Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

"FRUTOS" CHINESES'...

 

"Desculpa (), mas não posso falar contigo sobre este assunto (neste momento e por este meio)" - a parte entre parênteses é minha...

Pois claro! Passos Coelho aprendeu bem com os vários e lamentáveis episódios de escutas por que passaram outros políticos porque embora as mesmas (as escutas) não tenham 'matado' ninguém, lá que moeram, moeram'.


É claro que exagerou um pouco, porque Ricciardi não é corrupto, o BES nunca foi acusado de 'lavagem de dinheiro' nem esteve em momento algum envolvido em negócios escuros e portanto, escusava de ser tão indelicado com o amigo! Ou agora um banqueiro não pode ser amigo de um primeiro ministro não pode telefonar-lhe para perguntar como é que vão as coisas, como está a família e todas aquelas perguntas de circunstância que se costumam fazer quando se telefona a um político? Quem disser o contrário estará obviamente a especular.


É evidente que o Sr. Ricciardi nunca telefonaria ao primeiro ministro para lhe falar daquele 'diferencial de 150 ME  que os chineses estavam dispostos a pagar a mais pela privatização da EDP, mas que a circulação de 'informação privilegiada' no seio da Parpública lhes permitiu poupar.

 

Talvez a pergunta que o Sr. Ricciardi gostasse de ter feito - mas não faria seguramente - embora Passos Coelho, receando que a fizesse tenha reagido de forma abrupta, pudesse ter sido "oh Pedro, diz lá então onde é que achas que devo colocar aqueles 150 quilos de frutos chineses. Numa 'frutaria' na Suiça ou num qualquer daqueles paraísos fiscais, perdão tropicais, onde a fruta se conserva sem se deteriorar?".

E como é que os chineses conseguiram poupar os tais 150 ME no negócio?

É simples e o Jornal Sol explicou na sua edição de 26 de Outubro.


Houve uma meia hora crucial antes do limite para a apresentação de propostas para este concurso de privatização da EDP - que teriam de ser entregues em carta fechada, como é normal e sempre acontece - e que fez toda a diferença:

De forma inusitada, algum tempo antes foi emitida uma nota interna da Parpública a dar indicação aos candidatos, de que que além da 'cartinha do costume', deveriam também enviar as propostas por e-mail (!) quer para a Parpública, quer para os seus assessores financeiros. A partir das 16 horas, foram chegando as propostas por esta via (dos brasileiros e dos alemães) iguais evidentemente às já enviadas por carta. Curiosamente (?) a dos chineses foi a última a chegar por e-mail, bem em cima das 17 horas. A suspeita, é que havia várias propostas diferentes dos chineses, em carta fechada, sendo que alguém terá feito chegar à Parpública apenas a que batia certo com a do e-mail, que terá beneficiado da tal 'informação privilegiada' e portanto era a mais baixa mas mesmo assim ligeiramente acima da melhor dos restantes candidatos.


Boa jogada! -  e um jackpot de frutos chineses para empanturrar uma data de estômagos famintos e que o Ministério Público tenta agora identificar!

 

 

publicado às 17:32

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D