Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

DA PRAIA AO BALCÃO, COM DINHEIRO OU CARTÃO ...

Outono.

Até ontem - grande chuvada aquela que me surpreendeu no silêncio da noite - foi tempo de absorvermos com mais ou menos discrição, a beleza dos femininos corpos seminus – claro que admito a preferência delas pelos que ostentam menos redondezas - fruindo os prazeres do sol, as carícias das ondas nos nossos pés naquele ‘toca e foge’ que nos delicia e nos mantém na linha imaginária que guia os nossos passos entre a parte transitável da praia e a superfície navegável que lhe determina o limite.


A partir de agora, esse tipo de beleza, grande parte da qual deveria ser considerada ‘património estético da humanidade’, vai ser substituída – escondida seria talvez o termo mais adequado - por aquela outra ‘beleza’ vendida num balcão perto de nós: marcas como Ralph Laurent, Diesel, Levis, Calvim Klein e tantas outras - passe a publicidade que ninguém me encomendou - vão assumir o 'papel principal', valorizadas é claro, pela diferença entra o cabide da loja e o suporte onde passarão a ser publicamente exibidas...


Mas já agora e para que não me chamem de tendencioso, deixem-me dizer que em tempos de crise e de negócios fáceis, podem também ser encontradas sobre uma simples tábua da feira mais próxima - que a contrafacção não exige balcões luxuosos nem atendimento personalizado - ou ainda numa loja do chinês perto de si.


Apesar de tudo, gosto mais da época estival, não apenas porque é mais do tipo de nos ‘encher o olho’ mas sobretudo, porque na loja de marca, na feira ou na loja do chinês, a beleza do Outono/Inverno que agora se começa a vender, nos pesa sempre muito mais na carteira e contém em si mesma uma insanável contradição: pagamos para não ver aquilo que ela vai esconder!

publicado às 00:27

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D