Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

A TERRA COMO LIMITE...

UM ESPAÇO ONDE ESCREVEREI SOBRE TUDO, SOBRETUDO, SOBRE TUDO QUE SEJA CAPAZ DE CAPTAR A MINHA ATENÇÃO. UM ESPAÇO ONDE O LIMITE NÃO LIMITA - APENAS DELIMITA.

O 'ORÇAMENTO TRANSPARENTE E MAIS REALISTA' DE MARIA JOSÉ AZEVEDO (DE VALONGO)...

 

Como dizia o outro, 'eu fico danado' com a falta de decoro do nosso presidente de Câmara, mas pior que isso, fico fora de mim com a falta de vergonha de Maria José Azevedo e de Pedro Panzina ao aprovarem o 'Orçamento equilibrado' e ao andarem a aliciar - neste caso, o Pedro Panzina - os nossos deputados municipais para fazerem o mesmo na Assembleia Municipal. 

Contenção verbal relativamente ao nosso 'reduto' foi coisa que já me preocupou mais, até porque no caso presente, já nem considero  os figurões de quem falo, como pertencentes ao meu lado!

Quando aqueles que julgávamos representarem os interesses vertidos no compromisso eleitoral que firmamos com os nossos eleitores em 2009 - e que por acaso até foi redigido pelas duas referidas personagens - perdem a vergonha e já nem hesitam em expor as 'partes mais pudibundas', então porquê esforçarmo-nos em conter o verbo?

Maria José Azevedo e Pedro Panzina já não estão com a Coragem de Mudar! Neste momento, estão de alma e 'coração doce' com João Paulo Baltazar!

E estando com ele, não se estranha que tendo feito uma guerra - e bem - em relação à demência de Melo quando resolveu esbanjar o dinheiro que não tinha na construção do complexo desportivo da Outrela - embora depois tenham 'suavizado' o seu protesto - percebe-se porque é que apesar de João Paulo Baltazar tencionar torrar 300mE no Estádio dos Sonhos em Ermesinde, eles não reajam e considerem mesmo assim que "Pelo esforço de todos, este é um Orçamento transparente e mais realista" - Maria José Azevedo dixit (JN).

Bandeiras como a Educação, a alimentação nas escolas, as AEC e tantas outras, também foram claramente para a gaveta onde ainda devem 'jazer' alguns resquícios bolorentos daquele bolo gigante a que chamamos 'Coração Doce' - porque o era de facto e também porque tinha a forma do Órgão que nos mantém vivos e isto, sem que pelos vistos a 'alma mater' da Coragem de Mudar (Pedro Panzina dixit), se incomode muito ou perca o sono com a sua desgraçada omissão de auxílio aos mais necessitados e aos mais frágeis do nosso Concelho: as nossas crianças!

João Paulo Baltazar não nos surpreende: De quem foi fiel escudeiro de Melo e o designa como 'o ideólogo' (ver entrevista ao Verdadeiro Olhar) não se pode esperar nada de muito diferente do que tem feito e se propõe fazer no futuro. Agora dos ex 'corajosos' que conseguiram durante algum tempo ser o nosso orgulho, provavelmente já com a arma engatilhada para consumarem a traição ao Povo de Valongo, desses sim, esperava-se tudo o que não têm feito e nada do que se propõem fazer.

Como eu percebo - logo eu! - a revolta do presidente da Junta de Alfena Rogério Palhau na última Assembleia Municipal, votando contra o Orçamento ao ver os míseros 'tostões' que a Câmara se propõe investir na minha terra, como percebo também o sorriso 'de orelha a orelha' do Presidente da Junta de Ermesinde Luís Ramalho e por outro lado, como compreendo agora o enorme esforço feito por Pedro Panzina para que o dito Orçamento não corresse riscos desnecessários na referida Assembleia!

As traições têm custos, mas também representam benefícios e Pedro Panzina foi seguramente um bom 'gestor' na correcta(?)  avaliação da relação entre ambas as componentes - para ele pelo menos!

publicado às 20:03

Mais sobre mim

imagem de perfil

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D
  157. 2008
  158. J
  159. F
  160. M
  161. A
  162. M
  163. J
  164. J
  165. A
  166. S
  167. O
  168. N
  169. D
  170. 2007
  171. J
  172. F
  173. M
  174. A
  175. M
  176. J
  177. J
  178. A
  179. S
  180. O
  181. N
  182. D
  183. 2006
  184. J
  185. F
  186. M
  187. A
  188. M
  189. J
  190. J
  191. A
  192. S
  193. O
  194. N
  195. D