 

Depois pensei melhor e o que eu acho mesmo, é que os muitos que andam para aí a reclamar o fim da República, são capazes de ter alguma razão - alguma, faço questão de vincar!

 

Desde logo, nada do regresso ao 'forrobodó' monárquico que por aí vemos mundo fora, onde umas quantas 'cabeças coroadas' - coroadas por quem? - com os respectivo(a)s consortes, mais os respectivo(a)s amantes e as inevitáveis proles de todo(a)s ele(a)s, legítimas e ilegítimas atrás, mas o fim desta República!

 

Em Portugal, por uma questão de dignidade do Estado - basta que passemos a 'pente fino' o histórico dos vários PR  - e também por uma questão de contenção, que a crise toca (deve tocar) a todos, Belém - ou S. Bento, um deles à escolha - seguramente que não faz falta nenhuma! Se para isso tiver de se alterar a Constituição, pois então façámo-lo, porque pelo menos neste caso, teremos uma razão relevante para o fazer!

Não sou devoto do militarismo americano, mas encontro no seu sistema político muitas coisas boas que teríamos todo o interesse em copiar:

Um Presidente, um Gabinete, um Governo, uma voz institucional a representar o País, ao contrário das constantes escaramuças e dicotomias a que já nos fomos habituando ao longo dos anos, agora amenizadas, dada a mesma cor política de ambos os 'representantes da nossa vontade(?) e uma enorme poupança de meios de toda a espécie - popós, motoristas, segurança pessoal, enormes staff, deslocações a dobrar ao estrangeiro -  na 'representação' da Pátria em todas as iniciativas ou acontecimentos que apenas os próprios consideram ser relevantes.

 

Por mim e se pudesse decidir, copiava já o sistema americano, depurando-o obviamente de alguns defeitos - que também os tem! - mas nada de colocar o Paulo de Sacadura Cabral Portas no lugar da Hillary Diane Rodham Clinton!

 

publicado às 10:44

2 comentários

  • Imagem de perfil

    cneves 09.08.2012

    Eu até compreendo o seu desânimo meu caro amigo - em relação ao projecto de que fala e que os 'velhos senhores' do TC (não confundir com Tribunal de Contas, que também já têm caruncho a corroê-los) - mas o problema ficaria por resolver: dividir a (má) governação por dois oi mais centros de poder, não resolveria grande coisa...
    Abraço,
    CN
  • Comentar:

    Mais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    imagem de perfil

    Arquivo

    1. 2021
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    14. 2020
    15. J
    16. F
    17. M
    18. A
    19. M
    20. J
    21. J
    22. A
    23. S
    24. O
    25. N
    26. D
    27. 2019
    28. J
    29. F
    30. M
    31. A
    32. M
    33. J
    34. J
    35. A
    36. S
    37. O
    38. N
    39. D
    40. 2018
    41. J
    42. F
    43. M
    44. A
    45. M
    46. J
    47. J
    48. A
    49. S
    50. O
    51. N
    52. D
    53. 2017
    54. J
    55. F
    56. M
    57. A
    58. M
    59. J
    60. J
    61. A
    62. S
    63. O
    64. N
    65. D
    66. 2016
    67. J
    68. F
    69. M
    70. A
    71. M
    72. J
    73. J
    74. A
    75. S
    76. O
    77. N
    78. D
    79. 2015
    80. J
    81. F
    82. M
    83. A
    84. M
    85. J
    86. J
    87. A
    88. S
    89. O
    90. N
    91. D
    92. 2014
    93. J
    94. F
    95. M
    96. A
    97. M
    98. J
    99. J
    100. A
    101. S
    102. O
    103. N
    104. D
    105. 2013
    106. J
    107. F
    108. M
    109. A
    110. M
    111. J
    112. J
    113. A
    114. S
    115. O
    116. N
    117. D
    118. 2012
    119. J
    120. F
    121. M
    122. A
    123. M
    124. J
    125. J
    126. A
    127. S
    128. O
    129. N
    130. D
    131. 2011
    132. J
    133. F
    134. M
    135. A
    136. M
    137. J
    138. J
    139. A
    140. S
    141. O
    142. N
    143. D
    144. 2010
    145. J
    146. F
    147. M
    148. A
    149. M
    150. J
    151. J
    152. A
    153. S
    154. O
    155. N
    156. D
    157. 2009
    158. J
    159. F
    160. M
    161. A
    162. M
    163. J
    164. J
    165. A
    166. S
    167. O
    168. N
    169. D
    170. 2008
    171. J
    172. F
    173. M
    174. A
    175. M
    176. J
    177. J
    178. A
    179. S
    180. O
    181. N
    182. D
    183. 2007
    184. J
    185. F
    186. M
    187. A
    188. M
    189. J
    190. J
    191. A
    192. S
    193. O
    194. N
    195. D
    196. 2006
    197. J
    198. F
    199. M
    200. A
    201. M
    202. J
    203. J
    204. A
    205. S
    206. O
    207. N
    208. D