Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

CÂMARA DE VALONGO - 'CONCUBINATOS' COM A+++

 

Um amigo do Facebook e de outras andanças - nisto de amigos, é como nos casamentos, nunca estamos livres de um 'divórcio' de princípios e nós, felizmente para mim, estamos 'divorciados' - escreveu a 'alarvidade' que se segue, a propósito do Orçamento aprovado na reunião de Câmara de terça feira passada, com cânticos de louvor e hosanas, vindos do lado esquerdo da mesa - vista esta do lado do (escasso) público presente.

 

"O PS/Valongo é tão politiqueiramente previsível que até dói. Passou três anos a viabilizar orçamentos irrealistas da Câmara. Agora, quando se aproximam as eleições, resolveu fazer o que todos sabiam que faria: fez de conta que é oposição e votou contra o orçamento municipal. Só que este número de circo não correu muito bem. Então não é que, ao fim de muitos anos - mandatos e mandatos -, o PSD, pela primeira vez, apresentou um orçamento minimamente sério e realista?"


Vamos lá portanto a ver se nos entendemos sobre o rigor das definições...

 

Orçamento de verdade, Orçamento realista, Orçamento de rigor, foram alguns dos piropos atirados ao 'pimpolho' mas eu acho que quem os atirou e por replicação faz com que outros os continuem a atirar também, não sabe do que fala - ou sabendo, junta-se ao grupo dos encenadores do costume para reforçar com um calor perfeitamente descabido, a verosimilhança desta 'verdade mal contada' destinada a enganar os valonguenses.

 

Um Orçamento de verdade, deveria antes de mais, ter partido de uma auscultação atempada aos cidadãos e às Instituições, com vistas a poder acolher alguns dos seus anseios mais prementes - Orçamento participativo, será que isto lhes diz alguma coisa?

 

Um Orçamento de verdade, seria se reconhecesse - mas isso se calhar já era pedir demais - que a quase totalidade das receitas é gasta com a máquina, com a macroestrutura, com o serviço da dívida - onde talvez tenhamos chegado apenas 'por obra e graça do divino Espírito Santo' - e que em termos de investimento o que vai ser gasto no nosso Concelho se resume a um modesto 'cagagésimo' do bolo realista!

 

Longe vão os tempos em que alguns dos 'cristãos novos' e actuais devotos do 'santo da moda' o criticavam com muita veemência e com toda a propriedade e também aos desvarios de Fernando Melo que ele sempre apoiou, à proliferação de protegidos e afilhados admitidos a esmo nos quadros da Câmara, às obras faraónicas e de fachada que nos conduziram à dívida que nos sufoca e cujo 'serviço' sufoca também o Orçamento - este e todos os que se lhe seguirão. 

 

Uma constatação clara resulta de todo este caloroso apoio ao Orçamento da desgraça que foi aprovado na reunião de Câmara na passada terça feira:

Não é conhecida ainda a 'operação de remoção da inestética gordura' que afecta a macroestrutura camarária - vai a reunião amanhã dia 21 - não se conhecem mexidas que há muito se impõem, nem se viu na terça feira, vontade de pensar na extinção de empresas municipais que não servem para nada - Vallis Habita, SMAES - e apesar disso, o lado esquerdo da mesa vota a favor?


No passado recente acusaram o PS de 'concubinato' por ter viabilizado o finado Plano de Saneamento Financeiro e se ter abstido na votação de anteriores Orçamentos.

E agora? Com este voto a favor que deixa de fora tudo que tem a ver com a educação e o bem estar das nossas crianças, por exemplo, como que é que devemos classificar este comportamento? 'Concubinato' parece-me escasso, 'prostituição' talvez seja um pouco exagerado - ou não?

 

Resta-me apelar - ao 'santo' e aos seus novos 'devotos' - para que se deixem todos de escamotear a verdade e de jogar com a mistificação!


Chamemos as coisas pelos seus nomes:


Este é inquestionavelmente e uma vez mais, um mau Orçamento. Se podia ser pior? Claro que podia, mas a menos de um ano das eleições, não convinha arriscar demasiado... 

publicado às 17:06

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2008
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2007
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2006
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D