Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CÂMARA DE VALONGO - UM CASO DE FLAGRANTE FALTA DE VERGONHA!

No passado dia 18 foi convocada para o Museu de Valongo uma reunião de eleitos da Assembleia Municipal:


Ora bem...

 

Até aqui, tudo (aparentemente) normal, não fosse o facto, ou melhor, vários factos claramente não normais.

 




A saber:

Facto 1: Foi remetido aos participantes um documento de cinquenta e tal páginas, incompleto, porque incluindo cartas de leitura quase impossível,  comprometeu logo à partida uma apreciação rigorosa e informada por parte dos participantes;


Facto 2: Como se esperava e apesar dos processos que decorrem no Ministério Público, nem o Prof. Paulo Pinho nem os restantes 'pais da criança' foram sensíveis às várias incongruências do documento, que apesar de anos de gestação, vai nascer obviamente mais parecido com o 'corcunda de Notre Dame' do que com o  'príncipe encantado' da história, nomeadamente naquilo que se refere ao processo de enriquecimento ilícito que resultou da tentativa de implantação de uma zona industrial em Alfena.

Pudera! os investidores continuam a controlar quem manda na Câmara e não é por acaso que um dos envolvidos em tudo que cheira a corrupção no nosso Concelho tem viajado muito entre a Rua da Várzea em Alfena e o edifício da Câmara e tem igualmente circulado muito nos últimos dias pelos seus corredores.


Facto 3: Vergonha das vergonhas - João Paulo Baltazar continua pelos vistos apostado em fazer pontaria aos respectivos pés - foi a inclusão no grupo de pessoas presentes, do arqº Vitor Sá, (ainda) chefe de Departamento de Urbanismo da Câmara!

Não vale a pena repetirem a conversa do costume de que "até à condenação final e trânsito em julgado, etc., etc.". Perante a Lei sabemos que o homem é inocente mas perante os valonguenses - e alguns conhecem-no bem - ele é corrupto e foi condenado em primeira instância, a mais de 3 anos de prisão com pena suspensa!

Se isso não foi suficientemente relevante para impedir João Paulo Baltazar de lhe renovar as competências a seguir à saída de Melo - "até porque a câmara não foi informada pelo Tribunal, relativamente a essa condenação" (João Paulo Baltazar dixit...) -  devê-lo-ia ser para que não estivesse presente na reunião do dia 18!


Mas em Valongo, já muito pouco é capaz de nos surpreender. Acho mesmo que só arregalarei os olhos de espanto quando vir o novo presidente tomar as várias atitudes corajosas que prometeu que iria tomar "para Setembro"


Perdão, mil desculpas! tomou algumas:

Fechou as piscinas de Campo e Valongo e alterou os critérios para os trasportes escolares deixando centenas de crianças na contingência de irem a pé e mal alimentados para a escola nestes tempos de duras dificuldades.

A isto sim, chama-se 'coragem'!

 

Em jeito de conclusão e sobre o Plano Director, se  é este 'apurado e cuidadoso documento' que nos querem impingir ao fim de tantos anos de regabofe com os dinheiros públicos, gastos no 'intenso trabalho' da sua preparação, então talvez seja altura de a oposição acordar e se preparar para  consensualizar entre si o chumbo puro e simples desta coisa disforme - porque a oposição tem a maioria em Valongo!

 

publicado às 19:47

2 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D